quarta-feira, 5 de setembro de 2012

LIÇÃO 11, A INVEJA, UM GRAVE PECADO





  
LIÇÃO 11, INVEJA, UM GRAVE PECADO  
Lições Bíblicas do 3º Trimestre de 2012 - CPAD - Jovens e Adultos
Vencendo as Aflições da Vida - "Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas” (Salmos 34:19).
Comentários da revista da CPAD: Pr. Eliezer de Lira e Silva
Consultor Doutrinário e Teológico da CPAD: Pr. Antonio Gilberto
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
QUESTIONÁRIO


 
 
TEXTO ÁUREO
"O coração com saúde é a vida da carne, mas a inveja é a podridão dos ossos" (Pv 14.30). 
 
 
VERDADE PRÁTICA 
O cristão verdadeiro não se deixa levar pela inveja e não age com maldade.  
 
 
LEITURA DIÁRIA
Segunda - Sl 37.1-3 Pratique a bondade
Terça - Pv 23.17 Não seja invejoso
Quarta - Fp 1.15 Pregar por inveja e disputa
Quinta - 1 Sm 2.22-25 As maldades dos filhos de Eli
Sexta - Pv 11.19,20 DEUS abomina a maldade
Sábado - Ez 36.33 DEUS purificará o seu povo de toda a maldade 
 
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE- 1 João 2.9-15
9 Aquele que diz que está na luz e aborrece a seu irmão até agora está em trevas. 10 Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo. 11 Mas aquele que aborrece a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos. 12 Filhinhos, escrevo-vos porque, pelo seu nome, vos são perdoados os pecados. 13 Pais, escrevo-vos, porque conhecestes aquele que é desde o princípio. Jovens, escrevo-vos, porque vencestes o maligno. Eu vos escrevi, filhos, porque conhecestes o Pai. 14 Eu vos escrevi, pais, porque já conhecestes aquele que é desde o princípio. Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de DEUS está em vós, e já vencestes o maligno. 15 Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.
 
INVEJA - (http://www.provoice.com.br/artigos-acb/acb21-inveja.htm)
Pensa-se que a inveja é desejar ter o que o outro tem. Isso na verdade é a cobiça, também catalogada na Bíblia como pecado. A inveja segundo o dicionário é um misto de ódio e desgosto provocado pela prosperidade ou alegria de outrem. Em outras palavras, a inveja é a tremenda raiva que a pessoa desenvolve porque o outro está bem, está feliz.
Existe uma fina distinção entre a inveja e a cobiça. “A pessoa cobiçosa quer possuir os bens do vizinho, enquanto que a pessoa invejosa lamenta esses bens. Ela fica triste por causa de prosperidade do vizinho” (W.F. May).
A inveja se desenvolve geralmente entre pessoas que possuem o mesmo nível de vida, a mesma profissão, os mesmos relacionamentos, freqüentam os mesmos ambientes. Se por exemplo, eu sou médico, eu não teria inveja do Pavaroti, porque ele milita numa área diferente da minha, mas se eu fosse cantor de opera provavelmente teria por não ter a capacidade que ele tem e não tem os méritos que ele têm. Veja ainda como as pessoas que freqüentam os mesmos lugares morrem de inveja quando alguém recebe destaque ou brilha mais do que o invejoso numa festa.
A inveja é também um sentimento interior que quase nunca é revelado. É algo guardado no coração. Olavo de Carvalho na crônica ‘Dialética da Inveja’ diz: “A gente confessa ódio, humilhação, medo, ciúme, tristeza, cobiça. Inveja, nunca. A inveja admitida se anularia no ato, transmutando-se em competição franca ou em desistência resignada. A inveja é o único sentimento que se alimenta de sua própria ocultação”.
O remédio para a inveja é amargo. A confissão deve ser o primeiro passo. Confessar a Deus que nutre inveja por tal e tal pessoa, que não suporta ver esse alguém sendo melhor, que tem raiva quando alguém recebe um elogio e eu não. Passada a confissão vem uma internalização teológica importante. Todos nós fomos criados a imagem e semelhança de Deus, portanto, todos nós fomos criados com valores e virtudes e existe espaço para todos nós no universo.
Em terceiro lugar, passar à ação. Aqui creio que o apóstolo Paulo nos ajuda na sua carta aos Romanos. Ele diz: “Amai-vos cordialmente, uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros”. E ele vai além para nos desafiar: “Tende o mesmo sentimento uns para com os outros; em lugar de serdes orgulhosos, condescendei com o que é humilde; não sejais sábios aos vossos próprios olhos”.
Ser cristão é isso. O nosso problema será crer se vale a pena seguir a orientação da Bíblia ou tentar por nossos próprios esforços alcançar a felicidade. Quem não é feliz com as bênçãos de Deus ainda vai morrer de inveja!
 
“Invejas” (gr. fthonos), i.e., antipatia ressentida contra outra pessoa que possui algo que não temos e queremos.
 
Todas as boas virtudes para com Deus no coração e na vontade foram, igualmente, perdidas devido à entrada do pecado no mundo — o amor de Deus, a confiança em Deus, e o temor real a Deus. Deus não é recebido onde o Espírito Santo não tenha, primeiramente, iluminado e despertado o entendimento, a vontade e o coração. Sem o Espírito Santo os homens são incapazes de realizar obras virtuosas como a Fe verdadeira, o amor de Deus e o temor real a Deus, por suas próprias forcas. E, por isso, o' coração miserável do homem permanece tal qual uma casa desolada, deserta, velha e decadente, sem abrigar Deus e com o vento soprando através das suas janelas. Ou seja, todos os tipos de tendências conflitantes e cobiças arrastam o coração rumo aos mais variados pecados que envolvem o amor, o ódio, a inveja e o orgulho fora de controle. Os demônios também espalharam o seu veneno.
Pecado é a Ausência do Zelo Divino e a Presença do Zelo ímpio (a Inveja)
 
Com relação aos seres humanos, as Escrituras falam tanto do zelo correto, quanto do incorreto; precisamos cultivar o primeiro e abandonar o segundo. O zelo correto é a valorização e a preservação daquilo que nos pertence, ao passo que o zelo incorreto é ser exigente e assumir uma atitude de possessividade para com aquilo que não nos pertence.
É pecado não cuidarmos daquilo que Deus nos confiou; e é igualmente pecado sermos invejosos ou cobiçosos com aquilo que Ele não nos deu.
Este cuidado protetor (o zelo, que chega a se confundir com um ciúme) não é um mal inerente. Deus e zeloso por tudo aquilo que e certo, verdadeiro e imutável — da mesma forma que deveríamos ser. Por exemplo, Paulo era zelosamente apaixonado pela Igreja: “Porque estou zeloso de vos com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo” (2 Co 11.2). De maneira semelhante, como o casamento e ordenado por Deus, o marido e a mulher pertencem um ao outro de tal maneira (cf. Nm 5.14; 1 Co 7.4) e estão corretos em zelarem na proteção do seu amor.
 
Os eruditos wesleyanos tem divergido acerca se a “santificação completa” e uma questão de erradicação ou fortalecimento — ou seja, se o pecado é destruído ou meramente suprimido. Será que sentimentos como a ira ou a inveja são removidos ou meramente redirecionados? Podem ser apresentados textos em defesa das duas posições. Wesley acreditava, entretanto, que todos os crentes podem atingir um estado de perfeição que implique a ausência de pecado antes da morte e que todos os crentes devam buscar isto.
 
“A santificação total” não significa:
(1) que jamais voltaremos a pecar;
(2) que não possamos perder a nossa salvação;
(3) que não possamos ter/cometer “mil” outras “fraquezas,” “defeitos,” “erros,” e “enfermidades” (as quais englobam uma multidão de pecados);
(4) que os grandes apóstolos Paulo e Pedro a possuíssem;
(5) que ela tenha sido alcançada por mais pessoas além de algumas poucas, em cada época;
(6) que a maioria das pessoas que a alcançam o fazem muito antes da morte; e
(7) que Paulo raramente faz uso do termo santificado neste sentido, se é que o faz alguma vez.
 
Se algum homem encontrar em si mesmo a má vontade, a malicia, a inveja, ou qualquer outro sentimento oposto a bondade, então ali estará o sofrimento. E quanto mais forte for o sentimento, mais miserável ele se sentirá. Se dizem que o homem indolente come a própria carne, algo muito pior acontece com os que são invejosos ou mal intencionados. Sua alma e o próprio exemplo do inferno, cheia de tormentos como também de iniquidades. Ele já tem em si o bicho que nunca morre, e esta se apressando em direção ao fogo que nunca se apaga. Só falta o grande precipício ser instalado entre este homem pecador e o céu (ibid.,7.139). 
 
 
 
O Cristão e a Inveja (http://www.estudosgospel.com.br/estudos/diversos/o-cristao-e-a-inveja.html)
 
De todos os sentimentos que o ser humano pode ter não há dúvida de que a inveja é um dos piores. E isso é tão verdade que dentre os dez mandamentos ordenados por DEUS está escrito: “Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma que pertença ao teu próximo” (Ex 20:17). E o livro de Provérbios registra que “O ódio é cruel e destruidor, mas a inveja é pior ainda” (Pv 27:4).

Na Bíblia encontramos o registro de vários casos de inveja, o que nos proporciona preciosos exemplos sobre o tema. Caim invejou Abel por que DEUS se agradou mais da oferta dele do que da sua (Gn 4:1-16). Os filisteus invejaram a Isaque por que o Senhor o tinha prosperado (Gn 26:14). Raquel invejou Léia por que esta podia ter filhos (Gn 30:1). Os irmãos de José tinham inveja dele por que ele agradava ao seu pai (Gn 37:11; At 7:9). Datã e Abirão invejaram Moisés e Arão por que estes eram dedicados ao Senhor e eram os escolhidos Dele (Sl 106:16,17). Saul invejou a Davi por que DEUS lhe deu conquistas, a cabeça de Golias e o amor do povo (1 Sm 18: 6-16; 19:5). Os líderes judeus entregaram JESUS por que tinham inveja de suas obras (Mt 27:18, Mc 15:10). O Grande Sacerdote do partido dos saduceus e seus companheiros puseram os apóstolos na prisão por inveja dos sinais e maravilhas que o Senhor realizava através deles (At 5:17,18). Simão, o Mago, invejou os apóstolos por que estes oravam e as pessoas eram batizadas com o ESPÍRITO SANTO (At 8:14 -25). Os judeus invejaram Paulo e Barnabé por que estes conseguiram reunir uma grande multidão para ouvi-los (At 13:44-46). Os judeus de Tessalônica ficaram com inveja de Paulo e Silas por que muitos se converteram ao evangelho, inclusive senhoras muito ricas (At 17:1-9). Enfim, a partir da queda do homem no jardim do Éden a humanidade sujeitou-se a este sentimento perverso e autodestrutivo.
Para um melhor estudo importa definirmos o que vem a ser inveja. É comumente aceito que este sentimento pode ser definido como o desejo que leva o ser humano a querer ter ou ser o que outro ser humano conquistou ou é. A principal razão, portanto, da inveja ser pecado é que a pessoa invejosa deixa de perceber que DEUS reservou bênçãos para todas as pessoas, inclusive ela, e passa a ambicionar tola e desnecessariamente o que é de outrem.
 
 
Sl 37.1 Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade.
37.1-40 NÃO TE INDIGNES.
Este salmo não é uma oração, mas uma série de expressões ou instruções em forma de provérbios a respeito da sabedoria segundo DEUS. Seu tema concerne a atitude do crente ante o aparente sucesso dos ímpios e das tribulações dos justos (Sl 49; 73). Ensina que os ímpios serão por fim abatidos e perderão tudo que conseguiram na terra, enquanto os justos, que permanecem leais a DEUS, gozarão da sua presença, ajuda e direção na terra e herdarão a salvação e o céu. Segundo o NT, a herança do crente é o novo céu e... nova terra (ver Ap 21.1).
Sl 73.3 Pois eu tinha inveja dos soberbos, ao ver a prosperidade dos ímpios.
O salmista, um fiel servo de DEUS (vv. 1,13), ficou desanimado ao comparar as suas aflições com a evidente prosperidade e felicidade de muitos ímpios (vv.
2,3). Porém, DEUS restaura a confiança do salmista nEle e nos seus caminhos, ao revelar o fim trágico dos ímpios e a verdadeira bênção dos justos (vv. 16-28).
17 ENTENDI EU O FIM DELES. DEUS revela ao salmista o destino final dos ímpios. (1) Isso coloca seu problema na perspectiva tanto da eternidade (vv. 17-20) como da suprema bem-aventurança do crente (vv. 25-28). No final, todos os justos serão felizes e vitoriosos com DEUS, ao passo que os ímpios perecerão. (2) Levando em conta a breve duração da nossa vida, se avaliarmos as coisas daqui, tão-somente da nossa perspectiva limitada, terrena e humana, é bem possível ficarmos desanimados e frustrados. Precisamos ter a Palavra revelada de DEUS e seu ESPÍRITO SANTO, para completarmos a jornada da vida com fé e confiança na bondade e justiça de DEUS.
 
Provérbios 3:31 Não tenhas inveja do homem violento, nem escolhas nenhum de seus caminhos.
Provérbios 14:30  O coração com saúde é a vida da carne, mas a inveja é a podridão dos ossos.
Provérbios 23:17 Não tenha o teu coração inveja dos pecadores; antes, sê no temor do SENHOR todo o dia.
Provérbios 24:1 Não tenhas inveja dos homens malignos, nem desejes estar com eles,
Provérbios 24:19 Não te aflijas por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos ímpios.
Provérbios 27:4 Cruel é o furor e a impetuosa ira, mas quem parará perante a inveja?
Eclesiastes 4:4 Também vi eu que todo trabalho e toda destreza em obras trazem ao homem a inveja do seu próximo. Também isso é vaidade e aflição de espírito.
Eclesiastes 9:6 Até o seu amor, o seu ódio e a sua inveja já pereceram e já não têm parte alguma neste século, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.
Diligência no trabalho e aprimoramento profissional são muitas vezes motivados por mera competição com o próximo e por concorrência egoísta. Tais motivações são autodestrutivas (vv. 4-6). DEUS quer, antes, que primemos pela moderação, fazendo boas obras, tendo uma maneira de viver santa e sossegada e cooperando uns com os outros (vv. 9,10).Até o seu amor, o seu ódio e a sua inveja já pereceram e já não têm parte alguma neste século, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.
Isaías 11:13 E desterrar-se-á a inveja de Efraim, e os adversários de Judá serão desarraigados; Efraim não invejará a Judá, e Judá não oprimirá a Efraim.
Mc 7.21 Porque hdo interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, 22 os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura.23 Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem.
O coração impuro corrompe nossos pensamentos, sentimentos, palavras e ações (Pv 4.23; Mt 12.34; 15.19).
 
Gn 30:1 Vendo Raquel que não dava filhos a Jacó, teve inveja de sua irmã, e disse a Jacó: Dá-me filhos, se não morro. 
Gn 26.14 (Isaque) e tinha possessão de ovelhas, e possessão de vacas, e muita gente de serviço, de maneira que os filisteus o invejavam.
Gn 37.11 (José) Seus irmãos, pois, o invejavam; seu pai, porém, guardava este negócio no seu coração.
Sl 106.16
(Datã e Abirão) E tiveram inveja hde Moisés, no acampamento, e de Arão, o santo do SENHOR.
Nm 12.2 E disseram: Porventura, falou o SENHOR somente por Moisés? Não falou btambém por nós? cE o SENHOR o ouviu. (inveja de Moisés - Arão e Miriã )
1Sm 18.8 Então, Saul se indignou muito, e aquela palavra pareceu emal aos seus olhos; e disse: Dez milhares deram a Davi, e a mim somente milhares; na verdade, que lhe falta, senão fsó o reino? (Saul com inveja de Davi)
Atos 5:17, levantando-se o sumo sacerdote e todos os que estavam com ele (e eram eles da seita dos saduceus), encheram-se de inveja,
At 7.9
E os patriarcas, movidos de inveja, venderam a José para o Egito; mas DEUS era com ele.
At 13.45 Então, os judeus, vendo a multidão, encheram-se de inveja e, blasfemando, contradiziam o que Paulo dizia.
At 17.5 Mas os judeus desobedientes, movidos de inveja, tomaram consigo alguns homens perversos dentre os vadios, e, ajuntando o povo, alvoroçaram a cidade, e, assaltando a casa de Jasom, eprocuravam tirá-los para junto do povo. (queriam matar Paulo).
Romanos 1:29 estando cheios de toda iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
Romanos 13:13 Andemos honestamente, como de dia, não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja.
1 Coríntios 3:3 porque ainda sois carnais, pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois, porventura, carnais e não andais segundo os homens?
Filipenses 1:15 Verdade é que também alguns pregam a CRISTO por inveja e porfia, mas outros de boa mente;
Tito 3:3 Porque também nós éramos, noutro tempo, insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros.

Tiago 3:14
Mas, se tendes amarga inveja e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade.
 
AMARGA INVEJA. "Amarga inveja" é o vício que impele a pessoa a cuidar somente dos seus próprios interesses.
A inveja ou ambição egoísta na igreja é:
(1) "terrena", i.e., polui aquilo que é santo e que é do ESPÍRITO;
(2) "animal", i.e., não-espiritual; carnal; sem o ESPÍRITO SANTO; e
(3) "diabólica", i.e., inspirada por demônios (ver 1 Tm 4.1).
 
Tiago 3:16 Porque, onde há inveja e espírito faccioso, aí há perturbação e toda obra perversa.
 
A inveja na vida de JESUS -
Marcos 15:9-10 E Pilatos lhes respondeu, dizendo: Quereis que vos solte o Rei dos Judeus? Porque ele bem sabia que por inveja os principais dos sacerdotes o tinham entregado. 
Mt 27.18 Porque sabia que por inveja o haviam entregado.
 
INTERAÇÃO 
A Palavra de DEUS recomenda-nos que sejamos cheios do ESPÍRITO SANTO, pois assim não daremos lugar às obras da carne (Gl 5.16). Sabemos que a inveja procede da nossa natureza pecaminosa, da nossa carne. Precisamos nos encher constantemente do ESPÍRITO SANTO para que possamos ter uma vida santa e justa, livre do pecado. DEUS nos chamou para uma vida de santidade e pureza, por isso, na lição de hoje estudaremos dois graves pecados que não deveriam jamais encontrar lugar no coração dos crentes: a inveja e a maldade. A Bíblia declara que os que cometem tais coisas, se não se arrependerem, "não herdarão o Reino de DEUS" (Gl 5.21).  
OBJETIVOS - Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
Saber que a inveja está presente no coração do homem desde a queda.  
Discutir a respeito das consequências da inveja na vida do crente. 
Conscientizar-se dos males advindos da maldade.
 
RESUMO DA LIÇÃO 11, INVEJA, UM GRAVE PECADO
I. A INVEJA NO PRINCÍPIO DO MUNDO  
1. Inveja, um sentimento maléfico.
2. Maldade, uma ação maligna.
3. A inveja leva à maldade.
II.  A INVEJA E SUA CONSEQUÊNCIA 
1. Na vida de Caim.
2. Na vida dos irmãos de José.
3. Na vida do crente.  
III. A DESTRUIÇÃO ADVINDA DA MALDADE 
1. No âmbito familiar.
2. No trabalho.
3. Na Igreja.
 
SINÓPSE DO TÓPICO (1) A inveja teve origem na frustrada tentativa de Satanás em apoderar-se dos atributos de DEUS.  
SINÓPSE DO TÓPICO (2) A inveja é pecado e o crente não pode ser dominado por tal sentimento.  
SINÓPSE DO TÓPICO (3) A maldade traz consequências maléficas e acaba minando a fé do crente. 
 
AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO - Subsídio Teológico
"A história dos primeiros dois rapazes nascidos a Adão e Eva realça as repercussões do pecado dentro da unidade familiar. Os rapazes Caim e Abel, tinham temperamentos notadamente opostos. Caim gostava de trabalhar com plantas cultiváveis. Abel gostava de estar com animais vivos. Ambos tinham uma disposição de espírito religioso. Os filhos de Adão levaram sacrifícios ao Senhor, o primeiro incidente sacrificial registrado na Bíblia. Que Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas e da sua gordura não quer dizer necessariamente que animais são superiores a planta para propósitos sacrificais. Por que atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta fica evidente à medida que a história se desenrola. A primeira pista aparece quase imediatamente. Caim não suportava que algum outro ficasse em primeiro lugar. A preferência do Senhor por Abel encheu Caim de raiva. Só Caim podia ser o 'número um'. O Senhor não estava ausente na hora da adoração. Ele abordou Caim e lhe deu um aviso. DEUS não o condenou diretamente, mas por meio de um jogo de palavras informou a Caim que ele estava em real perigo. Se Caim tivesse feito bem, com certeza DEUS o teria graciosamente recebido" (Comentário Bíblico Beacon. Vol.  1. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2005. p.43).  
 
VOCABULÁRIO  
Mansuetude: Mansidão. 
 
BIBLIOGRAFIA SUGERIDA 
GEISLER, Norman. Teologia Sistemática. Vls 1,2. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2010. 
 
SAIBA MAIS PELA Revista - Ensinador Cristão - CPAD, nº 51, p.41.
 
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 11, INVEJA, UM GRAVE PECADO
Responda conforme a revista da CPAD do 3º Trimestre de 2012
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas verdadeiras e com "F" as falsas
 
TEXTO ÁUREO
1- Complete:
"O coração com _______________________ é a vida da carne, mas a _________________________ é a podridão dos ____________________________" (Pv 14.30). 
 
VERDADE PRÁTICA 
2- Complete:
O cristão __________________________________ não se deixa levar pela ________________________ e não age com __________________________.  
 
COMENTÁRIO - INTRODUÇÃO 
3- Quais os dois graves pecados que estudamos hoje e que jamais deveriam ser encontrados na vida do crente?
(    ) A inveja e a ira.
(    ) A inveja e a maledicência.
(    ) A inveja e a maldade.
 
I. A INVEJA NO PRINCÍPIO DO MUNDO  
4- O que é Inveja?
(    ) É o mesmo que maldade.
(    ) É o mesmo que cobiça.
(    ) Um sentimento de desgosto ocasionado pela felicidade do outro.
(    ) Invejar é cobiçar e desejar o que a outra pessoa tem.
 
5- Onde nasceu a Inveja?
(    ) A manifestação da inveja entre os servos de DEUS é normal e rotineira segundo a Palavra de DEUS.
(    ) Tal sentimento nasceu da frustrada tentativa de Satanás em apoderar-se dos atributos divinos.
(    ) Lúcifer invejou o Senhor; queria ser maior que o Todo-Poderoso.
(    ) No Jardim do Éden, a serpente despertou algo parecido em Eva, levando-a ao desejo de ser como DEUS.
(    ) Esse sentimento ainda motivou o primeiro homicídio da história.
(    ) A manifestação da inveja entre os servos de DEUS é condenável por sua Palavra.
 
6- O que á a Maldade?
(    ) É uma ação maligna.
(    ) É uma ação puramente humana.
(    ) A pessoa que pratica a maldade é naturalmente perversa e está sempre pronta a prejudicar e a ofender ao próximo.
(    ) O Senhor abomina os iníquos de coração e os que tem prazer em praticar o mal.
(    ) Os filhos do profeta Eli faziam o que era mau diante de DEUS, e tiveram por sentença a morte..
(    ) Todo aquele que busca ferir ao seu semelhante, física ou moralmente, age de forma dissimulada, hipócrita e ímpia.
 
7- A inveja leva à maldade. Como isso se processa?
(    ) A inveja é precedida pela maldade.
(    ) Quem se deixa contaminar pela inveja, vive angustiado e planejando o mal de seu próximo.
(    ) A maldade é precedida pela inveja.
 
8- Cite exemplos, nas Sagradas Escrituras, do duplo pecado - inveja e maldade:
Em Gênesis, encontramos a história de _________________________________ que, consumido pela _________________________________, assassinou o seu irmão, ___________________________. Tempos depois, os irmãos de _______________________________, movidos pela ___________________________________, vendem-no como escravo para o Egito. Nos Evangelhos, deparamo-nos com os sacerdotes que, por __________________________ do Senhor JESUS, tramaram a sua prisão e morte (Mt 27.18).  
 
II.  A INVEJA E SUA CONSEQUÊNCIA 
9- Como se deu a inveja na vida de Caim e que consequência trouxe?
(    ) O homicídio cometido por Caim nasceu da inveja que ele nutria por seu irmão, Abel.
(    ) Em consequência de seu crime, Caim é marcado com um sinal do Senhor para que todos o amem dali para frente.
(    ) Ele apresentou uma oferta ao Senhor que, por causa da má disposição de seu coração, foi rejeitada por DEUS.
(    ) A oferta de Abel foi aceita, porque este amava a DEUS.
(    ) Vendo que o semblante de Caim decaíra por causa da inveja e do ódio que ele nutria contra o seu irmão, DEUS advertiu-o quanto ao pecado que jazia à porta.
(    ) Caim permitiu que a inveja se transformasse em ódio que, mais adiante, leva-o a planejar e a executar o assassinato de seu irmão.
(    ) Em consequência de seu crime, Caim é banido da presença do Senhor.
 
10- Como se deu a inveja na vida dos irmãos de José e que consequência trouxe?
(    ) José recebeu de seu pai (Jacó) um presente que o distinguia de todos os seus irmãos.
(    ) Certa vez dois sonhos que, interpretados, mostravam toda a família de José curvando-se diante dele.
(    ) Tais fatos suscitaram a inveja e a maldade de seus irmãos, pois era-lhes inadmissível que o seu irmão caçula viesse, um dia, a dominá-los.
(    ) Tomados pela inveja, venderam-no como escravo para o Egito.
(    ) José recebeu de seu pai (Jacó) uma linda túnica de várias cores que o ajudou no Egito para que se tornasse governador.
(    ) Passados treze anos, o Senhor exaltou a José. O escravo hebreu tornou-se governador do Egito.
(    ) José pôde salvar a sua família, inclusive os que intentaram-lhe o mal.
(    ) Mais tarde, eles vieram a se arrepender de seus pecados e a reconhecer que DEUS, de fato, estava operando uma grande salvação por intermédio de José.
 
11- Como a vida do crente deve ser, quanto à inveja?
(    ) O crente fiel não pode ser dominado pela inveja, pois tal sentimento é pecado.
(    ) A Bíblia ensina que devemos chorar com os que se choram (o invejoso não faz isso).
(    ) A Bíblia ensina que devemos nos alegrar com os que se alegram.
 
12- Complete segundo o proceder do invejoso:
Mas o invejoso não consegue alegrar-se com o _____________________________ e o êxito dos outros, pois não tem escrúpulos e tudo fará para se __________________________ daquilo que não lhe pertence. Infelizmente, há muitos crentes que invejam ______________________________ e posições, esquecendo-se de que é o Senhor DEUS quem chama e capacita os seus servos para obras específicas. O invejoso, porém, não entende isso. Por isso, vive ________________________________ de alma. Quem nutre tal sentimento precisa mais do que depressa correr aos pés de CRISTO e buscar o __________________________ e a misericórdia. Se assim não proceder, não ______________________________ a vida eterna. 
 
III. A DESTRUIÇÃO ADVINDA DA MALDADE 
13- Como deve ser combatida a destruição advinda da maldade no âmbito familiar?
(    ) Se, por acaso, você estiver sofrendo com algum familiar, afaste-se desse parente e vença o mal com o desprezo.
(    ) O homem e a mulher que sinceramente servem a DEUS não agem com malícia ou com astúcia.
(    ) CRISTO convida-nos a aprender com Ele a sermos mansos e humildes.
(    ) A família cristã deve ser diferente e firmar-se como exemplo a ser seguido.
(    ) Em nosso lar, por conseguinte, não pode faltar o amor, a paz e a mansidão.
(    ) Se, por acaso, você estiver sofrendo com algum familiar, suporte a provação e vença o mal com o bem.
 
14- Como deve ser combatida a destruição advinda da maldade no âmbito do trabalho?
(    ) O desejo de galgar cargos e posições é condenável, pois é falta de ética.
(    ) A empresa é o lugar onde passamos a maior parte do nosso tempo e onde também encontramos pessoas invejosas, incompetentes e malignas.
(    ) Nesse ambiente, o servo de DEUS deve aprender a compartilhar a sua fé (sem prejudicar o seu trabalho) e demonstrar, através de atitudes, que é diferente.
(    ) Não faltam relatos de pessoas que sofrem abuso moral e que têm a sua fé confrontada a todo instante.
(    ) O desejo de galgar cargos e posições não é condenável desde que isso ocorra de forma ética e como fruto do esforço e dos méritos pessoais.
(    ) É inadmissível, porém, a um servo de DEUS agir de forma desleal e antiética.
(    ) Devemos ser sal e luz, para influenciar positivamente o nosso ambiente de trabalho, a fim de que o nome de CRISTO seja glorificado.
(    ) Ainda que você seja prejudicado, aja de maneira cristã. O Senhor, no devido tempo, o honrará.
 
15- Qual é a realidade da igreja quanto à maldade? Como deve ser combatida a destruição advinda da maldade no âmbito da Igreja?
(    ) A Palavra de DEUS diz que de seis coisas odiadas pelo Senhor, a sexta Ele abomina: semear contendas entre os irmãos.
(    ) Falar sobre maldades dentro da igreja pode parecer desnecessário, mas infelizmente não o é.
(    ) Em nossos rebanhos, não faltam lobos em pele de ovelha e joio em meio ao trigo.
(    ) Há muitos que, em nome de DEUS, planejam o mal, ensinam heresias e profetizam mentiras, trazendo dissensões, rebeliões e escândalos entre os santos.
(    ) A maldade tem minado a fé de muitos.
(    ) Quantas pessoas, alvos de calúnias e deslealdades, não se acham desviadas do caminho do Senhor?
(    ) A Palavra de DEUS diz que de seis coisas odiadas pelo Senhor, a sétima Ele abomina: semear contendas entre os irmãos.
(    ) Mesmo que você esteja padecendo perseguições por parte dos falsos irmãos, prossiga fielmente, pois o Senhor reservou-lhe uma grande recompensa.
(    ) Converse com o seu pastor; ele saberá como ajudá-lo.  
 
CONCLUSÃO
16- Complete:
Quem serve a DEUS verdadeiramente não deve sentir __________________________ do seu próximo nem praticar o mal. O Senhor ____________________________-nos para ser luz em meio às trevas. Assim, se você está sendo alvo de inveja e ou de maldades, procure olhar para o _______________________, para aquele que lhe dá a salvação e o _____________________________. Não se deixe vencer pelo mal, mas vença o mal com o _______________________________ (Rm 12.9,21). Jamais esqueça que os olhos do Senhor estão ________________________________. Ele é justo e o seu rosto está voltado para os ______________________ (Sl 11.4-7). 
 
RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO EM http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm 
 
AJUDA
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - Bíblia de Estudos Pentecostal.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
Peq.Enc.Bíb. - Orlando Boyer - CPAD
Teologia Sistemática - Geisler, Norman L., Casa Publicadora das Assembleias de Deus - Caixa Postal 331 - 20001-970, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Nenhum comentário: