sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Questionário da Lição 9 - O Tempo para Todas as Coisas


Questionário da Lição 9 - O Tempo para Todas as Coisas
Responda conforme a revista da CPAD do 4º Trimestre de 2013 - Provérbios e Eclesiastes
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas verdadeiras e com "F" as falsas
 
TEXTO ÁUREO
1- Complete:
"Tudo tem o seu ___________________________ determinado, e há _________________________ para todo o __________________________________ debaixo do céu" (Ec 3.1).

VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
O ____________________________ e o espaço em que vivemos são _________________________________, por isso, devemos ser bons _______________________________ de DEUS nesta vida.
 
COMENTÁRIO/INTRODUÇÃO
3- Como os nossos dias são denominados por muitos filósofos e qual a explicação pata tal?
(    ) "a era do egoísmo e das desavenças".
(    ) "a era do vazio e das incertezas".
(    ) Há uma explicação para isso: a rejeição à tradição bíblica propagada pelo Cristianismo.
(    ) Podemos perceber o desencadeamento desse processo na relativização da ética e na total rejeição à verdade absoluta.
(    ) Neste ambiente de contradições filosóficas não existe verdade, e sim "verdades" desprovidas de qualquer sentido.

I. ECLESIASTES, O LIVRO E A MENSAGEM
4- Qual a datação do livro de Eclesiastes e qual seu autor?
(    ) Estudos indicam que o relato dos fatos ocorridos em Eclesiastes podem ser datados por volta do ano 800 a.C., período no qual o rei Salomão governava Israel.
(    ) Estudos indicam que o relato dos fatos ocorridos em Eclesiastes podem ser datados por volta do ano 900 a.C., período no qual o rei Salomão governava Israel.
(    ) Estudos indicam que o relato dos fatos ocorridos em Eclesiastes podem ser datados por volta do ano 1000 a.C., período no qual o rei Salomão governava Israel.

5- Qual o autor do livro de Eclesiastes, que é identificado como Pregador e qual o significado dessa expressão?
(    ) Davi, que identifica-se como o pregador, traduzido do hebraico qoheleth.
(    ) Salomão, que identifica-se como o pregador, traduzido do hebraico qoheleth.
(    ) A palavra "pregador" deriva de qahal, expressão que possui o sentido de "reunião" ou "assembleia".
(    ) A Septuaginta (que é a tradução da Bíblia Hebraica para o grego) traduziu qoheleth pelo seu equivalente grego ekklesia, daí o nome Eclesiastes: uma referência a alguém que fala, ou discursa, em uma reunião ou assembleia.
(    ) O pregador foi Davi, que já estava velho, mas tinha uma visão bem realista da vida.
(    ) O pregador foi Salomão, que já estava velho, mas tinha uma visão bem realista da vida.
 
6- Para que apontam as palavras do pregador de eclesiastes?
(    ) Conforme registradas em Eclesiastes, e embora retratem um período de declínio político, moral e econômico de Israel, suas palavras apontam para o homem e sua família como a única fonte de satisfação, realização e felicidade humana.
(    ) Conforme registradas em Eclesiastes, e embora retratem um período de declínio político, moral e econômico de Israel, suas palavras apontam para DEUS como a única fonte de satisfação, realização e felicidade humana.
(    ) Conforme registradas em Eclesiastes, e embora retratem um período de declínio político, moral e econômico de Israel, suas palavras apontam para a igreja e seu trabalho como a única fonte de satisfação, realização e felicidade humana.

II. DISCERNINDO OS TEMPOS
7- Qual o dilema que Salomão procura responder em Eclesiastes e qual sua conclusão?
(    ) Um tema bem claro em Eclesiastes é o da transitoriedade da vida.
(    ) O tema mais claro em Eclesiastes é o da velhice bem vivida.
(    ) Ela é efêmera, passageira.
(    ) Salomão estava consciente disso.
(    ) Sendo a vida tão curta, que "vantagem tem o homem de todo o seu trabalho, que ele faz debaixo do sol?" (Ec 1.3). Esse é o dilema que Salomão procura responder.
(    ) A vida é passageira, dura pouco.
(    ) Por isso, muitos buscam satisfazer-se de várias formas.
(    ) Há os que acham que a sabedoria resolverá o seu problema.
(    ) Outros buscam preencher a sua alma com os prazeres dessa existência.
(    ) Ainda outros recorrem às riquezas.
(    ) E, por último, há aqueles que se autorrealizam no trabalho.
(    ) Tudo é vaidade! O centro da realização humana não está nessas coisas.

8- Como é vista a eternidade de DEUS
pelo pregador Salomão?
(    ) Cerca de 40 vezes o Pregador refere-se a DEUS no Eclesiastes.
(    ) Cerca de 80 vezes o Pregador refere-se a DEUS no Eclesiastes.
(    ) Ele o identifica pelo nome hebraico Elohim, o DEUS criador.
(    ) Isto é proposital, pois Salomão alude com freqüência àquilo que acontece "debaixo do sol".
(    ) É debaixo do sol que está a criação; é debaixo do sol que o homem se encontra.
(    ) Mas o Pregador tem algo mais a dizer.
(    ) Ele quer destacar o enorme contraste entre a criação e o Criador, mais especificamente entre DEUS e o Homem.
(    ) DEUS é eterno, onipotente, autoexistente, enquanto o homem é finito, frágil e transitório.
(    ) Por ser mortal, o homem não deve fixar-se apenas nas coisas dessa vida, pois o DEUS Eterno pôs a eternidade em seu coração.

III. - O TEMPO E AS RELAÇÕES INTERPESSOAIS
9- Como deve ser aproveitado nosso tempo nas relações interpessoais com nossa família?
(    ) O Eclesiastes ensina que uma das características de nossa vida é a brevidade.
(    ) Nossa igreja deve ser um lugar de laser. Desfrutemos, pois, as alegrias recreativas em companhia de nossa amada igreja.
(    ) Por isso, devemos usufruir com intensa alegria, juntamente com o nosso cônjuge e filhos, dos bens que o Senhor nos proporciona, pois a vida pode rapidamente se acabar.
(    ) Nesse capítulo, Salomão refere-se a vários itens que eram usados pelos israelitas em ocasiões festivas.
(    ) O que isso significa? Antes de mais nada, que o nosso lar deve ser uma permanente ação de graças a DEUS por tudo o que Ele nos concede.
(    ) Nossa casa deve ser um lugar de celebração. Desfrutemos, pois, as alegrias domésticas em companhia da esposa amada.
(    ) A metáfora tem uma mensagem bastante atual: a família cristã, sem recorrer às bebidas alcoólicas e outras coisas inconvenientes e pecaminosas, pode e deve alegrar-se intensamente.
(    ) A vida do crente não precisa ser triste.

10- Como deve ser aproveitado nosso tempo nas relações interpessoais no trabalho
?
(    ) O trabalho não deve ser um fim em si mesmo.
(    ) Quando ele é o centro de nossa vida transforma-se em igreja.
(    ) Quando ele é o centro de nossa vida transforma-se em fadiga.
(    ) Quando o trabalho deixa de ser um fim em si mesmo, passa a ter real significado, tornando-se algo prazeroso, não pesado.
(    ) A palavra traduzida do hebraico samach é "gozar", evocando regozijo e alegria.
(    ) A palavra traduzida do hebraico hamá é "gozar", evocando regozijo e alegria.
(    ) Isto significa que o nosso local de trabalho deve ser um lugar agradável e alegre, fruto das relações interpessoais sadias.

IV. - ADMINISTRANDO BEM O TEMPO
11 - A busca pelo conhecimento tem sido o alvo do homem através dos séculos. Salomão também empreendeu essa busca (Ec 1.17,18). Como evitar a falsa sabedoria e o hedonismo
?
(    ) Quem procura o conhecimento desperta a consciência em relação ao mundo ao seu redor, e é tomado por um sentimento de impotência por saber da própria incapacidade de melhorar a natureza das coisas.
(    ) Somente a alegria de ser sábio pode satisfazer plenamente o ser humano.
(    ) Nesse aspecto, a busca do conhecimento, como o objeto de realização pessoal, pode conduzir à frustração.
(    ) Semelhantemente, a busca por prazer, por si só, configura uma prática hedonista e contrária a DEUS.
(    ) Muitos são os que buscam a satisfação no álcool, drogas, sexo etc.
(    ) Tudo terminará num sentimento de vazio e frustração.
(    ) Quem beber dessa água tornará a ter sede.
(    ) Somente o Evangelho de CRISTO pode satisfazer plenamente o ser humano.

12- Em Eclesiastes 2.4-11, Salomão desconstrói a ilusão daqueles que buscam, nos bens terrenos, a razão fundamental para a vida. Como é a falsa prosperidade e o ativismo?
(    ) A falsa prosperidade leva o homem a correr desenfreadamente para acumular riquezas, alcançar elevadas posições na sociedade e obter notoriedade e fama.
(    ) Tudo isso, conclui o sábio, é correr atrás do tempo.
(    ) Tudo isso, conclui o sábio, é correr atrás do vento.
(    ) Por outro lado, e não menos danoso, é a prática de um ativismo impiedoso, que pode estar nas esferas da profissão ou de qualquer outra prática.
(    ) Isso também é correr atrás do vento.
(    ) O trabalho, quando empreendido racionalmente, não nos desumaniza, mas nos faz crescer como pessoas.

CONCLUSÃO
13- Complete:
Vimos que há um ___________________________ para todas as coisas! Esse ___________________________ é extremamente precioso para ser desperdiçado! Por conta da transitoriedade da nossa existência, devemos saber usar bem o nosso _______________________________, seja buscando conhecimento, seja desfrutando da companhia de nossos _______________________________ e, principalmente, servindo ao Senhor. Somente DEUS é eterno e somente Ele deve ser o ______________________________________ de nossa busca.
 
 
RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO EM http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Lição 9 - O Tempo para Todas as Coisas

  
Lição 9 - O Tempo para Todas as Coisas
LIÇÕES BÍBLICAS - 4º Trimestre de 2013 - CPAD - Para jovens e adultos

Tema: Sabedoria de DEUS para uma vida vitoriosa - A atualidade de Provérbios e Eclesiastes.
Comentário: Pr. José Gonçalves
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
 
Questionário

NÃO DEIXE DE ASSISTIR AOS VÍDEOS DA LIÇÃO ONDE TEMOS MAPAS, FIGURAS, IMAGENS E EXPLICAÇÕES DETALHADAS DA LIÇÃO
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
 

TEXTO ÁUREO
"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu" (Ec 3.1).
 

VERDADE PRÁTICA
O tempo e o espaço em que vivemos são limitados, por isso, devemos ser bons despenseiros de DEUS nesta vida.
 

LEITURA DIÁRIA
Segunda - Ec 1.4A transitoriedade da vida
Terça - Ec 3.11A eternidade de DEUS
Quarta - Ec 9.11,12O homem desconhece o tempo
Quinta - Ec 5.18,19A satisfação do trabalho
Sexta - Ec 1.17,18O tempo e o conhecimento
Sábado - Ec 2.4-11O trabalho e a prosperidade como vaidades
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Eclesiastes 3.1-8
1 Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: 2 há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou; 3 tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar; 4 tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar; 5 tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar; 6 tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora; 7 tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar; 8 tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz.
 
Comentários BEP - CPAD
3.1-8 TUDO TEM O SEU TEMPO DETERMINADO. DEUS tem um plano eterno que inclui os propósitos e atividades de toda pessoa na terra. O crente deve entregar-se a DEUS como sacrifício vivo, deixar que o ESPÍRITO SANTO leve a efeito o plano de DEUS em sua vida e ter cuidado para não se afastar da vontade de DEUS, e assim perder a oportunidade quanto ao propósito divino para a sua vida (ver Rm 12.1,2 .s).
3.11 PÔS O MUNDO NO CORAÇÃO DELES. Nesta passagem, "mundo" é a tradução do hebraico 'olam, que significa "eternidade", com raras exceções. No coração do ser humano, DEUS gravou o anseio inato pelas coisas eternas. O ser humano busca valores eternos já aqui nesta vida, na sua imanente percepção de viver para sempre.
Portanto, a vida material, coisas seculares e prazeres deste mundo nunca satisfarão plenamente o ser humano.
 
 
A Sabedoria do Criador (3:1-8) - Estudo do livro de eclesiastes - Antônio Neves de Mesquita - Editora Vida
Tudo tem seu tempo determinado. Não há nada para o acaso, para o talvez. O fracasso de muitos, na busca do prazer e do sucesso, consiste no fato de que há transigências, modos de entender as coisas ou de pretender entendê-las. Temos feito sentir haver para tudo um meio-termo. Os extremos são perigosos. O homem culto é aquele que sabe aproveitar-se de todas as oportunidades, para a riqueza, para o prazer, para a Inteligência, construindo um todo harmônico. A harmonia da vida é tudo, e até a natureza nos, ensina isso, que veio das mãos do Criador. A falta de discernimento, a impaciência em colher os frutos do labor logo se apresentam ao homem depois de um dia afanoso de trabalho (pode ser anos), e, em faltando-lhe o raciocínio e a calma ponderante para uma análise fria e segura do que fez e esperou, atiçado pela dúvida, indaga: "Terei eu chegado a realizar o meu ideal? Terei eu corrido atrás do vento? ou semeado para outros colherem?" AI é que a sabedoria mostra a sua superioridade à estultícia. O sábio espera e raciocina; o estulto se atira a qualquer solução, e resolve que tudo é vaidade, que não adianta ser laborioso, trabalhador, pois os estultos aí estão na sua frente, vistosos, deslumbrados, enquanto ele, o sábio, vai ficando para trás. Daí a pergunta: De que vale a diligência, o labor fecundo, o dia-a-dia no campo da observação e do trabalho? Quantos naufragam porque não tiveram tempo para esperar, pois o tempo de segar ainda não tinha chegado (v. 2). Não apenas esse fracasso mas a idéia de que breve chega a morte, e tudo quanto fez para quem vai ficar? Se não houver aquele senso, "basta a cada dia o seu mal", o homem desespera e se acaba.
Existe certa dificuldade que poderíamos chamar de paradoxo referente à sabedoria. Sabedoria significa olhar para a frente e para cima; mas o tolo olha para baixo e quer comer agora o que ontem plantou. Não tem o Instinto da formiga; é como se diz do gafanhoto, que só quer devorar as plantas e nada mais. Então a diferença entre o sábio e o insensato é esta: um sabe esperar, e o outro, desesperar.
1) Como escapar do dilema (vv. 1-3).
O dilema entre a sabedoria e a loucura é de difícil resolução. O homem natural está desprovido dos apetrechos necessários a uma boa solução. Não tem a sabedoria que vem do alto (I Cor. 2:7) e vale-se apenas da sabedoria aqui embaixo. Sem aquela sabedoria é difícil encontrar o caminho a seguir, uma inteligência natural para saber que hoje é hoje e amanhã é amanhã. A confusão resulta em muitas dores e fracassos. A incredulidade na providência divina e nos seus desígnios para a vida humana faz do homem um tolo, um incapaz de conjugar os seus problemas e procurar no seu intrincado o que lhe deve interessar. O xadrez com tantas pedrinhas a serem jogadas, torna muito difícil uma solução tantas vezes. Pedras pretas e brancas: quais as que servem? Se deixássemos a tarefa ao Criador, àquele que sabe distinguir o certo do errado, então teríamos muitas soluções sábias; quantas vezes, porém, nos esquecemos dessa existência!
2) O princípio da sabedoria é o temor de DEUS (Sal. 111:10; Prov. 1:7)
Teremos nós esta sabedoria? Para nós, de um modo geral, todos os tempos são iguais, toda época é de semear e de arrancar o semeado (v. 2). A sabedoria divina diz o contrário, isto é, que há tempo de morrer, tempo de nascer, tempo de plantar e tempo de arrancar (v. 2). O que então nos falta, tantas vezes, é o discernimento dos tempos, como diz JESUS em Lucas 12:46. E ainda E el. 8:5,6; Rom. 13:11. Falta-nos muita discriminação e intuição para descobrirmos o que convém, se é já o tempo de morrer ou de viver ainda, de semear ou de arrancar. Todo este trecho se refere AO TEMPO; tempo para tudo, e o poeta vai longe nas suas dialogações, como tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras (v. 5). Está então conosco a sabedoria de acharmos o tempo de fazer as coisas, e decidir quanto a elas, como o tempo de chorar e o tempo de rir. A nossa grande dificuldade consiste em nos acharmos dentro do tempo, sem sermos do tempo, ou se somos, é mui precariamente. Somos da eternidade, do para Sempre, como o chamam alguns comentadores. Uma tentativa para descobrir o nosso lugar no tempo (o agora) e o tempo para Sempre é que nos induz a muitos fracassos. Quantos de nós somos capazes dessa distinção? Na maioria dos casos, apenas nos sentimos dentro do tempo de arrancar, esquecidos de que há um tempo de semear, e talvez a semeadura seja arrancada por outros. Em linguagem similar, somos de hoje, e hoje é o nosso dia, embora vejamos que a história nos ensina coisas muito diferentes. Então é preciso sabedoria para semear e para arrancar o semeado, para chorar e para ser alegre. O egoísmo parece ser uma das ensinanças mais criticadas neste livro. Nós somos do tempo, sim, mas não unicamente deste tempo. Ao escrevermos estas palavras, vem-nos logo à mente: Quem irá arrancar o semeado nesta página caso frutifique ou germine? Quem sabe? Só DEUS. Então por que semear? Porque é tempo de semear e há de vir o tempo de arrancar o semeado. Seja esta a nossa filosofia, e fiquemos contentes. Seja a sabedoria divina o nosso lema, e o resto fica com Aquele que domina sobre tempos e tempos e para sempre.
 
Eclesiastes 3:1-15 - A tirania do tempo - A Mensagem de Eclesiastes, de Derek Kidner - ABU Editora SC - Caixa postal 30505 - 01051 – São Paulo – SP
Talvez “tirania” seja uma palavra forte demais para o moderado fluxo e refluxo descrito com essas palavras o qual nos leva durante a vida inteira de uma atividade para outra oposta, e de volta novamente àquela. A descrição é agradável, com uma variedade de humor e de ação revelando diferentes ritmos em nossas ocupações. Agrada-nos o ritmo, pois quem gostaria de uma primavera perpétua (“tempo de plantar”, mas nunca colher). No contexto de uma busca de finalidade, no entanto, este movimento de cá para lá e de lá para cá não é nada melhor do que o círculo vicioso do capítulo primeiro; e, além disso, traz consigo suas próprias conseqüências perturbadoras. Uma delas é que nós dançamos ao som de uma música, ou de muitas delas, que não foram compostas por nós; a segunda é que nada do que buscamos tem alguma permanência. Atiramo-nos a uma atividade qualquer que nos dê satisfação, mas com que liberdade a escolhemos? Dentro de quanto tempo estaremos fazendo exatamente o oposto? Talvez as nossas escolhas nem sejam mais livres do que as nossas reações diante do inverno e do verão, ou da infância e da velhice, ditadas pela marcha do tempo e por mudanças espontâneas.
Vista desta forma, a repetição “tempo... e tempo” começa a tornar-se opressiva. Seja qual for a nossa capacidade e iniciativa, o nosso verdadeiro senhor parece ser a inexorável mudança das estações: não apenas as que se encontram no calendário como também aquela maré de acontecimentos que ora leva a um determinado tipo de ação que nos parece adequado, ora a um outro que coloca tudo de maneira inversa. Obviamente, pouco temos a dizer das situações que nos levam a chorar, a rir, a prantear e a saltar de alegria; mas os nossos atos mais deliberados também podem ser condicionados pelo tempo, mais do que supomos. “Quem diria”, falamos às vezes, “que chegaria o dia em que eu acabaria fazendo tal ou tal coisa, e achando que é o meu dever!” Assim, a nação pacifista prepara-se para a guerra; ou o pastor de ovelhas pega a faca para matar a criatura que ele antes cuidou para que não morresse. O colecionador distribui o seu tesouro; amigos têm desavenças amargas; a necessidade de falar vem depois da necessidade de guardar silêncio. Nada do que fazemos parece, fica livre desta relatividade e desta pressão, quase uma imposição, vinda de fora.
Nossa reação natural seria buscar a realidade em algo além das mudanças, tratando a esfera das experiências cotidianas como um mero passatempo. Para nossa surpresa, no versículo 11 Coelet nos faz ver que essas perpétuas mudanças não são algo desordenado, mas um padrão deslumbrante e revelador, uma dádiva de DEUS. O problema não é que a vida se recuse a ficar parada, mas sim que nós só percebemos uma fração do seu movimento e do seu plano sutil e intricado. Em vez da ausência de mudanças, temos uma coisa melhor: um propósito dinâmico e divino, com um princípio e um fim. Em vez de uma perfeição congelada temos o movimento caleidoscópico (tem a ver com olhar para as coisas de diferentes perspectivas, juntando o velho com o novo) de inúmeros processos, cada um com seu próprio caráter e com seu período de florescer e amadurecer, formoso no seu devido tempo, contribuindo para a obra-prima total que é obra do Criador. Nós captamos estes momentos brilhantes, mas mesmo à parte das trevas com que se entremeiam, eles deixam-nos insatisfeitos devido à falta de um significado total que possamos entender. Diferentemente dos animais, absorvidos pelo tempo, nós queremos vê-los em seu contexto pleno, pois conhecemos um pouco da eternidade: o suficiente pelo menos para comparar o efêmero com o “eterno”. Parecemos alguém desesperadamente míope, percorrendo centímetro por centímetro uma grande tapeçaria ou pintura na tentativa de entender o todo. Vemos o suficiente para reconhecer um pouco de sua qualidade mas o grande desenho se nos escapa, pois nunca podemos nos afastar o suficiente para vê-lo como o Criador o vê, completo e por inteiro, desde o princípio até o fim.
Esta incompreensibilidade é desanimadora para o secularista pensante, mas não para o crente. Ambos podem refugiar-se na vida aproveitando-a ao máximo, mas o homem que não têm fé age no vazio. O versículo 12 não é tão frívolo como talvez pareça em algumas versões, como na ER a frase final, enquanto viverem, lança uma sombra sobre qualquer empreendimento. Se nada é permanente, muito embora grande parte do nosso trabalho vá sobreviver a nós, estamos apenas enchendo o tempo; e disso vamos nos dar conta mais cedo ou mais tarde.
O crente, por outro lado, pode aceitar o mesmo tipo de programa despretensioso, não como um tapa-buraco mas como uma tarefa. É um dom de DEUS (v.13), uma porção distribuída em nossa vida cujo propósito é conhecido pelo Doador e é parte de sua obra eterna; pois DEUS não faz nada em vão. Como o versículo 14 destaca, os planos divinos são diferentes dos nossos e em nada precisam ser corrigidos ou acrescidos: eles perduram. O eternamente deste versículo combina com a eternidade colocada no coração do homem (v.11). Participar um pouco disto, por mais modestamente que seja, é um escape da “vaidade de vaidades”.
Assim todo o parágrafo fala com a “bondade” e a “severidade” simultâneas que encontramos na conhecida frase de Romanos 11:22: “... para com os que caíram, severidade; mas para contigo, a bondade de DEUS...” O homem ligado às coisas da terra, à luz dos versículos 14 e 15 e de toda essa seção é prisioneiro de um sistema que ele não consegue quebrar nem sequer vergar; e por trás disso está DEUS como meio de fuga, e nenhum jeito de alijar-se da carga que o estorva ou incrimina. Mas o homem de DEUS ouve estes versículos sem tais receios. Para ele o versículo 14 descreve a fidelidade divina que transforma o temor de DEUS em um relacionamento filial e frutífero; e o versículo 15 lhe assegura que DEUS conhece todas as coisas de antemão, e nada fica esquecido. DEUS não tem empreendimentos abortivos, nem homens que ele tenha esquecido. Novamente Coelet demonstra, de passagem, que o desespero que ele descreve não é o seu próprio, e nem precisa ser o nosso.
Mas há muitos outros fatos acerca do mundo que ele precisa destacar. Agora ele volta-se para o cenário da sociedade humana e a maneira de como nós exercemos o poder.
 
Cronos e Kairos.
Cronos e Kairos são termos gregos para designar o tempo. Cronos é o tempo medido pelo relógio, calendário, rotina. É o tempo determinado dentro de um limite. Kairos significa o momento certo, oportuno. Refere-se a um aspecto qualitativo do tempo.

Aqui, quero mostrar esses dois tempos enquanto vivência em nosso dia-a-dia profissional. Falamos muito de administração de tempo, que saber administrar o tempo é de suma importância para o sucesso de nossas atividades, que tempo é dinheiro e muitas outras afirmações sobre como fazer o tempo trabalhar a nosso favor.

Nosso dia-a-dia é marcado por esses dois tempos, enquanto cronos quantifica, kairos qualifica. Isso significa que podemos viver o tempo burocrático, medido por cronogramas, horas, prazos determinados, com qualidade, valorizando e qualificando o instante, o momento vivido. Porque Kairos é a ação que muda o sentido interior das nossas atividades diárias. Uma vez que não podemos fugir do cronos, podemos dar atenção a pequenos detalhes do nosso dia-a-dia que tornarão nossa vida mais plena e feliz.

Com certeza, não é fácil fazer esses dois tempos caminharem juntos. Rotinas, organização burocrática, cronogramas a serem cumpridos, horários determinados, reuniões e tantas atividades pelas quais somos cobrados. Mas, essa burocracia é necessária até para que possamos viver o tempo Kairos. Imagine a alegria de uma meta cumprida, o trabalho da equipe atingindo seus resultados, isso é qualidade, é momento oportuno. O pagamento do salário, por exemplo, é uma burocracia que permite qualificar a sua vida, fazer o que você acha prazeroso.

No dia-a-dia, precisamos ter a disponibilidade interior de valorizar as atividades que realizamos e as que outras pessoas realizam por nós. Se o trabalho de um gari, por exemplo, for melhor valorizado, automaticamente ele o fará com mais alegria, cumprirá seus horários e verá grande sentido em suas atividades. Assim acontece com todas as outras formas de trabalho. Isso é viver cronos transformado em Kairos. Sentir a vida mesmo nas tensões provocadas por tantos afazeres. Aprender a conviver com os ruídos de uma vida, muitas vezes mecânica, porque quando estamos bem, as coisas vão bem e o tempo, seja medido por um sentimento ou por um minuto é um instante que não volta a se repetir. Como muito bem disse Rubem Alves: “O tempo pode ser medido com as batidas de um relógio ou pode ser medido com as batidas do coração”.
Pensem nisso! Tenha um cronos recheado de Kairos. 


OBJETIVOS - Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
Conhecer o livro e a mensagem de Eclesiastes.
Explicar a transitoriedade da vida e a eternidade de DEUS.
Administrar bem o tempo e as relações interpessoais.


ESBOÇO DO LIVRO DE ECLESIASTES
Autor: Salomão
Tema: A nulidade da vida à parte de DEUS
Data: Cerca 935 a.C.
I. Introdução: A inutilidade Geral da vida Natural (1.2-11)
II. A inutilidade de uma vida egocêntrica (1.12—2.26)
A insuficiência da sabedoria humana - 1.12-18
A banalidade da vida (riquezas e prazeres) - 2.1-11
A transitoriedade das grandes conquistas - 2.12-17
Injustiça associada ao trabalho forçado - 2.18-23
O real prazer da vida está em DEUS - 2.24-26
III. Reflexões diversas sobre as Experiências da Vida (3.1—11.6)
Concernentes às coisas de DEUS - 3.1-22
Experiências vãs da vida natural - 4.1-16
Advertências a todos - 5.1—6.12
Provérbios diversos a respeito da sabedoria - 7.1—8.1
Sobre a justiça - 8.2—9.12
Mais Provérbios variados sobre a sabedoria - 9.13—11.6
IV. Admoestações finais (11.7—12.14)
Regozijar-se na juventude - 11.7-10
Lembrar-se de DEUS na juventude - 12.1-8
Apegar-se a um só livro e temer a DEUS - 12.9-14
Temer a DEUS e guardar os seus mandamentos
 
I - ECLESIASTES, O LIVRO E A MENSAGEM
1. Datação do livro.
2. Conhecendo o Pregador.
II - DISCERNINDO OS TEMPOS
1. A transitoriedade da vida.
2. A eternidade de DEUS.
III - O TEMPO E AS RELAÇÕES INTERPESSOAIS
1. Na família.
2. No trabalho.
IV - ADMINISTRANDO BEM O TEMPO
1. Evitando a falsa sabedoria e o hedonismo.
2. Evitando a falsa prosperidade e o ativismo.
 
SINOPSE DO TÓPICO (1) O nome Eclesiastes é uma referência a alguém que fala, ou discursa, em uma reunião ou assembleia.
SINOPSE DO TÓPICO (2) Nas Escrituras, o tempo se mostra na transitoriedade da vida e na eternidade de DEUS.
SINOPSE DO TÓPICO (3) O relacionamento familiar do crente deve ser intenso, assim como o trabalho deve ser uma atividade prazerosa e agradável.
SINOPSE DO TÓPICO (4) Para administrarmos bem o nosso tempo devemos começar por evitar a falsa sabedoria, o hedonismo, a falsa prosperidade e o ativismo. Estes roubam-nos o tempo.

VOCABULÁRIO
Hedonismo: Doutrina que ensina o prazer como o bem supremo da vida.
Tangíveis: Tocável, sensível, palpável.
Esfinge: Na Grécia antiga, monstro fabuloso que propunha enigmas aos viandantes e devorava quem não conseguisse decifrá-los. Pessoa enigmática, que pouco se manifesta e de quem não se sabe o que pensa ou sente.
Niilismo: Ponto de vista que considera que as crenças e os valores tradicionais são infundados e que não há qualquer sentido ou utilidade na existência.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
MELO, Joel Leitão de. Eclesiastes versículo por versículo. Rio de Janeiro: CPAD, 1999.
SAIBA MAIS - Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 56, p.40.
 
Questionário da Lição 9 - O Tempo para Todas as Coisas
Responda conforme a revista da CPAD do 4º Trimestre de 2013 - Provérbios e Eclesiastes
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas verdadeiras e com "F" as falsas
 
AJUDA
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - Bíblia de Estudos Pentecostal.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
Peq.Enc.Bíb. - Orlando Boyer - CPAD
Bíblia de estudo - Aplicação Pessoal.
Comentário Bíblico Beacon, v.5 - CPAD.
GARNER, Paulo . Quem é quem na Bíblia Sagrada. VIDA
CHAMPLIN, R.N. O Novo e o Antigo Testamento Interpretado versículo por Versículo. (CPAD)
STAMPS, Donald C. Bíblia de Estudo Pentecostal. CPAD
O NOVO DICIONÁRIO DA BÍBLIA – Edições Vida Nova – J. D. Douglas
Dicionário Bíblico Wycliffe - Charles F. Pfeiffer, Howard F. Vos, João Rea - CPAD.
Dicionário Vine antigo e novo testamentos - CPAD.
25 Maneiras de Valorizar as Pessoas - Autores: João C. Maxwell e Les Parrott, PH. D. - Editora: SEXTANTE
Estudo no Livro de Provérbios - Antônio Neves de Mesquita - Editora Vida
Teologia do Antigo Testamento - Walter C. Kaiser Jr. - Vida Nova
James, por Hendrickson Publishers - Edição Contemporânea, da Editora Vida, Traduzido pelo Rev. Oswaldo Ramos.
http://www.gospelbook.net
www.ebdweb.com.br
http://www.escoladominical.net
http://www.portalebd.org.br/
 

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Lição 8 - A Mulher Virtuosa, 5ptes, 4Tr13, Ev Henrique



 
Lição 8 - A Mulher Virtuosa
LIÇÕES BÍBLICAS - 4º Trimestre de 2013 - CPAD - Para jovens e adultos
Tema: Sabedoria de DEUS para uma vida vitoriosa - A atualidade de Provérbios e Eclesiastes.
Comentário: Pr. José Gonçalves
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
 
Questionário
NÃO DEIXE DE ASSISTIR AOS VÍDEOS DA LIÇÃO ONDE TEMOS MAPAS, FIGURAS, IMAGENS E EXPLICAÇÕES DETALHADAS DA LIÇÃO
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
 

TEXTO ÁUREO

"Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de rubins" (Pv 31.10).
 

VERDADE PRÁTICA

O comportamento e a sabedoria de uma mulher são os únicos critérios capazes de a definirem como virtuosa
 

LEITURA DIÁRIA
Segunda - Pv 31.11 A mulher virtuosa é esposa fiel
Terça - Pv 31.25,28 A mulher virtuosa é respeitada
Quarta - Pv 31.27 A mulher virtuosa trabalha
Quinta - Pv 31.16 A mulher virtuosa empreende
Sexta - Pv 31.23 A mulher virtuosa recebe testemunhos
Sábado - Pv 31.30 A mulher virtuosa teme ao Senhor

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Provérbios 31.10-21,23-29
10 Álefe. Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de rubins. 11 Bete. O coração do seu marido está nela confiado, e a ela nenhuma fazenda faltará. 12 Guímel. Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida. 13 Dálete. Busca lã e linho e trabalha de boa vontade com as suas mãos. 14 Hê. É como o navio mercante: de longe traz o seu pão. 15 Vau. Ainda de noite, se levanta e dá mantimento à sua casa e a tarefa às suas servas. 16 Zain. Examina uma herdade e adquire-a; planta uma vinha com o fruto de suas mãos. 17 Hete. Cinge os lombos de força e fortalece os braços.
18 Tete. Prova e vê que é boa sua mercadoria; e a sua lâmpada não se apaga de noite. 19 Jode. Estende as mãos ao fuso, e as palmas das suas mãos pegam na roca. 20 Cafe. Abre a mão ao aflito; e ao necessitado estende as mãos. 21 Lâmede. Não temerá, por causa da neve, porque toda a sua casa anda forrada de roupa dobrada.
23 Nun. Conhece-se o seu marido nas portas, quando se assenta com os anciãos da terra. 24 Sâmeque. Faz panos de linho fino, e vende-os, e dá cintas aos mercadores. 25 Ain. A força e a glória são as suas vestes, e ri-se do dia futuro. 26 Pê. Abre a boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua. 27 Tsadê. Olha pelo governo de sua casa e não come o pão da preguiça. 28 Cofe. Levantam-se seus filhos, e chamam-na bem-aventurada; como também seu marido, que a louva, dizendo: 29 Rexe. Muitas filhas agiram virtuosamente, mas tu a todas és superior.
 
31.10-31 MULHER VIRTUOSA. (BEP - CPAD)
Estes versículos descrevem a esposa e mãe ideal. Toda sua vida converge para um reverente temor de DEUS (v. 30), compaixão pelos necessitados (vv. 19,20) e dedicação e amor à sua família (v. 27). Certamente nem toda esposa e mãe tem todas as qualidades declaradas aqui. Mas toda esposa deve procurar servir a DEUS, à sua família e ao próximo conforme os talentos e os recursos materiais que DEUS lhe deu (ver Ef 5.22 .; 1 Tm 2.15).
 
A ESPOSA PERFEITA (31:10-31) - Estudo no Livro de Provérbios - Antônio Neves de Mesquita - Editora Vida
Uma análise mais completa corresponderia ao nosso desejo, pois não conhecemos, em toda literatura profana, algo que se assemelhe a esse acróstico. Todavia, sentimo-nos limitados a dar cumprimento a este desejo, em obediência ao plano que nos impusemos de não alongar demais o comentário a Provérbios, para que a obra não se torne inacessível ao público.
9.1. MULHER VIRTUOSA, QUEM A ACHARA? (31:10 e 11)
O texto continua afirmando que ela é mais preciosa que o ouro, excede a tudo que o seu marido possa desejar. É uma redundância hebraica bem conhecida, mas nem por isso menos apreciada. Efetivamente, uma mulher assim é difícil de ser encontrada, e o homem que a recebe acha uma fortuna. O coração do marido é um coração tranqüilo, porquanto ela cuida de tudo e lhe dá muito ganho.
9.2. ESSA MULHER É INDUSTRIOSA (31:12 e 13)
Ela só faz-lhe bem, na sua faina de aumentar os bens da casa, trabalhando no armazenamento do linho, da lã para os vestidos caseiros, que vai fiar com a roca e o fuso (v. 19).
9.3. É UMA BOA COMERCIANTE (31:13)
Vai à feira, compra lã e linho da mão dos mercadores, para depois fiar e tecer esses elementos, e com eles fabricar as roupas de casa. O linho e a lã eram, em geral, de propriedade doméstica; o linho era semeado no campo e depois colhido e, à custa de um processo moroso e muito trabalhoso, posto em condições de ser fiado na roca e no fuso, para então ir ao tecelão também caseiro, para o preparo dos tecidos. A lã era oferecida pelas ovelhas e pelos carneiros domésticos, e quase todos os hebreus possuíam as suas granjas, onde criavam esses animais. Esta é realmente a tarefa da mulher hebréia e até das mulheres européias, especialmente nos centros mais atrasados.
9.4. ELA É COMO O NAVIO MERCANTE, QUE DE LONGE TRAZ
MANTIMENTO (31:14 e 15)
O uso de navios para transporte de mercadorias era bem conhecido em Israel. Salomão tinha as suas frotas no Mar Vermelho, de parceria com os fenícios, e esses navios traziam de longe as suas mercadorias, para o consumo real e particular. Esta mulher é como o navio que de longe traz o pão para o sustento do homem. Uma mulher admirável, sem dúvida. Ainda de noite, ela fabrica e prepara o alimento dos seus, e de manhã cedo todos têm o que comer. Essa tarefa é bem conhecida das populações árabes e ibéricas, que talvez tenham herdado o costume nos tempos da dominação árabe na Palestina Ibérica: Portugal e Espanha.
9.5. ELA COMPRA E VENDE (31:16-18)
Como fazendeira, examina uma propriedade, adquire-a, planta vinhas, colhe os frutos e depois os vende no comércio local. Nessa tarefa, arregaça as mangas e põe mãos à obra como qualquer trabalhador braçal. É o retrato da mulher que não se contenta em ostentar a sua beleza física, em passar cosméticos nas faces e aparecer bonita ao marido. Toma parte nos negócios do lar e com isso ajuda a construir uma casa farta e próspera. Nisso ela se entusiasma com os lucros do seu trabalho e apresenta ao marido, orgulhoso de tal mulher, os resultados do seu braço. Mesmo que se dê um desconto ao poeta hebraico, pela fartura de símiles e de imagens, fica ainda um saldo admirável para uma mulher campesina, das muitas que há na Palestina e noutros lugares.
9.6. NÃO DORME A NOITE TODA (31:19-22)
A noite, depois das tarefas do dia, lança mão da roca e do fuso e, junto a outras, senta-se à lareira, no inverno, fiando o linho e a lã, com que vai fabricar as vestes domésticas. Há aqui um costume desconhecido do povo brasileiro. No Oriente, como na Europa, as mulheres, especialmente no inverno, reúnem-se em grupos e sentam-se junto ao fogo da lareira, cada uma com a sua roca e seu fuso, e lá se vão noite a dentro, fiando e contando estórias, que os meninos acompanham até dormir. Muitas estórias que correm mundo foram ouvidas ao pé da lareira. É um costume tradicional muito interessante. O linho, depois de fiado, é feito em meadas, que vão ser branqueadas ao sol, na ausência de detergentes, que não havia naqueles longínquos tempos. Só depois é que os novelos são mandados para o tecelão, para serem feitas as peças de fazenda. A lã não oferece um trabalho tão intenso como o linho, mas tem o seu processo de preparação e lavagem, até poder ser usada na confecção dos tecidos. Qualquer viajante, visitando a Pérsia, ainda verá mulheres tecendo os seus tapetes, tão do gosto dos ocidentais. Tudo é feito por elas, desde a colheita da lã das ovelhas, por meio de tosquia, até a sua preparação em panos ou tapetes Um retrato digno de um bom pintor. Com o produto do seu trabalho atende aos pobres, coisa tão recomendada na Bíblia, especialmente em Jó 20:19 e 29:4. Ela podia fazer a sua caridade sem ter de consultar o marido. Porque os ganhos eram seus. Recordemos essa nota: Abro a mão ao aflito o ainda a estende ao necessitado (v. 20). Os rigores do inverno não a perturbam, porque todos os seus estão bem vestidos. O autor dessas notas pode recordar os casacos feitos de lã tosquiada em casa e preparada para o tecelão, bem como os findos lençóis de linho fino, que ainda guarda como relíquia da sua infância. Ela, a mulher virtuosa, cuida da sua casa, pois todos andam vestidos de lã escarlate, e as cobertas das camas são de pura lã, que ela mesma tece. Faz roupas de linho fino e as vende com o bom faro de comerciante, oferecendo aos mercadores cintas vistosas feitas por sua mão (v. 24).
9.7. TEM UM MARIDO FELIZ (31:23)
Parece que o marido dessa mulher ocupava um lugar destacado junto às portas da cidade, onde eram decididos os assuntos menos graves entre o povo. Os maiores eram levados ao rei. Esse marido é estimado entre os juizes, pois uma mulher assim honra o seu marido em qualquer posição social. Era costume primitivo entre os orientais assentarem-se os homens de respeitabilidade à porta de entrada das cidades e ali eram decididas. queixas de uns contra os outros. Foi à porta da cidade que os anjos encontraram Ló (Gên. 19:1).
9.8. É MULHER DILIGENTE E LOUVADA POR TODOS (31:24-28)
Não apenas o marido era feliz, mas todos os comensais da casa (v. 28). Uma mulher de coragem e dignidade, seus vestidos prediletos (v. 25). Ela não tinha preocupações com o dia de amanhã, porque antes providenciava tudo (v. 25). A sua fala era respeitada, visto como não usava de gírias nem de palavras vãs, mas de sabedoria, pelo que todos a admiravam. Não comia o pão da preguiça doméstica, como tantas mulheres dos nossos dias, que gastam o tempo andando acima e abaixo, negligenciando' as suas obrigações caseiras. Mesmo que se dê um desconto ao poeta admirável, ainda nos fica muito material para podermos escrever um romance sobre a mulher virtuosa de Prov. 30:10. Seu marido a louva e sem regateios, pois quem teria mulher igual? Os filhos lhe chamam ditosa, o mais elevado elogio que uma boa mãe pode esperar dos seus filhos.
9.9. ESSA MULHER É UM EXEMPLO A SER SEGUIDO E IMITADO (31:29-31)
O Livro dos Provérbios não podia terminar com maior felicidade, senão com este acróstico sobre a mulher virtuosa. Elogio admirável. Parece que aprouve ao divino ESPÍRITO SANTO agraciar a humanidade com esta peroração aos Provérbios. Todavia, nem tudo era fruto da sua diligência, e, sim, do seu temor a DEUS, pois a mulher que temo ao Senhor, essa será louvada. Não é sem superiores razões que, através do livro, o refrão é sempre o "temor do Senhor", pois sem este temos de pouca valia os lucros da família e da sociedade. Os grandes males de nossos dias decorrem da falta do temor de DEUS por parte dos pais, que, em lugar de estarem em casa, cuidando dos filhos, estão pelos restaurantes e cabarés, sessões de TV e quejandas. Depois nos queixamos do desmazelo da sociedade. Diga-se então que o que está faltando nas sociedades modernas é o temor do Senhor Isso não existe em nossas sociedades e por isso as famílias se decompõem assustadoramente. As mulheres, com a necessidade de promoverem a sua independência, poderem comprar os seus cosméticos e seus vestidos, atiram-se ao ganha-pão de cada dia. Se casam, continuam essa mesma luta. Então que vai acontecer em seus lares? Se têm filhos, quem cuida deles? A rua aí está para os receber e perverter. Esta é a nossa situação. Graças as nossas igrejas, multa coisa está sendo sanada e melhorada, mas as igrejas não conseguem atingir todos os quadros sociais.
Completamos aqui o nosso Estudo no Livro de Provérbios. Mencionamos as letras do alfabeto hebraico, apenas como uma amostra do texto na sua forma original. Por motivos que desconhecemos, os revisores das versões modernas abandonaram os originais, tanto de Provérbios 31, como do Salmo 119. Talvez porque o povo não conhece hebraico e então de pouco adianta encher o texto com letras que se ignora. Isso ou outra causa que não sabemos.
Ao darmos por terminado esse Estudo, a que nos impusemos, por motivos de consciência, reconhecemos ser muito imperfeito o que aí fica. Uma das nossas maiores dificuldades foi a supressão de vários comentários, que gostaríamos de aumentar, porém, se o fizéssemos, tornaríamos esta pequena obra mais difícil de vender-se. Escrevemos para um povo que não gosta muito de ler e dispõe de escassos recursos para comprar livros.
Por isso, a limitação e até pobreza de nossos comentários. Tanto quanto possível, copiamos o texto sagrado, para que os comentários tenham sabor da Palavra inspirada. Isso feito, aí fica para os leitores, que desejam nutrir a sua alma com os sábios e eternos ensinos de Provérbios.
 
Livro - Mulheres que amaram a DEUS - Elizabeth George - Editora United Press - www.unitedpress.com
http://virtuosasmulheres.blogspot.com.br/
 
Mulher virtuosa, quem a achará?
PROVÉRBIOS 31.10
Hoje, começaremos a analisar a descrição de DEUS sobre uma mulher especial, um tesouro cujo preço excede o de finas jóias e cuja imagem é pintada com vivas cores em Provérbios 31.10-31. Nos 22 versículos, DEUS nos leva a visualizar o caráter piedoso que devemos ter em todas as épocas e fases de nossa vida. Trata-se, literalmente, de um alfabeto, uma vez que cada versículo começa com uma das 22 letras do alfabeto hebraico. Você está convidada a regozijar-se no Senhor à medida que passa a conhecer essa mulher maravilhosa nos próximos 22 dias.
Você está na dúvida? Será que está pensando "Já ouvi falar dessa mulher exemplar durante toda a minha vida! Não é a tal 'mulher ideal', aquela que 'não existe nem em sonhos'? Sempre fez com que eu me sentisse inferiorizada, um completo fracasso! Jamais serei igual a ela!"
 
De fato, essa mulher é uma figura admirável, mas não é verdade que você nunca será igual a ela. Permita que os fatos abaixo a animem a seguir esse modelo de mulher piedosa dado por DEUS:
1. Provérbios 31 é ensinado por uma mulher. Aqui lemos como uma mulher imagina que outra deve ser e pode ser!
2. Os 21 versículos de Provérbios 31.11-31 respondem à pergunta: "Mulher virtuosa, quem a achará?" definindo-nos como virtuosas.
3. A mãe sábia que ensina ao filho sobre mulheres de caráter também é uma delas, ou então não seria capaz de descrevê-las tão bem.
4. Sabendo que mulheres de caráter podem ser encontradas, essa mãe incentiva seu filho a procurar por uma.
5. "Muitas mulheres procedem virtuosamente" (v. 29). Enumere-as! São muitas! A mulher de Provérbios 31 não é um "acaso feliz"!
Oh! a mulher corajosa e virtuosa que ama a DEUS é um tesouro de valor inestimável! DEUS diz que você pode ser tudo o que ela é. Como? Acompanhe as meditações na Palavra de DEUS.
PROVÉRBIOS 31.10
As moedas sempre trazem imagens estampadas nas duas faces. DEUS, da mesma forma, utiliza a palavra virtuosa, em sua rica descrição da linda mulher de Provérbios 31, com um duplo significado. Os dois aspectos da palavra virtuosa transmitem a ideia de força, qualificando-a como um tesouro precioso.
Uma mente fortalecida. A palavra virtuosa refere-se a mente da mulher de Provérbios 31, uma mente fortalecida por seus propósitos, princípios e atitudes. Uma rápida leitura de Provérbios 31.10-31 revela as oportunidades que essa mulher teve de usar sua inteligência e de como aproveitou tais oportunidades:
· Ela se manteve pura (v.10).
· O marido sempre confiou nela, bem como todas as demais pessoas que a rodeavam (v. 11).
· Ela era uma mulher trabalhadora (vv. 13,15,18).
· Sempre parcimoniosa, proporcionou tudo o que sua família necessitava (v. 14).
· Ela enfrentava a vida (e a morte!) com coragem (v. 25).
· Compaixão, bondade e sabedoria caracterizavam sua vida (vv. 20, 26).
· A santidade comanda seus esforços, porque ela honrava ao Senhor em tudo o que fazia (v. 30).
Essas qualidades de forma interior, enraizadas na mente fortalecida e virtuosa com que DEUS a abençoou, possibilitaram a essa bela serva do Senhor administrar sozinha sua vida, seu tempo, seu dinheiro, sua fala, seu lar e seus relacionamentos.
Um corpo fortalecido. A palavra virtuosa, além de referir-se à mente, também descreve a habilidade que essa mulher maravilhosa possuía de pôr em prática tudo o que sua mente desejava.
· Ela trabalhava diligentemente com as mãos (v. 13).
· Ela plantava uma vinha (v. 16).
· Ela manejava o fuso e a roca (v. 19).
· Ela trabalhava até altas horas da noite (vv. 15,18).
· Ela estendia a mão ao necessitado (v. 20).
· Ela tecia as roupas da família (vv. 21-24).
· Incansável, ela cuidava de seu lar e o edificava (v. 27).
 
Talvez essa lista seja muito extensa para ser cumprida em um só dia, mas que tal pedir hoje ao Senhor o fortalecimento de sua mente e de seu corpo para essa boa obra? Cultive o desejo de viver na obra de DEUS hoje e em todos os dias de sua vida. O tesouro da virtude, exemplificado em urna vida que glorifica a DEUS, compensa todos os esforços e o tempo despendido em oração!
 
O coração do seu marido confia nela, e não haverá falta de ganho.
PROVÉRBIOS 31.11
 
Bem melhor do que fazer os votos de matrimônio no alto da Rocha de Gibraltar (como fez um casal bem-intencionado) é fundamentar o casamento na Rocha, que é JESUS CRISTO, e, firmada em sua força, oferecer ao marido a lealdade inabalável de uma esposa fervorosa. Certamente, assim, seu companheiro ganhará um troféu imbatível!
O caráter digno de confiança é, de fato, o elemento que toma a mulher um verdadeiro troféu. Outra explicação, porém, está oculta na palavra ganho encontrada em Provérbios 31.11. Na época em que Provérbios 31 foi escrito, o "ganho" (riqueza ou troféu de guerra) era obtido de três maneiras: guerreando e depois retirando objetos valiosos dos mortos que catam por terra na batalha; trabalhando sob contrato por longos períodos em lugares distantes; e cometendo atos ilícitos, como mentir, trapacear ou roubar.
 
Porém, o homem casado com a mulher de Provérbios 31 conhece um tipo diferente de ganho. Ele se sente satisfeito com a contribuição pessoal da esposa para o bem-estar da família. O versículo 11 retrata a esposa como uma guerreira indo para o campo de batalha por causa da família. Tanto no hebraico como no grego, essa mulher é retratada com cores vivas, como um troféu imbatível, como uma poderosa guerreira, que usa suas habilidades para o bem das propriedades de seu marido. Ela luta diariamente na linha de frente do lar para que ele não tenha de ir para a guerra ou enfrentar "falta de ganho"!
Imagine o marido que confia no caráter da esposa. Ela não desperdiça nem esbanja tolamente as economias; ao contrário, protege, administra e aumenta os ganhos familiares!
Embora o conceito de guerreira doméstica não seja muito atraente, DEUS considera maravilhosa sua contribuição para as finanças do lar, quer você seja casada ou solteira. A beleza divina - suas virtudes, traços de caráter e santidade - deve ser vista na vida prática (no dia-a-dia), em lugares práticos (no lar) e de maneiras práticas (na administração das Finanças). Peça ao ESPÍRITO de DEUS que abra seus olhos para as inúmeras oportunidades de pôr em prática, em casa, os princípios piedosos da parcimônia e da sabia administração das Finanças. Depois, parta para a guerra!
 
Ela lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida.
PROVÉRBIOS 31.12
 
Consegue imaginar uma terra seca, cheia de poeira, rachada por falta d'água e castigada por um sol inclemente e um calor abrasador? Bern, este e um born retrato da terra de Israel hoje e também na época em que Provérbios 31 foi escrito!
Agora, imagine a alegria, o valor, o bem-estar e a vida que um manancial podia oferecer a uma existência tão árida! Uma mulher bondosa proporciona exatamente isso a vida de seu marido, ao ambiente de seu lar e a vida de outras pessoas. Ela é como um manancial de bondade, um refúgio para aqueles que sabem o que a vida exige de todos nós. A mulher que se propõe a exercer esse ministério é uma fonte inesgotável de amor na vida de seus entes queridos. Ela faz o bem, não o mal, todos os dias de sua vida!
Como mulheres que amam a DEUS, nossa missão é fazer o bem todos os dias de nossa vida. Devemos seguir o plano de DEUS e seu exemplo de bondade. Você fica feliz por saber que Ele nos fortalece quando planejamos fazer o bem e, depois, quando pomos nossos planos em prática?
 
Passo 1: Planeje fazer o bem. Provérbios 14.22 diz: "Acaso não erram os que maquinam o mal? Mas amor e fidelidade haverá para os que planejam o bem." Ao fazer uma explanação deste versículo, um pregador falou de Adolf Hitler, o líder nazista que planejou o assassinato de seis milhões de judeus. Ele observou que Hitler "maquinou o mal", planejou o mal de forma tão meticulosa quanto uma noiva planeja seu casamento. Nós devemos ser meticulosos em "fazer o bem".
Passo 2: Ponha seu pIano em prática. Não se contente apenas em planejar. Execute seu pIano de boas intenções! Ponha-o em prática.
 
O que você está planejando, minha querida? As mulheres que amam a DEUS, são chamadas a fazer o bem. Neste instante, sussurre uma oração ao DEUS que você ama. Comece a praticar o bem, hoje e em todos os dias de sua vida, com seu marido e com quem cruzar o seu caminho. DEUS quer que você seja um manancial de bondade!
 
Busca Iã e linho e de bom grado trabalha com as mãos.
PROVÉRBIOS 31.13
 
Nos tempos bíblicos, geralmente a casa era construída ao redor de um espaço aberto destinado a um jardim. Nesse local, quase sempre havia uma fonte, que produzia o som alegre e vibrante do borbulhar de água para todos os que viviam na casa.
Você, mulher que ama a DEUS e as pessoas que a cercam, bem como ao lugar que chama de "lar", proporcionará a mesma alegria a sua família ao trabalhar "de born grado". Agradeça a DEUS pela força para serví-Io onde Ele a colocou. Agradeça pela misericórdia de DEUS por sua vida e por seguir estes princípios, tornando-se uma fonte de alegria em seu lar:
· Ore diariamente. A oração proporciona uma nova perspectiva em relação a suas obrigações no lar, que superam o âmbito físico e adquirem um significado espiritual a serviço do Senhor.
. Recite trechos da Bíblia. Permita que a Palavra de DEUS - versículos como Colossenses 3.23, Filipenses 4.13 e Provérbios 14.1, já gravados em seu coração - a incentive a trabalhar.
· Trabalhe para o Senhor. Colossenses 3.23 nos adverte: "Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor, e não para homens." a Quem, o Que e o Por que de todo o seu trabalho é o próprio DEUS!
· Considere os benefícios. Desenvolva um pIano para seu trabalho, para a casa que esta edificando e para o ambiente de bem-estar que você proporcionará para os que vivem ali.
· Faça uma pausa e descanse. Não há nada errado com um descanso merecido. Faça uma pausa quando for necessário e renove suas forças no Senhor (Isaias 40.31).
· Valorize cada dia. Sua recompensa (receber alguns agradecimentos e ter uma sensação de ordem em seu lar e em sua vida) chega com maior freqüência quando você faz uma tarefa por vez, dia após dia.
 
Que bênção saber que você é capaz de embelezar seu lar com um coração cheio de alegria! Ao trabalhar feliz e bem-disposta, transforma-se em uma bela fonte de alegria para todos, alegria que vem de DEUS e se estende a todos os seus familiares!
 
E como o navio mercante: de longe traz o seu pão.
PROVÉRBIOS 31.14
 
Estar alimentado é condição essencial à sobrevivência de todo ser humano. A comida - não só para sobrevivência, mas também para a satisfação do paladar - é uma prioridade na lista de afazeres da empreendedora mulher de Provérbios 31. Compreendendo o verdadeiro sentido de sua missão, a bela serva de DEUS se empenhava e estava em busca, como um majestoso e misterioso navio mercante de sua época, de uma excelente qualidade de vida aos que moravam sob seu teto. Vasculhando lojas abastecidas pelos navios que ancoravam regularmente nos portos do mar Mediterrâneo, essa mulher não poupava esforços em contribuir para o bem-estar e felicidade daqueles a quem amava. Você pode estar certa de que, ao retornar ao lar, ela chegava carregada de alimentos, de roupas e de todos os tipos de mercadorias vindas de longe, para atender as necessidades de sua família.
A cena, aqui, minha preciosa irmã, é a de uma mulher que encontrava genuína satisfação em proporcionar aos membros de sua família o que havia de melhor e de levar-Ihes tudo o que podia ser benção na vida deles. Reflita sobre as bênçãos que ela recebeu por ter sido tão diligente:
 
· Sob seu teto existia saúde, porque ela oferecia alimentos nutritivos para a família.
· O dinheiro rendia porque ela pesquisava e barganhava preços para proporcionar o necessário e o melhor para sua família.
· A cultura entrava pelas portas de sua casa, porque, ao comprar mercadorias de longe, de lugares exóticos, ela se informava sobre os costumes de outras localidades.
· A vida no lar ficava mais prazerosa, porque a variedade de alimentos e mercadorias vindas de longe agradavam a todos os que ali moravam.
· Mercadorias de boa qualidade eram desfrutadas por todos da casa, porque ela as examinava com atenção e era exigente quando fazia as compras.
· A beleza satisfazia, revigorava e fazia bem as almas de todos os que habitavam sob seu teto.
 
Você também pode proporcionar à sua família os elementos básicos para embelezar seu lar e diferenciá-Io da maioria. Como? Peça a DEUS que lhe dê mais determinação e forças renovadas para içar as velas de seu barco e iniciar uma viagem rumo a qualidade de um espírito empreendedor. Com o sopro do amor de DEUS, você encontrará a motivação e o desejo de proporcionar bem-estar a outras pessoas. Comece a içar as velas e divirta-se nessa aventura!
 
É ainda noite, e já se levanta, e dá mantimento à sua casa e a tarefa as suas servas.
PROVÉRBIOS 31.15
 
Ter uma boa administração do tempo é um desafio para todas nós, em maior ou menor escala. Na verdade, procurar ajuda para obter conselhos, métodos e soluções administrativas transformou-se hoje em um verdadeiro negócio! Existem seminários, sistemas de administração do tempo, agendas especiais, artigos de revistas proclamando modernas chaves para o sucesso, além de livros prometendo proporcionar a mulheres atarefadas como você a ajuda necessária para se desincumbir das inúmeras responsabilidades que recaem sobre seus ombros.
Contudo, o DEUS que nos criou, que definiu nossa missão na Bíblia e que conhece nossos problemas, necessidades e desafios, nos deu três sugestões - um pIano a prova de fogo para a perfeita administração do tempo - milhares de anos atrás. Você as encontrara aqui, em Provérbios 31, ao observar uma mulher atarefada vencendo com sucesso seus dias atribulados. E como ela faz isso?
 
Passo 1: Levantando-se cedo. Quando uma mulher se levanta cedo todas as manhãs, ganha tempo para fazer o que é preciso, cumprindo a sua lista de projetos diários. Na época da mulher de Provérbios 31, uma de suas primeiras atividades era acender o fogo para preparar as refeições do dia. Aquela hora silenciosa e tranquila dava a oportunidade àquela serva de DEUS de passar alguns momentos a sós com Ele.
Passo 2: Alimentando a família. Providenciar o pão diário para a família era outro motivo importante para que ela se levantasse cedo. as seus dependiam do alimento que ela preparava.
Passo 3: Planejando o dia. Quando a Bíblia diz que essa mulher dava "a tarefa às suas servas", significa que ela lhes transmitia as obrigações do dia. Ela se organizava e dava ordens às suas servas para que as obrigações do dia fossem cumpridas.
 
Que divino privilégio ser um exemplo a seus familiares a cada manhã! Que DEUS possa derramar suas ricas bênçãos sobre você, que O busca antes de o dia amanhecer, que cuida das necessidades de sua família e que estabelece um planejamento para o dia!
 
Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com as rendas do seu trabalho.
PROVÉRBIOS 31.16
 
Hoje, em outro versículo precioso de Provérbios 31, nosso DEUS onisciente e maravilhoso nos mostra mais três sugestões para nos tornarmos como a mulher de Provérbios 31. Esses três passos, no entanto, vão além das fronteiras do lar e nos levam a sonhar mais alto: A mulher de Provérbios 31.16 está prestes a transformar-se numa visionária e empresária ao mesmo tempo! Veja como isso aconteceu:
Passo 1: Ponderarção. Ao ouvir falar que determinada propriedade estava a venda, essa mulher sábia provavelmente orou a DEUS, fêz perguntas a outras pessoas e pediu conselhos a seu marido sobre a possibilidade de comprar essa propriedade tão sonhada, a fim de ajudar sua família.
Passo 2: Aquisição. Abençoada com paz na mente e no espírito, com respostas práticas às suas perguntas e com a aprovação do marido, ela partiu para a ação. Essa mulher prudente comprou sua tão sonhada propriedade com o dinheiro que ganhou e guardou mediante trabalho árduo e economia.
Passo 3: Renovação. A seguir, com a dinheiro arduamente ganho, bem administrado e economizado com força de vontade, essa mulher trabalhou para aprimorar a propriedade, plantando uma vinha com as melhores mudas que a dinheiro podia comprar. Ela queria só a melhor para sua querida família!
Provérbios 31 nos exorta a trabalhar e tamém a sonhar. Aquela mulher admirável e cumpridora de seus deveres não apenas sonhou, mas também trabalhou para concretizar seus ideais! Ela sonhou com uma vida mais confortável para sua família, com alimentos melhores e em maior quantidade na mesa, com uma produção extra que poderia ser vendida a outras pessoas, com a renda das vendas que ela aplicaria e novamente investiria no bem-estar da família e com a satisfação de transformar seus sonhos em realidade. Em outras palavras, ela sonhou com as bençãos que outros receberiam quando ela colocasse em prática as habilidades que DEUS lhe havia concedido.
A mulher de Provérbios 31 certamente nos convida a sonhar. Desligue a TV, o rádio, o aparelho de som, o computador ou outra coisa qualquer que a impeça de pensar com criatividade, sonhar, imaginar e planejar. Separe um tempo diante do Senhor para anotar seu sonho, ou dez deles! Depois, medite (pare, pense e busque), adquira (tome uma atitude) e renove (aprimore sua aquisição e desenvolva suas habilidades).
 
Cinge os seus lombos de força e fortalece os seus braços.
PROVÉRBIOS 31.17
 
Trabalho em casa. Hoje, vamos refletir sobre a mulher que trabalha em casa. Ao pensar nisso, várias emoções vem a tona: lembramos de nossos entes queridos que moram em nossa casa e do esforço que significa transformá-la em um "lar doce lar". Ajuda muito se estiver cheia de ânimo!
A maravilhosa dona-de-casa de Provérbios 31 preparou-se de corpo, alma, espírito e atitude para tornar sua casa em um lar. Ela cingiu-se de força mental e preparou-se para o trabalho físico. E temos a impressão de que trabalhou com ânimo e vigor.
As idéias a seguir devem animá-la a trabalhar onde quer que esteja e para quem quer que seja, em nome do Senhor:
 
1. Aceite a vontade de DEUS para sua vida. A mulher retratada por DEUS em Provérbios 31 reflete os planas que Ele tem para você.
2. Permaneça firme na Palavra de DEUS. Existe poder na Palavra; portanto, separe um tempo para lê-la todos as dias. Olha o que DEUS tern preparado para você.
3. Tenha uma visão do futuro. o "grande cenário" do que você realiza em seu lar, transformando-o em um Oasis para seu marido, educando seus filhos para amar a DEUS, lhe dá forças para trabalhar.
4. Pergunte qual e sua motivação. Se você conhecer sua motivação para fazer o que faz, poderá realizar suas tarefas com mais disposição.
5. Ore para ter uma atitude animada. Peça a DEUS que transforme seu coração e a ajude a aceitar com ânimo a tarefa que Ele tem para você.
6. Faça uma programação. Programar-se vai ajudá-la a planejar seu trabalhe a realizá-lo com perfeição!
7. Estabeleça uma rotina. A rotina pode ser útil para você desempenhar suas tarefas com mais rapidez.
8. Leia livros sobre administração do tempo. Aprenda maneiras eficientes de desempenhar suas tarefas.
9. Comece pela tarefa mais dificil. O restante do dia será mais fácil.
10. Ouça música. A música alegre impede que você se desanime.
11. Faça uma aposta consigo mesma. Trabalhe como se estivesse participando de um jogo. Vença o relógio!
12. Pense nas bênçãos. Louve a DEUS pelo significado que seu trabalho terá para você e para os que habitam a sua casa.
E, por favor, não tente pôr em prática as 12 sugestões acima de uma só vez! Escolha uma, área e trabalhe com ânimo, pensando no que DEUS Ihe mostrará e como Ele a usará!
 
Ela percebe que o seu ganho é bom; a sua lâmpada não se apaga de noite.
PROVÉRBIOS 31.18
 
Indústria é uma palavra frequentemente usada para descrever a mulher de Provérbios 31, a notável senhora que estamos aprendendo a conhecer. As mulheres sempre se perguntam: "Como ela faz tudo isso? Como é tão esperta? Como consegue levantar cedo, fazer compras, trabalhar, cuidar do jardim e costurar até tarde da noite?" A resposta está em sua diligência. .
A base de sua incrível e produtiva atividade é uma elevada motivação, que a impulsiona a realizar todos os seus afazeres. Ela tern um objetivo em mente e um motivo para fazer tudo o que faz. Para essa querida mulher, o grande amor por sua família faz com que ela se esforce ao maxima para atender as suas necessidades. Por desejar o melhor para a família que tanto ama, essa mulher maravilhosa se dispõe a proporcionar-lhe tudo, e a fazer isso muito bem! O amor pela família motiva essa mulher a levantar cedo, fazer compras com sabedoria, tecer roupas e outros ítens para a casa, e a adquirir e melhorar uma propriedade a fim de obter um born suprimento de alimentos e uma boa renda extra.
Os esforços dessa mulher admirável renderam uma colheita dobrada, porque ela sentia o sabor do sucesso de seus empreendimentos. Não só cuidou da família, mas também aumentou suas fontes de renda. Isso a impulsionava a trabalhar um pouco mais do que o normal todos os dias: "A sua lâmpada não se apaga de noite."
E quanto a você, preciosa amiga? Deseja conhecer o doce sabor do sucesso? Gostaria de poder trabalhar um pouco mais, estender um pouco mais o seu dia? Gostaria de realizar um pouco mais antes de apagar a luz para dormir? A chave de tudo é a motivação. Portanto, passe algum tempo na presença de DEUS para fazer uma revisão daquilo que motiva sua vida. Os esforços que você empreende são impulsionados pelos motivos certos? Em outras palavras, sua família está sempre em primeiro lugar, antes mesmo de você e de suas necessidades? Sendo motivada pelo amor, que e impulsionado por DEUS, você sempre tentará fazer o melhor e será usada por Ele para abençoar sua família (e outras pessoas) de muitas formas. Este é o verdadeiro sabor do sucesso.
"o amor de uma mulher é semelhante a uma luz, iluminando intensamente a escuridão da noite.
 
Estende as mãos ao fuso, mãos que pegam no tear.
PROVÉRBIOS 31.19
 
JESUS nos ensina que, se a árvore for boa, seus frutos também o serão (Mateus 7.15-20). A árvore, ou o coração, da linda serva de DEUS descrita em Provérbios 31 foi boa; portanto, tudo o que ela fazia era born. E quem recebeu as primícias de seu coração bondoso? Sua família! Para essa mulher que amava a DEUS, a família vinha em primeiro lugar, e nenhuma tarefa relativa a seus queridos era grande demais para ela! Vimos que algumas de suas tarefas domesticas eram realizadas a noite, no aconchego da luminosidade produzida pelo fogo aceso e por uma lâmpada. O que você acha que essa mulher, bela aos olhos de DEUS, fazia ao lado do fogo depois que o sol desaparecia no horizonte e a lua e as estrelas reluziam no firmamento criado por Ele? Hoje, veremos quais eram as tarefas noturnas da mulher de Provérbios 31.
Ao cair da noite, quando suas forças já estavam reduzidas, ela sentava diante do fuso e da roca e fiava lã e linho para futuras tecelagens. Ela sabia que deveria completar aquele trabalho monótono antes de usar a criatividade para iniciar a tecelagem.
Você tem sonhos, minha amiga? Existem obras de arte que você gostaria de criar? Habilidades que gostaria de adquirir? Talentos que gostaria de desenvolver? Ha um grande tesouro oculto chamado tempo ao seu dispor a noite: um tempo tranqüilo para crescer espiritualmente, aperfeiçoar suas habilidades, aprender novas artes, ler e estudar.
Como você pode começar a usar esse tempo?
Planeje suas noites. Dedique as horas do dia, o tempo destinado a gastar energias, a trabalhos que exijam o máximo de você, tanto do ponto de vista físico como mental. Ao anoitecer, quando suas forças começarem a se exaurir, em vez de ficar longe da família, reclamar e cair de cansaço, siga o exemplo da linda, diligente e sábia mulher de Provérbios 31: mude de atividade. Durante o dia, limpe a casa, cozinhe e cuide do jardim. Após o pôr-do-sol, programe o pagamento das contas, dobre as roupas, consute seu livro de receitas e planeje o cardápio do dia seguinte. Outro versículo do livro de Provérbios diz: "o que trabalha com mão remissa ou negligente empobrece, mas a mão dos diligentes vem a enriquecer-se" (l0.4). Em outras palavras, o preguiçoso não colhe nada, mas os diligentes obtêm êxito. Portanto, seja diligente, ore para encontrar soluções e vá em frente! Que tal começar esta noite?
 
Abre a mão ao aflito; e ainda a estende ao necessitado.
PROVÉRBIOS 31.20
 
Lidar com esmero das coisas da casa é uma das atribuições dadas por DEUS às mulheres que o amam. Nisso, a mulher de Provérbios recebe nota dez com louvor. Sua integridade de caráter, diligência, presteza, capacidade de economizar, criatividade, organização e habilidade como microempresária são impressionantes, não é mesmo? Você não fica mais incentivada ainda ao saber que a compaixão pelos necessitados é mais uma das virtudes dessa mulher? Em tudo o que ela faz, tem em mente beneficiar outras pessoas, inclusive as que não pertencem à sua família. Provérbios 31.20 nos diz que ela "abre a mão ao aflito; e ainda a estende ao necessitado".
Observe com atenção os detalhes desse versículo: "Abre a mão" significa que ela é generosa e esta sempre disposta a ajudar; "e ainda a estende" significa que esse ato de compaixão também abrange os que carecem de alguma coisa. Sua mão prestativa reflete a grandeza de seu coração generoso, do qual transbordam o amor e a compaixão; um coração segundo o coração de DEUS.
Como essa graciosa mulher se transformou em um exemplo de generosidade e, mais importante, o que você pode fazer para desenvolver essa virtude?
 
· Comece em casa. Cada amanhecer traz novas oportunidades para você ter compaixão por outras pessoas, principalmente aquelas que pertencem a sua família.
· Faz contribuições regulares a sua igreja. As ofertas que você destina a sua igreja alcançam os pobres e os necessitados de sua cidade, de seu país e até mesmo do mundo.
· Entre para mais um em prol da generosidade. O evangelista Billy Graham sorriu orgulhosamente quando proferiu esta frase a respeito de sua esposa, Ruth: "Ela controla os assuntos financeiros da casa com... mais generosidade do que precisão!
É maravilhoso ser uma excelente dona-de-casa, cuidar da família com amor e ter uma vida exemplar, mas DEUS tem em alta estima a magnífica virtude da generosidade praticada diariamente. Ela reflete a presença do Senhor em seu coração e em sua vida, e Ele se agrada ao ver essa presença em tudo o que você diz e faz. A misericórdia traz a maravilhosa fragrância do Senhor até sua vida e envolve tudo o que você realiza. Você deseja sinceramente ser uma mulher generosa, prestativa, carinhosa, compassiva, verdadeiramente linda aos olhos do Senhor, que se regozija ao estender a mão às almas necessitadas? Peça a DEUS que esteja a seu lado ao realizar ações prestativas e bondosas em nome do Senhor e por amor a Ele.
 
No tocante à sua casa, não teme a neve, pois todos andam vestidos de lã escarlate.
PROVÉRBIOS 31.21
 
Mulher previdente, que pensa no futuro e antecipa o que deve ser providenciado. Parece difícil ser assim, sobrecarregadas que somos pelas pressões do presente. Porém, a mulher que ama a DEUS e a sua família sabe suprir seus queridos com exatamente aquilo que recebe do DEUS a quem ama e por quem é amada. Par isso, Provérbios 31.21 destaca a maravilhosa virtude da preparação. A previdência dessa mulher que ama a DEUS e as esforços que empreende para estar preparada para o futuro revelam outro aspecto do grande amor que existe em seu coração.
Com sabedoria e disposição, a mulher de Provérbios 31 planeja e põe todas as suas habilidades em ação, proporcionando não só alimento, carinho e ajuda, mas também roupas. No inverno, sua família veste-se com agasalhos bonitos e quentes, de cor vermelha.
Você, também, pode começar a pôr em prática uma série de bênçãos para si mesma e para sua família planejando como atender as suas necessidades, inclusive roupas.
 
Primeiro, saiba que o trabalho de preparação é importante para DEUS, cujo nome é Jeova-Jirê, "DEUS proverá". Como servas de DEUS, espelhamos esse aspecto de seu caráter ao suprir as necessidades de nossa família. Nossos atos de generosidade praticados com mais facilidade (dão com mais liberalidade) quando planejamos e fazemos o trabalho de preparação.
Segundo, ao trabalharmos para proporcionar roupas e conforto a nossa família e ao nos prepararmos para atender às suas futuras necessidades, nossas ações são transmitidas como uma vibrante mensagem de amor.
 
Depois de preparar provisões para sua família e de depositar sua confiança no DEUS zeloso, de amor, misericórdia e poder, o medo não encontrara espaço dentro de seu coração e de seu lar. Preparando-se convenientemente e confiando na promessa de Jeová-Jirê, você e seu lar serão duplamente abençoados!
Preparação e provisão. Parece simples, mas as bençãos que você e sua família vão receber serão realmente significativas.
 
Faz para si cobertas, veste-se de linho fino e de púrpura.
PROVÉRBIOS 31.22
 
No capitulo 31 de Provérbios, observamos como a tecelagem era importante na vida da linda serva de DEUS e na própria cultura palestina. Aquela mulher, uma artesã de grande criatividade e com um objetivo em mente, passava muitas horas da noite fiando e tecendo lã e linho para transformá-los em tecidos maravilhosos feitos par mãos de uma verdadeira artista. Com as tecidos, ela confeccionava roupas para sua família e para ela própria, roupas dignas de serem usadas por reis e rainhas!
A roupa é muito importante, querida filha do Rei. Ela pode ser vista por todos e reflete o que se passa no coração de quem a usa. Seu born gosto e discrição no modo de vestir revelam que você, assim como a mulher de Provérbios 31, é uma mulher que ama a DEUS.
A roupa confeccionada pela mulher de Provérbios 31 que amava a DEUS era uma tapeçaria de rara beleza. Era apropriada para a posição digna que ela ocupava; era apropriada para sua profissão de tecelã, por ser uma propaganda de suas habilidades; era apropriada para seu caráter, pois seus trajes demonstravam seu mérito e seus padrões de excelência.
Quais são os padões de seus trajes? Nos, mulheres que almejamos ter a beleza que DEUS tanto preza, devemos seguir os padrões estabelecidos por Ele (veja 1 Timóteo 2.9; Tito 2.5):
 
. Modéstia. Observar as regras da decência.
. Sobriedade. Vestir-se de maneira apropriada e simples.
. Moderação. Não exagerar nem para mais nem para menos.
. Discrição. Demonstrar born senso e born gosto.
. Pureza. Refletir um relacionamento de santificação com DEUS.
 
As palavras acima talvez pareçam antiquadas, mas, quando uma mulher opta por vestir-se de maneira a refletir essas qualidades, demonstra ter um coração piedoso (1 Timóteo 2.9,10). Além do mais, nosso DEUS amoroso está sempre mais preocupado com as roupas que vestem a seu coração do que com as roupas que vestem a seu corpo. Pedro nos diz o seguinte: "Não seja a adorno da esposa a que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário; seja, porém, o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranqiiilo, que é de grande valor diante de DEUS" (1 Pedro 3.3,4). Amém!
 
Seu marido é estimado entre os juízes, quando se assenta com os anciãos da terra.
PROVÉRBIOS 31.23
 
5 valores da Palavra de DEUS não são levados a sério por todos em nossa sociedade, mas ela nos ensina que uma das funções mais importantes da esposa é auxiliar o marido (Genesis 2.18). A esplêndida esposa descrita em Provérbios 31 certamente sabia disso. Ela se dedicava de corpo e alma para ajudar o marido, que passou a ser um homem muito influente. Quando ele saia de casa, todas as manhãs, para trabalhar como conselheiro e legislador da cidade, ele era uma verdadeira dádiva da mulher virtuosa às pessoas da região. Ela, uma mulher que exercia influência piedosa no lar, presenteava a cidade com um marido piedoso.
Susannah Spurgeon, a esposa de Charles Spurgeon, famoso pregador do Tabernáculo Metropolitano de Londres, foi um exemplo de mulher virtuosa do final do século 19. O ministério de seu marido estava em franca ascensão, mas ele começou a preocupar-se achando que negligenciava os filhos. Certa noite, voltou para casa mais cedo do que costumava. Ao abrir a porta, surpreendeu-se por não ver nenhuma das crianças no vestíbulo. Quando subiu a escada e ouviu a voz da esposa, Spurgeon percebeu que ela estava orando com os filhos, apresentando-os um por vez diante do trono do Senhor. Assim que ela terminou a oração e desejou-lhes "boa-noite", Spurgeon pensou: "Posso prosseguir com meu trabalho. Meus filhos estão sendo muito bem cuidados!"l Imagine só! Por ser cumpridora de seus deveres em casa, a Sra. Spurgeon possibilitou que Charles Haddon Spurgeon, um homem de influência piedosa, continuasse a provocar mudanças nos corações dos homens, uma influ6encia que dura até hoje. A Sra. Spurgeon também deu ao mundo quatro filhos que se tornaram ministros do evangelho como o pai.
O que você pode fazer para seguir os passos dessas duas mulheres Sábias, que se destacaram por suas realizações?
Ore neste momento e peça a DEUS que a faça uma ajudadora de seu marido de modo a fortalecê-lo para a glória de DEUS. Com base em Provérbios 31.12, assuma o compromisso de ser uma esposa prestativa todos os dias de sua vida:
ajudando-o,
elogiando-o,
incentivando-o,
preservando seu casamento,
apoiando os sonhos dele,
orando por seu sucesso, para que ele seja um homem de influência piedosa em seu trabalho e na comunidade onde vocês vivem.
 
Ela faz roupas de linho fino, e vende-as, e dá cintas aos mercadores.
PROVÉRBIOS 31.24
 
Passado algum tempo, o conteúdo do coração de uma mulher e os objetivos de sua vida vão se revelando com a convivência. No caso da mulher de Provérbios 31, sua profunda dedicação para se tomar a melhor em tudo o que fazia e seu compromisso pessoal de ser criativa dificilmente ficariam ocultos.
 
Primeiro, ela assumiu o compromisso de buscar a perfeição. Esse compromisso nasceu de seu desejo de ser a mulher que DEUS gostaria que ela fosse, de sua decisão de servir a DEUS e da própria misericórdia de DEUS. Essa esplendida mulher amou a DEUS, submeteu-se a sua vontade, decidiu utilizar suas energias para atingir os objetivos de DEUS, sendo, assim, ricamente abençoada por Ele.
Em seguida, ela assumiu o compromisso de ser criativa, cultivar as habilidades e talentos que DEUS lhe dera de maneira ativa e consciente. Movida por seu amor a DEUS e por sua família, essa mulher procurou encontrar meios de usar sua criatividade nas tarefas comuns do dia-a-dia. As roupas tecidas para sua família transformaram-se em obras de arte. Os alimentos preparados na cozinha tomaram-se um deleite, tanto para os olhos como para o paladar. Artigos feitos a mão ou comprados para a casa transformaram-na em uma galeria de arte.
Oh, feliz e o lar onde reside uma serva de DEUS que usa a criatividade! E feliz e a mulher que aproveita cada tarefa para aprimorar sua criatividade e habilidades. Todo o que aquela serva fiel fazia par sua família e que levava sua assinatura, transformava-se logo em uma atividade profissional. Em outras palavras, o que era pessoal (fazer tudo da melhor maneira possível para sua família querida e seu lar precioso) transformava-se em profissional (vender suas excelentes mercadorias a outras pessoas). Minha querida amiga, feita a imagem de nosso DEUS criativo, como você também poderá atingir um padrão de excelência em criatividade?
 
· Esteja alerta. Observe como as outras pessoas se expressam e aprenda com elas.
· Planeje. Trace pIanos para seus projetos e para desenvolver suas habilidades.
· Tome iniciativa. Ponha em prática o seu desejo de ter um estilo de vida mais criativo.
· Arregace as mangas. Trabalhe com afinco e diligência para atingir todos os seus objetivos e todos os objetivos que DEUS tem para você.
 
A força e a dignidade são os seus vestidos, e, quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações.
PROVÉRBIOS 31.25
 
Que sejamos revestidas de santidade e um mandamento bíblico (Efésios 4.22-32; Colossenses 3.8-17). Assim como vestimos roupas, DEUS nos exorta a vestir as trajes de um caráter piedoso, como os usados pela mulher de Provérbios 31. De que, exatamente, ela estava vestida?
 
A mulher de Provérbios 31 fortaleceu-se economicamente e se preparou com diligência para qualquer eventualidade, apesar de sua profunda confiança no Senhor; buscou nele forças para as momentos de tristeza ou de aflição. Essa mulher também era forte em sabedoria e no conhecimento de DEUS. Ela possuía boa dose de força física e desfrutava o fortalecimento que provém de uma vida virtuosa. Seu guarda-roupa de virtudes também abrigava uma mente poderosa, que lhe proporcionava força interior e determinação. A força recebida do Senhor também estava entre as roupas graciosas que usava.
Dignidade. A tradução literal desta palavra, em hebraico, é "esplendor". Aparentemente, o espfrito nobre da mulher de Provérbios 31 lhe proporcionava como que uma coroa de majestade. Nós, que a conhecemos apenas par meio do que lemos sobre ela, ficamos maravilhadas diante de seu caráter virtuoso, de seu comportamento piedoso e de seu porte de rainha. Não existe nada comum, vulgar ou pequeno no guarda-roupa que abriga seu caráter. Sua grandeza de alma, combinada à sua graciosa conduta, deixava transparecer sua bondade a todos os que tiveram o privilegio de conhecê-la. Tudo nela apresentava um toque da beleza da dignidade.
Esperança. Vestida com o esplendor da virtude, essa querida mulher se rejubilava, ou melhor, ria, diante do futuro, e você também pode fazer isso! Para alegrar-se diante do futuro, é necessário vestir hoje o traje da força, o ornamento da dignidade e o manto da fé. Sua fé em um DEUS sempre fiel certamente lhe proporcionará esperança para o futuro.
Portanto, a partir de hoje, renove sua vida para DEUS e enfrente com fé o dia maravilhoso que Ele lhe concedeu. E, a cada alvorecer, assuma o compromisso de vestir-se com as virtudes da força, da dignidade e da esperança, enraizadas no conhecimento que você tern do Pai celestial. Depois de estar confortavelmente vestida com essas virtudes, caminhe com passos firmes rumo ao futuro desconhecido e regozije-se!
 
Fala com sabedoria, e a instrução da bondade estão na sua língua.
PROVÉRBIOS 31.26
 
Regra número 1: saciar a sede. Este era o desafio diário para a mulher de Provérbios 31 e para as pessoas daquela época, que viviam nas terrasáaridas de Israel. A luta pela sobrevivência na região era - e continua sendo - a regra mais importante do dia. Urn calor abrasador e terriveis secas são parte do cotidiano daquele povo.
Para suavizar tal ceáario, Provérbios 10.11 diz: "A boca do justo é manancial de vida." Palavras piedosas são como a água, que é essencial à vida. Palavras piedosas podem saciar nossas necessidades emocionais, tanto quanto a água sacia nossas necessidades fisicas. Estar na presença de uma mulher que profere palavras sábias e bondosas é como encontrar uma fonte no deserto: ambas fomecem vida!
DEUS utiliza poucas palavras para descrever a mulher de Provérbios 31, e as palavras que ela profere também são poucas. Apenas dois comentários a descrevem maravilhosamente:
 
É sábia ao falar. "Fala com sabedoria"; e
Tem coração bondoso. "A instrução da bondade está na sua língua."
 
Quando essa mulher piedosa fala, é sabia e bondosa, virtudes que se evidenciam não apenas no que ela diz, mas também no modo como ela diz.
Pense novamente naquela fonte de vida no deserto. Em seguida, pense nas pessoas aflitas, cansadas e batalhadoras que são parte de sua vivência diária. Embora ostentem sorrisos corajosos, há dois provérbios que descrevem o que de fato existe por trás de cada sorriso: "o coração conhece a sua própria amargura... Até no riso tem dor o coração, e o fim da alegria é tristeza" (Provérbios 14.10,13).
Que tal pedir a DEUS que a use para revigorar e incentivar as pessoas ao seu redor, oferecendo-Ihes palavras sábias, bondosas e cheias de vida? Com as bênçãos e o amor de DEUS em seu coração e escolhendo com cuidado palavras plenas de sabedoria e de bondade, você também pode ajudar a curar os abatidos e desanimados e se tornar uma fonte de vida!
 
Atende ao bom andamento da sua casa e não come o pão da preguiça.
PROVÉRBIOS 31.27
 
A administração do lar é função de toda mulher, casada ou solteira; é uma responsabilidade dada por DEUS. Provérbios 31.27 descreve essa missão usando a imagem de um vigia (ou uma vigia!). A mulher que ama a DEUS e aceita seu chamado "vigia" sua família e tudo o que se refere a seu lar.
Essa imagem de vigia dá a entender que a serva de DEUS permanece vigilante, com olhos atentos, observando quem chega e quem sai a fim de cumprir sua atribuição divina de supervisionar sua preciosa família e propriedade.
Alerta e enérgica, a mulher de Provérbios 31 dirige sua casa com pulso firme. A missão designada por DEUS é manter os olhos bem abertos, saber o que se passa debaixo de seu teto e cuidar do lugar e dos que moram al Nada escapa aos seus olhos. Ela vê tudo!
Como ela faz para cumprir essa grande missão? O provérbio explica: Ela "não come o pão da preguiça" (31.27). Essa mulher, que ama a DEUS e a sua família, também vigia a si mesma. Não existe preguiça em sua agenda. Como poderia ser preguiçosa se não há tempo para isso? Por ter de cuidar da casa e dos filhos, ela não tem um momento sequer para comer "o pão da preguiça". A recíproca também é verdadeira: por não ser preguiçosa nem utilizar as horas com inutilidades, ela tem o tempo de que necessita para vigiar sua casa e certificar-se de que está sendo bem administrada.
Trabalhar em casa (e vigiar a casa!) não parecem atividades muito convidativas e interessantes, mas seu lar é definitivamente o lugar que mais merece uma vigilância constante! Na verdade, minha querida dona-de-casa, seu lar é o lugar mais importante do mundo para investir suas energias. Por que? Porque o trabalho realizado no lar é importante, significativo e eterno. O trabalho realizado no lar é a mais bela obra de arte que você pode oferecer a DEUS. Sinta-se feliz por trabalhar em casa, porque não existe lugar melhor no mundo do que o nosso lar!
 
Levantam-se seus filhos e lhe chamam ditosa; seu marido a louva...
PROVÉRBIOS 31.28
 
Ter filhos, segundo Edith Schaeffer, serva de DEUS e mãe, "significa lutar, seguir uma carreira, realizar um trabalho árduo com dignidade".
Depois de nos apresentar a mulher de Provérbios 31 como um exemplo de vida a ser seguido, DEUS nos apresenta os maravilhosos filhos dessa senhora.
E esses filhos exaltam sua mãe! Eles se levantam e a abençoam; eles a louvam por meio de palavras e por seu modo de viver. Os mais altos elogios que essa mulher recebeu não partiram da comunidade onde residia, de pessoas da igreja, do trabalho ou da vizinhança. Tais elogios partiram de quem ela mais prezava, de quem a conhecia muito bem, de quem recebeu, durante toda a vida, as primícias de seu amor: sua família!
Qual o motivo desses elogios? Analise estes pontos essenciais que fazem parte do coração de toda mãe:
 
. Ponto 1: A mãe zela... e demonstra seu zelo na vida diária, de maneira prática. Oferece o dom dos elementos básicos para a subsistência (alimento, roupa, abrigo e descanso), do tempo e do amor, tudo isso a curto e a longo prazo.
. Ponto 2: A mãe concentra... todas as energias e esforços em um único objetivo: criar cada um de seus filhos para amar e servir ao Senhor.
. Ponto 3: A mãe planeja... as atividades diárias da casa e deposita os resultados nas mãos de DEUS.
. Ponto 4: A mãe trabalha... incansavelmente para que haja amor em seu lar e se dispõe a por em prática esse amor.
 
A função de mãe não dá lugar a indefinição, a acomodação, ao desinteresse e as atitudes do tipo "atirar tudo para o ar" ou "eu desisto". O papel de mãe a que DEUS as destinou exige atenção constante, esforços contínuos, determinação e o compromisso com 100% de dedicação, e um pouco mais! A mãe que cumpre esse papel transmite o amor de DEUS a várias gerações. Que tal assumir o compromisso com o Senhor de entregar seus filhos nas mãos dele neste momento? Em seguida, cumpra sua missão de mãe de todo o coração, como se estivesse trabalhando para Ele, e confie no DEUS que você ama criando os filhos para seu Reino e sua glória.
 
Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas.
PROVÉRBIOS 31.29
 
Um apoteótico final de elogios a mulher de Provérbios 31! Ontem,você não ficou encantada com a homenagem prestada pelos filhos dessa esplendida mulher? Hoje, é seu querido marido quem participa da homenagem, proferindo palavras de reconhecimento e apreciação por tudo o que ela fez por ele. Ao enumerar todos os trabalhos altruistas realizados pela esposa, a voz dele se eleva, transformando-se em um magnífico coro final: "Tu a todas sobrepujas! Tu és a melhor de todas!"
O que ela fez para receber essa homenagem? Uma rápida olhada no capitulo 31 de Provérbios nos revela as inúmeras virtudes dessa mulher e nos fornece uma lista de itens para avaliarmos nosso próprio caráter e nossa vida. Quer você seja jovem, quer idosa, quer solteira, quer casada (com um marido que a elogie ou não), DEUS deseja que seu caráter reflita a presença dele. Ore neste momento e peça a DEUS que as seguintes perguntas sirvam para inspirá-Ia a realizar boas obras em sua vida: 
· Como mulher. Você se dedica de corpo e alma para trabalhar em prol de seu marido, sua família e seu lar? Ao mesmo tempo, sente um profundo desejo de trabalhar com dignidade e ser também uma mulher digna, um exemplo de caráter em toda e qualquer situação?
· Como dona-de-casa. Você supre as necessidades da casa? Supervisiona com cuidado e atenção tudo o que faz parte de seu lar?
· Como mulher. Você cria seus filhos para amar e servir ao Senhor em obediência a Ele e para sua honra e glória? Proporciona paz de espírito a seu marido e fortalece a reputação dele na comunidade em que vocês vivem?
· Como esposa. Seu comportamento enobrece o nome e a reputação de seu marido? Você contribui positivamente para não preocupar seu marido com problemas financeiros, sahendo administrar com zelo o dinheiro destinado as despesas da casa? Seu marido confia em você e em sua sinceridade? Suas palavras o animam e o fortalecem para que ele enfrente as situações difíceis da vida? Responda honestamente: seu marido encontrou em você uma mulher virtuosa, uma mulher que ama a DEUS? Ore para que isso seja verdade e continue procurando ser a melhor esposa do mundo!
 
Enganosa é a graça, e vã, a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.
PROVÉRBIOS 31. 30
 
Vamos refletir hoje sobre outra característica de toda mulher que ama a DEUS. Fundamentando todas as admiráveis virtudes da mulher de Provérbios 31 estava uma profunda reverência ao Senhor. Embora o mundo valorize a graça e a beleza, DEUS se importa muito mais com um coração que o teme. Que tal experimentar estas atitudes de resultado comprovado, à medida que seu amor pelo Senhor aumenta?
Entregue-se a CRISTO. De acordo com o Novo Testamento, a mulher que ama a DEUS é aquela que tern um relacionamento pessoal com Ele por meio de seu Filho, JESUS CRISTO. Quando JESUS CRISTO toma conta de seu coração e de sua vida, tudo o que você faz é "como para o Senhor, e não para homens" (Colossenses 3.23).
Separe um tempo para estar com o Senhor. Por ser uma mulher que confessa que JESUS é seu Senhor, você tern o privilégio de contemplar a beleza do Senhor e de adorá-Io na beleza de sua santidade (Salmo 29.2). Portanto, procure ter uma vida equilibrada separando um tempo, diariamente, para estar na presença de DEUS e desenvolver a beleza interior que tanto agrada ao Senhor. Depois, faça o possível para manter esse equilibrio!
Aceite o plano de DEUS. Provérbios 31 traça o pIano de DEUS para sua vida. A mulher que ama a DEUS sente-se capacitada a aceitar esse pIano, a ser digna dele, a alegrar-se com todos os seus aspectos, a sobrepujá-Io e a seguí-Io com maior empenho a cada dia de sua caminhada com o Senhor.
Tenha certeza. Se você não tiver certeza de como começar um relacionamento com JESUS CRISTO, poderá fazer isto agora. Ao repetir com sinceridade as palavras desta oraçao, você estará dando o primeiro passo para crescer em santidade e beleza: 
JESUS, sei que sou pecadora, mas desejo deixar meus pecados para trás e seguir-Te. Creio que morreste por meus pecados e que, com tua ressurreição, venceste o poder do pecado e da morte. Quero aceitar-Te como meu Salvador pessoal. Entra na minha vida, Senhor JESUS, e ajuda-me a obedecer-te de agora em diante. Amem!
 
Dá-lhe do fruto das suas mãos, e de público a louvarão as suas obras.
PROVÉRBIOS 31.31
 
Monarcas, príncipes e plebeus honram e louvam as mulheres virtuosas. Hoje vislumbramos o retrato acabado de tudo o que DEUS deseja ver na vida das mulheres que o amam. Quando Provérbios 31 chega ao fim (e com ele também termina o Livro de Provérbios ou Livro da Sabedoria), vemos, enfim, o fruto de uma vida inteira de amor e serviço a outras pessoas, nascido de um coração que ama e obedece a DEUS.
Que alegria! Que glória! Que maravilhosa colheita de louvores! Todos elogiam essa mulher linda demais aos olhos de DEUS! Nestas palavras de Provérbios 31, preservadas ao longo dos seculos, ouvimos:
· A voz de seus filhos profere louvores a ela.
. A voz de seu marido proclama louvores a ela em público.
· A voz de DEUS a louva.
. Até mesmo a voz de suas obras a louva.
 
Há, porém, uma voz a ser ouvida: a sua, minha amiga. A bela mulher de Provérbios 31 não é valorizada em nossa cultura. Nosso inimigo, Satanás, bem como o mundo pecador no qual vivemos, rotulam essa beleza como indesejável. Como estão errados! Querida serva de DEUS, a mulher de Provérbios 31 personifica a verdadeira beleza. Ela exemplifica tudo o que é belo aos olhos de DEUS.
Seu louvor, minha amiga, indica que você reconhece o esplendor de tudo o que é belo aos olhos de DEUS. E a forma mais bela de louvor que você poderia oferecer é seguir os passos dessa mulher.
Você não gostaria de curvar sua cabeça agora e louvar a DEUS por ela? Com certeza, ela é uma das preciosas dádivas de DEUS para sua vida. Está descrita em Provérbios 31 para inspirá-Ia, instruí-Ia e animá-Ia quando sua visão estiver turva, quando sentir que suas prioridades estão mudando, quando não conseguir ser a mulher que DEUS quer que você seja. Uma nova visita a essa mulher, bela aos olhos de DEUS e cheia de amor por Ele, renovará sua vida, restaurará suas forças e reacenderá seu amor pelo Senhor, bem como o compromisso assumido com seu pIano para você e sua vida serem belas aos olhos dele!
 
“Enganosa é a graça e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada” –
PROVÉRBIOS 31.30.
As virtudes de uma mulher temente a DEUS são como pérolas valiosas. Ela sabe que é linda, mas o seu verdadeiro valor está dentro dela. Existem muitas conchas no mundo, mas são poucas as que trazem o valor precioso que é a pérola! A pérola que está dentro da concha é que vale infinitamente mais, não importando o tamanho, a beleza e a cor da concha. A Bíblia fala em Colossenses 3.12-14, para analisarmos realmente o que significa ser uma mulher virtuosa tendo os seguintes atributos de DEUS: Misericórdia, bondade, humildade,mansidão, longanimidade, perdão e amor, sendo que este está acima de tudo. É o dom supremo! Mulheres como Joquebede, Ana, Rute nos deixaram o exemplo de terem buscado forças Naquele que as conduziu. Pois, a beleza física o tempo destrói, isso é um fato. Temos como exemplo a rainha Vasti, que mesmo sendo muito bela acabou perdendo tudo, porque não tinha conteúdo como Ester que apenas se valeu da sua Fé em DEUS para conquistar e ser honrada, outras, como Eva, Sara, Miriã, caíram, mas o Senhor as levantou, a mulher de Ló, Dalila e Jezabel buscaram para si mesmas o que o mundo lhes oferecia e se perderam na soberba, luxúria e morte. Não é errado se sentir e querer ser bela, mas lembre-se que a mulher temente a DEUS é discreta, ponderada, tanto em suas palavras como em suas atitudes, ela não procura honras e glórias para si mesma. Será que, um dia, você terá seu nome escrito nesta galeria de mulheres que amaram a DEUS e que foram mulheres de fé, fortes e corajosas? http://virtuosasmulheres.blogspot.com.br/
 

INTERAÇÃO
Vivemos numa sociedade onde a figura da mulher tem se reduzido a mero objeto sexual. Nas danças, nas músicas sensuais, nos comerciais televisivos e nos outdoors, a sensualidade das mulheres brasileiras está na linha de frente. Entretanto, a Bíblia estabelece para a mulher cristã um papel protagonista e exuberante. Ser mulher, de acordo com a Palavra de DEUS, é ser feminina, não feminista; madura, não imatura; santa, não depravada.
A mulher cristã, em todas as esferas da sua vida, deve viver para a glória de DEUS.

OBJETIVOS
Após a aula, o aluno deverá estar apto a:
Conhecer a mulher virtuosa como esposa e mãe.
Compreender a mulher virtuosa como trabalhadora e empreendedora.
Aprender com o testemunho da mulher virtuosa como serva de DEUS.

Resumo da Lição 8 - A Mulher Virtuosa
I. A MULHER VIRTUOSA COMO ESPOSA
1. Tem a confiança e o respeito do marido.
2. Tem a admiração e o reconhecimento do marido.
II. A MULHER VIRTUOSA COMO MÃE
1. É educadora.
2. É afetuosa.
III. A MULHER VIRTUOSA COMO TRABALHADORA
1. É dona de casa.
2. É empreendedora.
IV. A MULHER VIRTUOSA COMO SERVA DE DEUS
1. Dá um bom testemunho.
2. É temente a DEUS. 
 
SINOPSE DO TÓPICO (1) A mulher virtuosa, como esposa, tem a confiança, o respeito, a admiração e o reconhecimento do marido.
SINOPSE DO TÓPICO (2) Na Bíblia, como mãe, a mulher virtuosa mostra-se educadora e afetuosa.
SINOPSE DO TÓPICO (3) A mulher virtuosa além de cuidar da tarefa doméstica, se mostra empreendedora.
SINOPSE DO TÓPICO (4) Como serva de DEUS, a mulher virtuosa é temente ao Altíssimo e dá bom testemunho

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
HENRY, Matthew. Comentário Bíblico Antigo Testamento - Jó a Cantares de Salomão. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2010.
HUGUES, Barbara. Disciplinas da Mulher Cristã. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2005.

SAIBA MAIS - Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 56, p.40.
 
Questionário da Lição 8 - A Mulher Virtuosa
Responda conforme a revista da CPAD do 4º Trimestre de 2013 - Provérbios e Eclesiastes
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas verdadeiras e com "F" as falsas
 
TEXTO ÁUREO
1- Complete:
"Mulher __virtuosa__, quem a achará? O seu __valor__ muito excede o de __rubins__" (Pv 31.10).
 
VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
O __comportamento__ e a sabedoria de uma mulher são os únicos __critérios__ capazes de a definirem como __virtuosa__.
 
Introdução
3- Que valores a mulher virtuosa prioriza?
(    ) A estética e a cultura em geral.
(    ) Valores interiores e faz de DEUS a fonte de tudo o quanto ela é e representa.
(    ) DEUS e a beleza.
 
I- A MULHER VIRTUOSA COMO ESPOSA
4- Quais são as bases do relacionamento conjugal?
(    ) A confiança e o respeito mútuo.
(    ) Sexo e prazer.
(    ) Amizade e sexo.
 
5-  O que faz o casamento fracassar?
(    ) A falta de dinheiro.
(    ) A falta de uma casa própria.
(    ) A desconfiança e o desrespeito.
 
6- Cite uma das formas de se demonstrar o amor, no casamento:
(    ) Dando um fogão de presente para a esposa.
(    ) Reconhecer a importância e o valor do cônjuge.
(    ) Dando o sustento, vestimeneta e casa para moradia ao cônjuge.
 
7- Como esse reconhecimento deve ser expresso?
(    ) Por atitudes e palavras.
(    ) Por presentes.
(    ) Por sustento.
 
II- A MULHER VIRTUOSA COMO MÃE
8- Cite as caracteristicas da mulher virtuosa como mãe:
(    ) Diciplinadora e feroz combatente da distração.
(    ) Educadora e afetuosa.
(    ) Avareza e afetuosidade.
 
9- Quais os valores da mulher virtuosa como educadora?
(    ) A força e a pureza são os seus ornamentos.
(    ) A ira e a dignidade são os seus defeitos.
(    ) A força e a dignidade são os seus vestidos.
 
10- Qual a principal causa da delinquência juvenil?
(    ) Falta de afetividade na infância.
(    ) Falta de afetividade na adolescência.
(    ) Falta de afetividade na juventude.
 
III- A MULHER VIRTUOSA COMO TRABALHADORA
11- O que faz a mulher virtuosa se sentir realizada?
(   ) Ser mãe, esposa e ter um trabalho rendoso.
(   ) Ser mãe, esposa e dona de casa.
(   ) Ser mãe, esposa e provedora do lar.
 
12- Como o esposo pode auxiliar a esposa?
(    ) Participando em suas atividades recreativas.
(    ) Mantendo financeiramente suas vaidades.
(    ) Auxiliando-a em suas atividades domésticas ou profissionais.
 
III- A MULHER VIRTUOSA COMO SERVA DE DEUS
13- Qual o contraste entre as duas mulheres de Provérbios 14.1?
(    ) Uma é inteligente e a outra é totalmente ignorante e analfabeta.
(    ) Uma é sábia e a outra é prudente.
(    ) Uma é sábia e a outra é tola.
 
14- Como é conhecido o esposo da mulher virtuosa?
(    ) Ele é estimado e honrado entre as pessoas mais pobres e se assenta entre os mais necessitados entre os anciãos.
(    ) Ele é estimado e honrado entre as autoridades e quando se assenta com os anciãos da Terra.
(    ) Ele é subestimado pelas autoridades e quando se assenta com os anciãos da Terra.
 
15- Qual a causa de muitos casamentos fracassados e desfeitos?
(    ) A calma, prudência e lucidez de alguns homens.
(    ) A falta de sabedoria, prudência e sensatez de algumas mulheres.
(    ) O amor, companheirismo e compromisso de alguns homens.
 
16- Qual a principal característica do esposo da mulher tola?
(    ) Alegre e feliz.
(    ) Famoso por sua vida de profundo amor conjugal e sucesso em sua vida profissional.
(    ) Sofredor e infeliz.
 
17- Como a mulher virtuosa preserva o seu lar?
(    ) Através de suas singulares virtudes materiais e sensuais.
(    ) Através de suas singulares virtudes espirituais e morais.
(    ) Através de suas singulares virtudes sociais e naturais.
 
RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO EM http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm 
 
AJUDA
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - Bíblia de Estudos Pentecostal.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
Peq.Enc.Bíb. - Orlando Boyer - CPAD
Bíblia de estudo - Aplicação Pessoal.
Comentário Bíblico Beacon, v.5 - CPAD.
GARNER, Paulo . Quem é quem na Bíblia Sagrada. VIDA
CHAMPLIN, R.N. O Novo e o Antigo Testamento Interpretado versículo por Versículo. (CPAD)
STAMPS, Donald C. Bíblia de Estudo Pentecostal. CPAD
O NOVO DICIONÁRIO DA BÍBLIA – Edições Vida Nova – J. D. Douglas
Dicionário Bíblico Wycliffe - Charles F. Pfeiffer, Howard F. Vos, João Rea - CPAD.
Dicionário Vine antigo e novo testamentos - CPAD.
25 Maneiras de Valorizar as Pessoas - Autores: João C. Maxwell & Les Parrott, PH. D. - Editora: SEXTANTE
Estudo no Livro de Provérbios - Antônio Neves de Mesquita - Editora Vida
Teologia do Antigo Testamento - Walter C. Kaiser Jr. - Vida Nova
James, por Hendrickson Publishers - Edição Contemporânea, da Editora Vida, Traduzido pelo Rev. Oswaldo Ramos.
http://www.gospelbook.net
www.ebdweb.com.br
http://www.escoladominical.net
http://www.portalebd.org.br/