quinta-feira, 29 de abril de 2010

LIÇÃO 5 - O PODER DA INTERCESSÃO

Index Estudos EBD Discipulado Mapas Igreja Ervália Corinhos Figuras1 Figuras2 Vídeos Fotos




LIÇÃO 5 - O PODER DA INTERCESSÃO
Lições Bíblicas Aluno - Jovens e Adultos - 2º Trimestre de 2010
Jeremias - Esperança em tempos de crise
Comentários da revista da CPAD: Pr. Claudionor de Andrade
Consultor Doutrinário e Teológico da CPAD: Pr. Antonio Gilberto
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev.. Luiz Henrique de Almeida Silva
QUESTIONÁRIO





TEXTO ÁUREO
"E, quanto a mim, longe de mim que eu peque contra o SENHOR, deixando de orar por vós; antes, vos ensinarei o caminho bom e direito" (1 Sm 12.23).



VERDADE PRÁTICA
Orar é preciso; interceder é a obrigação de todo o povo de DEUS.



LEITURA DIÁRIA
Segunda Êx 32.30-35 A intercessão de Moisés
Terça 1 Sm 12.23 A intercessão de Samuel
Quarta 2 Cr 6.19-42 A intercessão de Salomão
Quinta Dn 9.3-19 A intercessão de Daniel
Sexta Cl 1.9-11 A intercessão de Paulo
Sábado Jo 17 A intercessão de JESUS

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Jeremias 14.1-3,7,8,10; 15.1.
1 A palavra do SENHOR, que veio a Jeremias, a respeito da grande seca. 2 Anda chorando Judá, e as suas portas estão enfraquecidas; andam de luto até ao chão, e o clamor
de Jerusalém vai subindo. 3 E os seus mais ilustres mandam os seus pequenos buscar água; vêm às cavas e não acham água; voltam com os seus cântaros vazios, e envergonham-se, e confundem-se, e cobrem a cabeça.

7 Posto que as nossas maldades testifiquem contra nós, ó SENHOR, opera tu por amor do teu nome; porque as nossas rebeldias se multiplicaram; contra ti pecamos. 8 Oh! Esperança de Israel, Redentor seu no tempo da angústia! Por que serias como um estrangeiro na terra e como o viandante que se retira a passar a noite?

10 Assim diz o SENHOR acerca deste povo: Pois que tanto amaram o afastar-se e não detiveram os pés; por isso, o SENHOR se não agrada deles, mas agora se lembrará da maldade deles e visitará os seus pecados.

14.1 A RESPEITO DA GRANDE SECA. Este capítulo fala dos efeitos calamitosos de uma seca que veio sobre o povo e a terra de Israel. DEUS enviou essa catástrofe natural contra Judá nos anos finais da nação, devido à infidelidade do povo a DEUS e ao seu concerto (cf. Lv 26.18,19; Dt 28.22-24). O povo rejeitara a DEUS a fonte das águas vivas (2.13) e agora ficaria sem suprimento de água natural.
14.7-12 AS NOSSAS MALDADES TESTIFIQUEM CONTRA NÓS, Ó SENHOR. O povo clamou a DEUS, pedindo chuva, mas o Senhor não respondeu suas orações, como testemunho do juízo inevitável que o povo enfrentaria por causa do seu pecado.
14.14 OS PROFETAS PROFETIZAM FALSAMENTE. O povo de DEUS deve saber que certos profetas do seu meio podem profetizar mentiras e afirmar falsamente que receberam visões da parte do Senhor. Por isso, todos os profetas devem ser provados segundo as normas bíblicas (ver 1 Co 14.29)
14.17 OS MEUS OLHOS DERRAMEM LÁGRIMAS. Mais uma vez, Jeremias expressa profunda tristeza por causa do juízo que virá sobre o povo de DEUS e a terra prometida (cf. 9.18; 13.17; ver 9.1-26).

Jeremias 15.1.
1 Disse-me, porém, o SENHOR: Ainda que Moisés e Samuel se pusessem diante de mim, não seria a minha alma com este povo; lança-os de diante da minha face, e saiam.
15.1-9 DISSE-ME, PORÉM, O SENHOR. Nestes versículos, DEUS responde à intercessão que Jeremias fez em 14.19-22. O povo rejeitara a DEUS e continuava na apostasia, por isso a destruição de Jerusalém e o exílio em Babilônia eram inevitáveis. DEUS disse que não atenderia nem mesmo a intercessão de Moisés e de Samuel, caso eles intercedessem perante Ele pelo povo.
15.1 MOISÉS E SAMUEL. Trata-se de dois grandes intercessores que, no passado, tinham suplicado perante DEUS pelos filhos de Israel (cf. Êx 32.11-14,30-32; Nm 14.13-20; Dt 9.13-19; 1 Sm 7.8,9; 12.19-25). Se no tempo de Jeremias, Moisés e Samuel ainda vivessem na terra e intercedessem pelos israelitas, DEUS não os atenderia.
15.4 POR CAUSA DE MANASSÉS. Manassés foi o rei mais ímpio de Israel; ele conduziu o povo à grande apostasia (2 Rs 21.10-15; 23.26; 24.3). Manassés já morrera, mas os efeitos dos seus pecados continuavam. O castigo viria porque o povo persistia na infidelidade e rebeldia induzido por Manassés.

A INTERCESSÃO É UM DOS TIPOS DE ORAÇÃO, COMO VEMOS NO QUADRO ABAIXO ALGUNS EXEMPLOS:




INTERCESSÃO:

(ORANDO PELOS OUTROS, COLOCANDO-SE NO LUGAR DE OUTREM, INDO A DEUS A FAVOR DE E RESISTINDO A SATANÁS QUE ESTÁ CONTRA). É UM ENCONTRO COM DEUS E UM CONFRONTO COM SATANÁS.
A intercessão é tão importante que DEUS quando vai fazer algo que influencie o quotidiano humano, ELE primeiro fala aos seus servos na terra para que estes intercedam para que aconteça, caso seja bom, ou intercedam para que não aconteça, caso seja mau. (2 Rs 24.2; Jr 25.4; Jn ) Amós 3.7 = Certamente o Senhor JEOVÁ não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas.

Exemplo: Quando DEUS quis destruir Sodoma e Gomorra primeiro falou com Abraão (Gn 18.17), quando DEUS quis destruir o povo hebreu, primeiro falou com Moisés (Ex 32.9,10), Quando quis enviar libertação do cativeiro primeiro falou com Daniel (Dn 9.2), quando quis castigar o povo de Israel primeiro falou com seus profetas (Jr 7.25; 11.7; Jr 25.4; 26.5; 29.19; 35.15; 44.4). Quando quis mandar o salvador, primeiro falou com os profetas (Dt 18.15; At 28.25; Hb 1.1).

Note que ao pensar em destruir Sodoma e Gomorra, DEUS não se lembrou de Ló e sua família, mas de Abraão, porque Abraão era um Intercessor (Gn 19.29).

Quando nosso filho, ou filha, ou mãe, ou pai, ou marido, ou esposa, ou parente, ou amigo, ou conhecido, ou desconhecido, qualquer pessoa estiver em perigo, DEUS recorrerá a nós para orarmos intercedendo, isso se nós estivermos ali na brecha (Ez 22.30), para interceder, ou seja estivermos prontos para orar costumeiramente todos os dias em favor daqueles que precisam de nossas orações.

VEJA Lc 13.1-9 = É por isso que às vezes cai um avião, ou outra catástrofe acontece e escapa uma pessoa só, ela tinha um intercessor orando por ela e os outro não.

Ez 22.30 E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.
Is 53:12; Jo 17:9; Rm 8:34 ; Hb 7:25 ; 1 Tm 2:1; 1 Sm 19:4, 25:24; Fm 10; Jó 9:32 -35; Is 62:6, 59:16;
Ez 22:30,31: SE NÃO TIVER INTERCESSOR A IGREJA SOFRE.

EXEMPLO DE ABRAHÃO: Gn 18:17, 19:29 – DE MOISÉS: Gn 32:10-14; 32:32, 33:18

OBS.: VEJA ESTUDO SOBRE DOM DE LÍNGUAS, QUEM ORA EM LÍNGUAS EDIFICA-SE A SI MESMO E PODE CHEGAR A SER USADO PELO ESPÍRITO SANTO NA ORAÇÃO INTERCESSÓRIA COM GEMIDOS INEXPRIMÍVEIS. http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/orarnoespiritosanto.htm

JESUS É INTERCESSOR COMO HOMEM E COMO DEUS.
DEUS ESTÁ NA TERRA, DENTRO DE NÓS (ESPÍRITO SANTO);
O HOMEM ESTÁ NO CÉU NUM CORPO DE HOMEM (GLORIFICADO.
EM JESUS CRISTO, NOSSO INTERCESSOR)


TEMOS DOIS INTERCESSORES A QUEM BUSCAR:

JESUS É NOSSO INTERCESSOR NO CÉU: Rm 8.34
Quem os condenará? Pois é CRISTO quem morreu ou, antes, quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de DEUS, e também intercede por nós.
Hb 2.18 Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados.


O ESPÍRITO SANTO É NOSSO INTERCESSOR NA TERRA: (Rm 8.26,27)
E da mesma maneira também o ESPÍRITO ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo ESPÍRITO intercede por nós com gemidos
inexprimíveis. E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do ESPÍRITO; e é ele que segundo DEUS intercede pelos santos.



Definição de Intercessão:
Interceder é colocar-se no lugar de outro e pleitear a sua causa, como se fora sua própria. É estar entre DEUS e os homens, a favor destes, tomando seu lugar e sentindo sua necessidade de tal maneira que luta em oração até a vitória na vida daquele por quem intercede.
Há muitas definições que nós poderíamos dar sobre intercessão. A mais simples está na Bíblia: "Orai uns pelos outros" (Tg. 5:16). Ela está cheia de exemplos: Abraão suplicou por Ló e este foi liberto da destruição de Sodoma e Gomorra; Moisés intercedeu por Israel apóstata e foi ouvido; Samuel orou constantemente pela nação; Daniel orou pela libertação do seu povo do cativeiro; Davi suplicou pelo povo; CRISTO rogou por Seus discípulos e fez especial intercessão por Pedro; Paulo é exemplo de constante intercessão. Toda a Igreja é chamada ao fascinante ministério da intercessão.
O intercessor é o que vai a DEUS não por causa de si mesmo, mas por causa dos outros. Ele se coloca numa posição de sacerdote, entre DEUS e o homem, para pleitear a causa.
Intercessão é dar à luz no reino do espírito às promessas e propósitos de DEUS. É uma oração para que a vontade de DEUS seja feita na vida de outros; é descobrir o que está no coração de DEUS e orar para que isso se manifeste.
DEUS levanta hoje um verdadeiro exército de intercessores. Ele está para trazer à Terra o maior derramamento do ESPÍRITO já testemunhado. Para tanto, Seu ESPÍRITO traz ao Corpo de CRISTO um peso de intercessão, pois a oração intercessória é a ferramenta usada por Ele para manifestar na vida dos homens Seus poderosos feitos.
Interceder é ver a necessidade da intervenção de DEUS nas mais diversas situações. É captar a mente de CRISTO, de modo a ver as circunstâncias como CRISTO as vê, e unir-se a Ele em súplica para que DEUS se mova de tal maneira que sua vontade e propósito Divinos sejam cumpridos nas vidas dos homens e das nações.

Etimologia da Palavra
Etimologicamente, podemos considerar a palavra no hebraico, grego e português. É interessante estudarmos o significado das palavras nas línguas originais, porque em assim fazendo temos um entendimento melhor do que elas significam.
Paga (hebraico) - Vem da raiz de uma palavra que significa "colidir pela violência". Paga segundo a Concordância de Strong, quer dizer: "colidir, encontrar, por acidente ou violência, ou (figuradamente) pela importunação. Vir (entre), suplicar, cair (sobre), fazer intercessão, interceder, pleitear, prostrar, encontrar com (juntos), suplicar, orar, alcançar, correr". É esta a palavra usada em Is. 55:12; Jr. 7:16; 27:18; 36:25.
O Léxico Hebraico-Caldeu do Velho Testamento, de H.W.F. Gesenius, ressalta vários significados existentes na raiz da palavra. Destacamos: "Vir sobre ou contra, quer de propósito ou acidentalmente, quer violenta ou levemente; num bom sentido, assaltar alguém com petições, orações; instá-lo; encontrar-se com; alcançar alguém; fazer uma aliança com alguém..."
Interessantes são também as expressões: "colocar-se na brecha", para defender alguém (Ez. 13:5; 22:30; SI. 106:23) e "erguer um muro em torno de alguém" (Ez. 13:6; 22:30).
Ënteuxis (grego) - (substantivo) De acordo com W. E. Vine, em seu Expository Dictionary of the New Testament Words, "primariamente denota encontrar-se com; então, uma conversação; uma petição; é um termo técnico de aproximação de um rei, bem como para a aproximação de DEUS em intercessão; é traduzido para oração em I Tm. 4:5 e no plural em I Tm. 2:1 (isto é, procurando a presença e ouvindo de DEUS a favor de outros).
Entugchano (grego) - (verbo) Segundo W. E. Vine, "primariamente harmonizar-se com, encontrar-se com o fim de conversar; então, fazer petição, especialmente intercessão, pleitear com uma pessoa, tanto a favor quanto contra outros;
(a) contra: At. 25:24; Rm. 11:2;
(b) a favor: Rm. 8:27,34; Hb. 7:25.
Huperentugcha no grego - Interceder a favor de; fazer intercessão por.
Interceder, segundo o Dicionário de Aurélio, é "pedir, rogar, suplicar (por outrem); intervir (a favor de alguém ou de algo)"
O Dicionário da Bíblia, de Nelson, declara: "O ato de peticionar a DEUS ou orar a favor de outra pessoa ou grupo."

A natureza pecaminosa deste mundo separa os seres humanos de DEUS. Tem sido necessário, portanto, que pessoas justas vão a DEUS buscar reconciliação entre Ele e Sua criação caída."

Encontro e Confronto
A palavra hebraica, paga, para intercessão, tem dois aspectos: O primeiro é de luta, violência, choque e denota confronto. O outro, de encontro, colocar-se entre, orar, suplicar. Concluímos, pois, que a intercessão tem duas facetas: Uma de confronto com o inimigo e outra de encontro com o Rei.
O homem não tem autoridade para confrontar o seu Criador. Vamos a DEUS com uma atitude de quebrantamento e submissão. Contra quem, pois, se colide na intercessão? Contra o que se opõe aos planos de DEUS na vida dos filhos dos homens.
No sentido lato da palavra, interceder é enfrentar as forças opostas de Satanás, colidindo contra elas, pela batalha espiritual, e colocar-se diante de DEUS, firmado em Suas promessas, a fim de pleitear a causa de outros; é um encontro com DEUS e um confronto com Satanás, a favor dos homens.

INTERCESSÃO
Interceder é colocar-se no lugar de outro e pleitear a sua causa, como se fora sua própria. É estar entre DEUS e os homens, a favor destes, tomando seu lugar e sentindo sua necessidade de tal maneira que luta em oração até a vitória na vida daquele por quem intercede.
Há muitas definições que nós poderíamos dar sobre intercessão. A mais simples está na Bíblia: "Orai uns pelos outros" (tg. 5:16). Ela está cheia de exemplos: Abraão suplicou por Ló e este foi liberto da destruição de Sodoma e Gomorra; Moisés intercedeu por Israel apóstata e foi ouvido; Samuel orou constantemente pela nação; Daniel orou pela libertação do seu povo do cativeiro; Davi suplicou pelo povo; CRISTO rogou por Seus discípulos e fez especial intercessão por Pedro; Paulo é exemplo de constante intercessão. Toda a Igreja é chamada ao fascinante ministério da intercessão.
O intercessor é o que vai a DEUS não por causa de si mesmo, mas por causa dos outros. Ele se coloca numa posição de sacerdote, entre DEUS e o homem, para pleitear a sua causa.
Intercessão é dar à luz no reino do espírito às promessas e propósitos de DEUS. É uma oração para que a vontade de DEUS seja feita na vida de outros; é descobrir o que está no coração de DEUS e orar para que isso se manifeste.
DEUS levanta hoje um verdadeiro exército de intercessores. Ele está para trazer à Terra o maior derramamento do ESPÍRITO já testemunhado. Para tanto, Seu ESPÍRITO traz ao Corpo de CRISTO um peso de intercessão, pois a oração intercessória é a ferramenta usada por Ele para manifestar na vida dos homens Seus poderosos feitos.
Interceder é ver a necessidade da intervenção de DEUS nas mais diversas situações. É captar a mente de CRISTO, de modo a ver as circunstâncias como CRISTO as vê, e unir-se a Ele em súplica para que DEUS se mova de tal maneira que Sua vontade e propósito Divinos sejam cumpridos nas vidas dos homens e das nações.
Interceder é combater
O primeiro aspecto da intercessão, é de combate. Você vai perguntar: Por que combate na intercessão? Saiba que não é DEUS Quem retém as bênçãos do Seu povo. Muita gente pensa que Ele é o nosso problema. Absolutamente não! Ele não é o meu problema, é a fonte da minha benção. O ladrão é quem procura segurar a benção no caminho. Suponhamos que eu tenha dado uma Bíblia para o Antônio e o José a tenha segurado, impedindo que ela chegue ao seu verdadeiro destino.
Onde está a Bíblia? Já a despachei para o Antônio. Se ela ainda não está em suas mãos, onde irá procura-la? Contra quem irá lutar? Contra mim, ou contra quem reteve a Bíblia? É claro que é contra o José.
DEUS já despachou do Céu tudo quanto é necessário para uma vida de vitória. Tudo é meu em CRISTO JESUS. Ele já pagou o preço para que eu tenha a vitória, paz, saúde, prosperidade. Tudo o que é de DEUS é meu. Seus tesouros são meus, em CRISTO JESUS. Por que, então, vivo na miséria, preso, derrotado, oprimido, amarrado? Alguém segurou a minha benção no caminho e agora nós vamos brigar. É a vez de voltar-me para o inimigo e declarar: "Se CRISTO pagou o preço, seu atrevido, tira a mão de cima, porque eu vou entrar agora na batalha, na autoridade de CRISTO JESUS". Este é um aspecto da intercessão, paga, ir contra. Se o inimigo chegar perto, ele vai ver que o justo é ousado como um leão. É a essa atitude que chamamos de combate espiritual e eis aí por que chamamos o intercessor de guerreiro de oração.
O intercessor se coloca face a face com DEUS e face a face com Satanás. Quanto mais você intercede, mais verá a cara do inimigo, como é feia. Haverá guerra! Mas glória a DEUS, porque quanto mais você combate, mais se transforma em um guerreiro firme, que não tem medo da batalha. Quando vem a guerra, você está de prontidão, arregaça as mangas e vai à luta. Por quê? Porque você já sabe que Satanás está derrotado. Essa é uma luta cuja vitória já foi ganha na cruz do Calvário há dois mil anos atrás; e como Morris Cerullo gosta de dizer, "tudo o que eu tenho que aprender é como vencer um inimigo que já está derrotado." Satanás nenhuma autoridade tem sobre você meu irmão, nenhuma. Só aquela que você lhe der. Mas se você nada lhe der, ele nada terá. Ele não tem armas legítimas para lutar contra você; porém você as tem. Você tem armas poderosas em DEUS para enfrenta-lo e vencê-lo. Ele tem uma boca grande, fala muito alto e faz a guerra com um pacote de mentiras, procurando trazê-las aos seus ouvidos, a fim de enfraquecer o seu espírito de combate. Todavia, se você conhece as suas maquinações, e não lhe dá ouvidos, não se rebaixa para ouvi-lo, porque o lugar dele é debaixo dos seus pés, ele será para você um inimigo derrotado.
Não se impressione com o rugir inimigo. Faz muito barulho, ruge como um leão, mas não é um leão. JESUS é quem é o Leão da tribo de Judá, e ele procura imitá-LO, mas só faz barulho, só ruge. É como na história do peregrino: quando ele chega para entrar no castelo, feliz depois de vencidos tantos obstáculos, encontra um leão na porta de entrada. Logo, porém, descobre que este está amarrado, não faz nada, só mete medo, intimida com sua presença e seu rugir. Não tenha medo do falso leão, pois está sob o controle do Altíssimo, em nome de JESUS.
O cristão como intercessor
"Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de, súplicas, orações e intercessões, ações de graça, em favor de todos os homens" (1 Tm. 2:1).
"...e orai [também] uns pelos outros, para serdes curados e restaurados [a um vigor espiritual de mente e coração]. A fervorosa (sincera, continua) oração do justo torna um tremendo poder disponível (dinâmico em sua operação)" (Tg. 5:16 - Amp).
O intercessor é aquele que se coloca entre DEUS e (os homens, a favor destes, para pleitear sua causa, como se fosse própria. É aquele que se coloca entre vivos e mortos para que cesse a praga (Nm, 16:48). É aquele que tem o seu espírito afinado ao ESPÍRITO de DEUS e consegue captar os pesos do Seu coração e se devota a orar por outros, sob Sua liderança, até que o cetro de DEUS se levante, isto é, até que a causa seja ganha.
A intercessão visa alterar circunstâncias contrárias à vontade perfeita de DEUS, levando-as a se harmonizarem com a mesma. O crente é o canal de DEUS na terra, não só da proclamação da Sua Palavra, da Sua vontade e obra da Redenção, mas também de intercessão. Como isso funciona? Sintetizando o que estamos procurando transmitir, diríamos:
1 - DEUS tem um propósito para o homem em Seu coração. Esse propósito tem sido revelado na Bíblia e em CRISTO.
2 - JESUS intercede junto ao Pai de acordo com esse propósito. Como representante do homem no Céu, JESUS fala por ele.
3 - O ESPÍRITO SANTO ouve o que JESUS fala e revela Seus desejos ao espírito do crente. É ali que Ele habita e faz o elo de ligação entre DEUS e o cristão. Ele traz o que está no coração de DEUS para o coração do crente.
4 - O intercessor fala e ora em linha com a revelação recebida pelo ESPÍRITO SANTO. Quando ele abre a boca para orar movido pelo ESPÍRITO, uma perfeita harmonia se estabelece entre o Céu e a terra.
5 - É desencadeada a manifestação do poder de DEUS nas circunstâncias a serem alteradas e que foram objeto de oração, provocando uma mudança.
O Chamado à Intercessão
Todo cristão é chamado a exercer o sacerdócio. Sacerdote é o que se coloca diante de DEUS no lugar do homem, levando suas necessidades à presença dAquele que somente pode intervir miraculosamente na vida da raça humana, l Pedro 2:9 declara:
"Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de DEUS, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para Sua maravilhosa luz."
Ocupar a função sacerdotal implica necessariamente em ministrar a DEUS a favor dos homens. É verdade que todos têm acesso à DEUS, através de CRISTO JESUS, porém é também verdade que a Bíblia nos exorta a orar uns pelos outros e fazer súplicas e intercessões por todos os homens. É um imperativo, um chamado, um dever, um privilégio. Por causa de tudo quanto já estudamos, é premente a necessidade de intercessores.
Você poderá dizer: Mas DEUS já não proveu JESUS, como nosso intercessor? Isso não basta? Não, isso não basta. A terra é ainda dos filhos dos homens e é nela que as batalhas se travam. Em CRISTO temos uma aliança com DEUS, mas ainda é através dos homens que tudo se realiza na terra. O que acontece com CRISTO, como o Intercessor provido pelo Pai, é que Ele tem autoridade de nos representar diante de DEUS e, pelo Seu ESPÍRITO, tanto mudou nossa natureza, nos regenerou, elevando-nos à posição de filhos de DEUS, como vive em nós. Isso nos garante uma presença sobrenatural para nos guiar num viver de acordo com Seus propósitos. Por causa do ESPÍRITO SANTO em nós, que nos revela todas as coisas, podemos agora falar e orar em perfeita linha com a vontade do Pai. Mas coloque isso em seu coração: Você e eu somos a boca através da qual o ESPÍRITO SANTO vai orar na terra o que JESUS ora no Céu. Através de nós, Ele intercederá com "gemidos inexprimíveis."
Convém a esta altura salientar que assim como Satanás só opera na terra, porque encontra o consentimento dos homens, DEUS também opera na terra através do mesmo consentimento e instrumentalidade. Temos que abrir a boca aqui e dizer o que DEUS diz no Céu, e é quando essa harmonia acontece, que as circunstâncias mudam, vidas são arrancadas do inferno, avivamentos rompem, cadeias são quebradas, DEUS é temido, obedecido e glorificado.
A Intercessão é Prioridade
A intercessão deve ser uma das prioridades da vida do cristão. Todo crente é chamado a interceder. Há pessoas que têm um ministério de intercessão, com uma unção especial para tanto, mas cada crente tem uma vocação de DEUS para interceder; É um imperativo. Quem não o faz, não exerce seu sacerdócio. Paulo é enfático ao dizer:
"Antes de tudo, pois, morto que se use a prática de súplicas, orações e intercessões, ações de graça, em favor de todos os homens " (1 Tm. 2:1).
Fazer intercessões e súplicas por todos, deve ser uma prática em nossa vida.
Insistimos no princípio: DEUS nada faz na terra, a não ser por meio da intercessão. Amado, nós temos que nos arrepender da nossa falta de intercessão. Cada oração nossa realiza alguma coisa no reino do espírito. Um dia que passamos sem interceder, é um dia em que perdemos a oportunidade de criar alguma coisa no mundo espiritual, com conseqüências no mundo natural, sendo que esta oportunidade não mais voltará.
Muitas crises surgem em nossas vidas por falta de oração. Muitas vezes o ESPÍRITO nos traz uma direção, uma luz ou impressão, mas não queremos nos devotar à intercessão e, então, sofremos, desastres acontecem na vida de outros, almas vão para o inferno e angústias que poderiam ter sido evitadas pela oração, dilaceram muitas almas.
Somos chamados a interceder! Não responder a esse chamado do Trono é estar em pecado. O profeta Samuel, diante do pedido do povo para que clamasse a seu favor, para que não morressem por causa dos seus próprios pecados, fez uma tremenda declaração que deveria ser um desafio para nós também:
"E quanto a mim, longe de mim esteja o pecar contra o Senhor, deixando de orar por vós; eu vos ensinarei o caminho bom e direito" (1 Sm. 12:23).
DEUS tem um propósito para o homem em Seu coração, e precisa dos Seus filhos para que esse propósito se estabeleça.
E o que é intercessão senão trazer a vontade de DEUS à vida dos homem, da Igreja e das nações? Se entendermos isso, não esperaremos sobrar um tempinho para orar, mas faremos da intercessão uma das prioridades em nossa vida.SÉRIE ESCOLA DE ORAÇÃO (LIVRO)


A INTERCESSÃO (CPAD - BEP)
Dn 9.3 “E eu dirigi o meu rosto ao Senhor DEUS, para o buscar com oração, e rogos, e jejum, e pano de saco, e cinza.”
Pode-se definir a intercessão como a oração contrita e reverente, com fé e perseverança, mediante a qual o crente suplica a DEUS em favor de outra pessoa ou pessoas que extremamente necessitem da intervenção divina. A oração de Daniel no cap. 9 é uma oração intercessória, pois ele ora contritamente em favor da restauração de Jerusalém e de todo o povo de Israel. A Bíblia nos fala da intercessão de CRISTO e do ESPÍRITO SANTO, e de numerosos santos, homens e mulheres do antigo e do novo concerto.

A INTERCESSÃO DE CRISTO E DO ESPÍRITO SANTO.
1) JESUS, no seu ministério terreno, orava pelos perdidos, os quais Ele viera buscar e salvar (Lc 19.10). Chorou, quebrantado, por causa da indiferença da cidade de Jerusalém (Lc 19.41). Orava pelos seus discípulos, tanto individualmente (ver Lc 22.32) como pelo grupo todo (Jo 17.6-26). Orou até por seus
inimigos, quando pendurado na cruz (Lc 23.34).
2) Um aspecto permanente do ministério atual de CRISTO é o de interceder pelos crentes diante do trono de DEUS (Rm 8.34; Hb 7.25; 9.24; ver 7.25); João refere-se a JESUS como “um Advogado para com o Pai” (ver 1Jo 2.1). A intercessão de CRISTO é essencial à nossa salvação (cf. Is 53.12). Sem a sua graça, misericórdia e ajuda, que recebemos mediante a sua intercessão, nós nos desviaríamos de DEUS e voltaríamos à escravidão do pecado.
3) O ESPÍRITO SANTO também está empenhado na intercessão. Paulo declara: “não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo ESPÍRITO intercede por nós com gemidos inexprimíveis” (Rm 8.26). O ESPÍRITO SANTO, através do espírito do crente, intercede “segundo DEUS” (Rm 8.27). Portanto, CRISTO intercede pelo crente, no céu, e o ESPÍRITO intercede dentro do crente, na terra.

A INTERCESSÃO DO CRENTE. A Bíblia refere-se constantemente às orações intercessórias do crente e registra numerosos exemplos de orações notáveis e poderosas.
1) No AT, os líderes do povo de DEUS, tais como os reis (1Cr 21.17; 2Cr 6.14-42), profetas (1Rs 18.41-45; Dn 9) e sacerdotes (Ed 9.5-15; Jl 1.13; 2.17,18), deviam ser exemplos na oração intercessória em prol da
nação. Exemplos marcantes de intercessão no AT, são as orações de Abraão em favor de Ismael (Gn 17.18) e de Sodoma e Gomorra (Gn 18.23-32), as orações de Davi em favor de seus filhos (2Sm 12.16; 1Cr 29.19), e as de Jó em favor de seus filhos (Jó 1.5). Na vida de Moisés, temos o exemplo supremo no
AT, quanto ao poder da oração intercessória. Em várias ocasiões ele orou intensamente para DEUS alterar a sua vontade, mesmo depois de o Senhor declarar-lhe aquilo que Ele já resolvera executar. Por exemplo, quando os israelitas se rebelaram e se recusaram a entrar em Canaã, DEUS falou a Moisés que iria destruí-los e fazer de Moisés uma nação maior (Nm 14.1-12). Moisés, então, levou o assunto ao Senhor em oração e implorou em favor dos israelitas (Nm 14.13-19); no fim da sua oração, DEUS lhe disse: “Conforme à tua palavra, lhe perdoei” (Nm 14.20; ver também Êx 32.11-14; Nm 11.2; 12.13; 21.7; 27.5; ver o estudo A ORAÇÃO EFICAZ). Outros poderosos intercessores do AT são Elias (1Rs 18.21-26; Tg 5.16-18), Daniel (9.2-23) e Neemias (Ne 1.3-11).
2) O NT apresenta mais exemplos, ainda, de orações intercessórias. Os evangelhos registram como os pais e outras pessoas intercediam com JESUS em favor dos seus entes queridos. Os pais rogavam a JESUS para que curasse seus filhos doentes (Mc 5.22-43; Jo 4.47-53); um grupo de mães pediu que JESUS abençoasse seus filhos (Mc 10.13). Certo homem de posição implorou, pedindo a cura de seu servo (Mt 8.6-13), e a mãe de Tiago e João intercedeu diante de JESUS em favor deles (Mt 20.20,21).

3) A igreja do NT intercedia constantemente pelos fiéis. Por exemplo, a igreja de Jerusalém reuniu-se a fim de orar pela libertação de Pedro da prisão (At 12.5, 12). A igreja de Antioquia orou pelo êxito do ministério de Barnabé e de Paulo (At 13.3). Tiago ordena expressamente que os presbíteros da igreja
orem pelos enfermos (Tg 5.14) e que todos os cristãos orem “uns pelos outros” (Tg 5.16; cf. Hb 13.18,19). Paulo vai mais além, e pede que se faça oração em favor de todos (1Tm 2.1-3).

4) O apóstolo Paulo, quanto à intercessão, merece menção especial. Em muitas das suas epístolas, discorre a respeito das suas próprias orações em favor de várias igrejas e indivíduos (e.g., Rm 1.9,10; 2Co 13.7; Fp 1.4-11; Cl 1.3,9-12; 1Ts 1.2,3; 2Ts 1.11,12; 2Tm 1.3; Fm .4-6). Vez por outra fala das suas orações intercessórias (e.g., Ef 1.16-18; 3.14-19; 1Ts 3.11-13). Ao mesmo tempo, também pede as orações das igrejas por ele, pois sabe que somente através dessas orações é que o seu ministério terá plena eficácia (Rm 15.30-32; 2Co 1.11; Ef 6.18-20; Fp 1.19; Cl 4.3,4; 1Ts 5.25; 2Ts 3.1,2).

PROPÓSITOS DA ORAÇÃO INTERCESSÓRIA. Nas numerosas orações intercessórias da Bíblia, os santos de DEUS intercediam para que DEUS sustasse o seu juízo (Gn 18.23-32; Nm 14.13-19; Jl 2.17), que restaurasse o seu povo (Ne 1; Dn 9), que livrasse as pessoas do perigo (At 12.5,12; Rm 15.31), e que abençoasse o seu povo (Nm 6.24-26; 1Rs 18.41-45; Sl 122.6-8). Os intercessores também oravam
para que o poder do ESPÍRITO SANTO viesse sobre os crentes (At 8.15-17; Ef 3.14-17), para que alguém fosse curado (1Rs 17.20-23; At 28.8; Tg 5.14-16), pelo perdão dos pecados (Ed 9.5-15; Dn 9; At 7.60), para DEUS dar capacidade às pessoas investidas de autoridade para governarem bem (1Cr 29.19;
1Tm 1.1,2), pelo crescimento na vida cristã (Fp 1.9-11; Cl 1.10,11), por pastores para que sejam capazes (2Tm 1.3-7), pela obra missionária (Mt 9.38; Ef 6.19,20), pela salvação do próximo (Rm 10.1) e para que os povos louvem a DEUS (Sl 67.3-5). Qualquer coisa que a Bíblia revele como a perfeita vontade de DEUS para o seu povo pode ser um motivo apropriado para a oração intercessória.


INTERAÇÃO
Professor, na lição de hoje, vamos estudar a respeito da intercessão do profeta Jeremias em favor de Judá. Os falsos profetas iludiram o povo com suas mentiras, induzindo-os ao erro. Todavia, o profeta Jeremias se levanta e faz uma intercessão em favor do seu povo. Ele sabia que DEUS desejava restaurá-los.Somente a intercessão poderia remover a dureza dos corações, fazendo com que deixassem o pecado. Jeremias, dia e noite, suplicava por seu povo e não se mostrava indiferente à sorte da sua nação. Atualmente, precisamos orar pelo avanço do Reino de DEUS em nossa pátria. Como está a sua vida de oração? Você tem sido um intercessor?

OBJETIVOS
Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
Compreender o que é intercessão segundo os padrões bíblicos.
Explicar por que Jeremias intercedia por Judá, mesmo sabendo que o povo estava afastado de DEUS.
Saber que a intercessão é uma recomendação bíblica.


ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA
Professor, reproduza o esquema abaixo no quadro-de-giz. Inicie a lição fazendo as seguintes perguntas: Como está a sua vida de oração? Você tem intercedido, diariamente, para o avanço do Reino de DEUS em nossa nação? Ouça com atenção os alunos. Depois, exponha a definição de intercessão apresentada no tópico I. Em seguida, utilize o esquema abaixo para mostrar que na Bíblia encontramos servos de DEUS intercedendo, rogando e orando a DEUS em favor de alguém. Encerre orando com seus alunos.

ORAÇÃO SIGNIFICADO REFERÊNCIA
Intercessão Suplicar em favor de alguém diante de DEUS Is 53.12; Rm 8.26,27
Rogo Pleitear, pedir com urgência, persuadir Êx 33.13; Jz 6.39
Petição Pedido intenso, solicitação, requisição 1 Sm 1.17
Súplica Pedido de misericórdia Sl 30.8


COMENTÁRIO

Palavra Chave: Intercessão Do lat. intercessionem. Súplica em favor de outrem. Sofrer com os que sofrem; chorar com os que choram.

REFLEXÃO "A oração abre o seu coração para o poder transformador do ESPÍRITO SANTO." Jim George





RESUMO DA LIÇÃO 5 - O PODER DA INTERCESSÃO
I. O QUE É A INTERCESSÃO
1. Definição.
2. A eficácia da oração intercessória.
II. JEREMIAS INTERCEDE POR JUDÁ
1. A intercessão.
2. DEUS rejeita a intercessão de Jeremias.
3. A persistência da intercessão de Jeremias.
III. POR QUE DEVEMOS INTERCEDER
1. É uma recomendação bíblica.
2. É uma demonstração do amor cristão.
3. É um exercício de piedade.
CONCLUSÃO - Chegou o momento de cultivar o
ministério da intercessão.

SINOPSE DO TÓPICO (1) A intercessão é uma das maiores demonstrações de amor. Ela deve fazer parte da vida do verdadeiro cristão
SINOPSE DO TÓPICO (2) Jeremias não ficou indiferente à sorte de seu povo. Ele intercedeu dia e noite em favor da nação.
SINOPSE DO TÓPICO (3) - A Palavra de DEUS, do Gênesis ao Apocalipse, nos exorta a intercedermos

AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO I - Subsídio Teológico
Lamentação e Confissão (14.11-22)
"Jeremias aqui deu vazão à sua tristeza a respeito do estado da nação. Mas, de alguma maneira, a angústia do profeta também é uma expressão da profunda tristeza de DEUS. 'Os meus olhos derramem lágrimas de noite e de dia [...] a virgem, filha do meu povo, está ferida [...] de chaga mui dolorosa' (v.17). Ele então descreve os resultados da seca: guerra civil, saques e morte. Se alguém se arrisca ir ao campo, acaba vendo os mortos pela espada; no interior da cidade as pessoas estão debilitadas pela fome e doença. A todo instante os falsos profetas e sacerdotes trafegam em pseudosantidade' pela terra (veja v.18, NVI). Há maldade, frustração e morte por toda parte.
Talvez encorajado pela própria tristeza de DEUS a intervir em favor da nação, o profeta irrompe em novas lamentações. Ele pergunta se a misericórdia e a cura ainda podem ser obtidas: 'De todo rejeitaste tu a Judá? (v.19). Com um clamor amargo, ele confessa a maldade dos pais (v.20), e então lembra a DEUS do risco do seu próprio nome e lhe roga lembrar-se do seu concerto com a nação. Jeremias alegremente reconhece que o Senhor é o único DEUS: Haverá, porventura, entre as vaidades dos gentios, alguma que faça chover?' (v.22). O profeta está convencido de que há esperança somente no DEUS vivo. Ele declara sua intenção de esperar no Senhor até que sua petição seja atendida" (Comentário Bíblico Beacon. Vol. 4: Isaías a Daniel. Rio de Janeiro, CPAD, 2005, p. 299).

AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO II - Subsídio Sociológico
A devastação da seca (14.1-6) - "Uma seca amedrontadora deu ao profeta a oportunidade de ensinar algumas lições morais ao povo. A data da seca não pode ser fixada, mas os horrores dela são descritos em termos gráficos. Toda a terra chorava e o clamor de Jerusalém vai subindo (2). Andam de luto até ao chão também podem ser entendido como: 'Seus habitantes se lamentam, prostrados no chão!' (NVI). O rico e o pobre, homens e animais, sofrem porque não encontram água; os pequenos (servos) retornam com seus cântaros vazios (3). A terra se fendeu ('rachou', ASV), pois que não há chuva (4). As servas (corças) abandonaram suas crias recém-nascidas, porquanto não há erva (5). Os olhos vitrificados e o respirar ofegante dos animais selvagens revelam a terrível situação da terra. Jeremias evidentemente acredita que essa calamidade natural veio sobre o povo como resultado direto do seu pecado" (Comentário Bíblico Beacon. Vol. 4: Isaías a Daniel. Rio de Janeiro, CPAD, 2005, p. 298).

Subsídio Devocional
Apelos vazios (14.21) - "O povo de Judá fundamentava sua esperança de alívio em um apelo a DEUS para que agisse. 1) por amor ao seu nome, 2) pelo seu templo, isto é, seu 'trono glorioso', e 3) por sua aliança. Por que a alegação era vazia? Porque a idolatria desenfreada de Israel levara o nome de DEUS à lama. Seu templo fora maculado por aqueles que supunham poder pecar e continuar louvando ao Senhor, como se nada de errado estivesse ocorrendo. Ademais, sua aliança fora quebrada justamente por aqueles que agora fazem reivindicação. Vai chegar a hora em que somente o julgamento é capaz de preservar a honra de DEUS" (RICHARDS, Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia. 1. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2005, p.457).

VOCABULÁRIO
Contumácia: Grande teimosia, obstinação.
Altruísmo: Abnegação, amor ao próximo.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
Comentário Bíblico Beacon. Vol. 4: Isaías a Daniel. Rio de Janeiro, CPAD, 2005.
GEORGE, Jim. Orações Notáveis na Bíblia. 1. ed. Rio de Janeiro, CPAD, 2007.
SAIBA MAIS -Revista Ensinador Cristão - CPAD, Nº 42, P.38.


QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 5 - O PODER DA INTERCESSÃO
RESPONDA CONFORME A REVISTA DA CPAD DO 2º TRIMESTRE DE 2010
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas corretas e com "F" as falsas.


TEXTO ÁUREO
1- Complete:
"E, quanto a mim, longe de mim que eu __peque__ contra o SENHOR, deixando de __orar__ por vós; antes, vos ensinarei o caminho bom e direito" (1 Sm 12.23).

VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
Orar é __preciso__; __interceder__ é a __obrigação__ de todo o povo de DEUS.

INTRODUÇÃO
3- Quem foi um dos maiores intercessores da História da Salvação?
( ) Jeremias

4- Complete:
É chegado, pois, o momento de nos desfazermos em contínuos e amorosos __rogos__, para que o Senhor apiede-se de nossa nação e __reavive__ a sua Igreja. A intercessão não é um ministério específico; é um dever de __todos__ os crentes. Uma das mais graves iniquidades que um servo de DEUS pode cometer é abandonar a __oração__ intercessória. Estamos intercedendo pelas almas perdidas? Suplicamos em favor da Igreja de CRISTO? Oramos pelas autoridades? Ou já não damos importância à oração sacerdotal. Sem intercessão nenhum __avivamento__ é possível.

I. O QUE É A INTERCESSÃO
5- Complete:
Toda a intercessão é __oração__, mas nem toda a oração constitui-se em __intercessão__. Apesar da obviedade deste pensamento, encerra este um grande postulado teológico: o __amor__ incondicional a DEUS e ao próximo.

6- Qual é a definição de intercessão?
( ) A intercessão é a oração que fazemos a DEUS em favor de outrem.
Constitui-se numa das maiores demonstrações de amor, e faz parte das obrigações do verdadeiro cristão.

7- Como é conhecida também a oração intercessória e por que?
( ) É conhecida também como oração sacerdotal, porque, neste ato, estamos representando, diante de DEUS, as petições em prol de uma terceira pessoa.

8- Quem assim agiu ao rogar pelas cidades de Sodoma e Gomorra (Gn 18.23-33).
( ) Abraão.

9- Qual a eficácia da oração intercessória?
( ) Não há oração tão eficaz quanto a intercessória.
( ) Esta é a prece que Nosso Senhor endereçou ao Pai no jardim da agonia (Jo 17).

10- Complete:
Através da oração intercessória, estamos a demonstrar amor e __altruísmo__; provamos que o bem-estar do semelhante está acima do nosso. Moisés, por exemplo, chegou a abdicar de sua bem-aventurança eterna ao interceder pelos filhos de Israel: "Agora, pois, perdoa o seu pecado; se não, __risca__-me, peço-te, do teu __livro__, que tens escrito" (Êx 32.32). Esta sua intercessão foi tão forte, que levou DEUS a poupar os rebelados israelitas. __Paulo__ fez o mesmo concernente a Israel (Rm 9.3). A seguir, veremos Jeremias, outro grande intercessor do Antigo Testamento, a lutar em oração pelos filhos de __Judá__.

II. JEREMIAS INTERCEDE POR JUDÁ
11- Complete:
Naquele instante tão grave, havia alguém disposto a __interceder__ por sua nação. Se a estiagem parecia devorar o Reino de Judá, as __lágrimas__ de Jeremias, qual orvalho do Hermom, lá estavam para __regar__ o coração do DEUS, cujas misericórdias duram para sempre.

12- Mesmo sabendo que os filhos de Judá achavam-se afastados de DEUS e mergulhados numa apostasia crônica, o que fez Jeremias?
( ) Jeremias intercede por eles: "Oh! Esperança de Israel, Redentor seu no tempo da angústia! Por que serias como um estrangeiro na terra e como o viandante que se retira a passar a noite?" (Jr 14.8).

13- Qual nossa obrigação quanto ä intercessão?
( ) Interceder por todos, porque JESUS incessantemente intercede por nós.

14- Por que DEUS rejeita a intercessão de Jeremias? Se DEUS ouviu a intercessão de Moisés, rejeitará a de Jeremias?
( ) Declara o Senhor explicitamente ao profeta: "Não rogues por este povo para bem.
( ) Quando jejuarem, não ouvirei o seu clamor e quando oferecerem holocaustos e ofertas de manjares, não me agradarei deles; antes, eu os consumirei pela espada, e pela fome, e pela peste" (Jr 14.11,12; cf. 7.16; 11.14).
( ) Estava o Senhor de tal forma irado, que haveria de ignorar até mesmo as petições de Samuel e de Moisés, caso os dois maiores intercessores da Antiga Aliança pudessem voltar à vida, para rogar em favor daqueles rebeldes (Jr 15.1,2).

15- Qual foi o resultado da persistência da intercessão de Jeremias? Complete:
Quando lemos os derradeiros capítulos da profecia de Jeremias, constatamos que, apesar daquele quadro tão __desolador__, achava-se o Senhor inclinado a socorrer o seu povo e a restaurar-lhe a sorte em __tempo__ oportuno. Continue a interceder por seus familiares, amigos e pelas almas que caminham para a perdição. No devido tempo, __responderá__ o Senhor às suas petições.

III. POR QUE DEVEMOS INTERCEDER
16- A intercessão é um ministério específico?
( ) Não. É uma obrigação de todo aquele que professa o nome de CRISTO JESUS, o intercessor por excelência.

17- Por que devemos interceder?
( ) Porque é uma recomendação bíblica, é uma demonstração do amor cristão, é um exercício de piedade

18- Por que a intercessão é uma recomendação bíblica?
( ) Explícita ou implicitamente, somos instados, do primeiro ao último livro das Sagradas Escrituras, a interceder.
( ) Temos exemplos como o de Abraão, o sacrifício de Samuel, a emocionada oração de Salomão no Templo Sagrado e a agonia de CRISTO no Getsêmani.
( ) A recomendação não deixa qualquer dúvida: "[...] orai uns pelos outros" (Tg 5.16; Cl 1.3; 4.3).

19- Por que a intercessão é uma demonstração do amor cristão?
( ) Não há maneira tão eficaz de se demonstrar o amor cristão quanto orar intercessoriamente.
( ) Experimente interceder! Mesmo esteja você enfrentando dores ou provações, interceda.
( ) No exato momento em que estiver orando pelos outros, alguém estará suplicando e chorando por você.
( ) O patriarca Jó livrou-se de seu cativeiro quando intercedia por seus amigos (Jó 42.7-12).

20- Por que a intercessão é um exercício de piedade?
( ) Quando estiver orando, esqueça-se de si e ponha-se a suplicar por todos aqueles que se acham em provações.
( ) Eis o segredo de uma poderosa e constante vida de oração.

CONCLUSÃO
21- Complete:
Chegou o momento de __cultivar__ o ministério da intercessão. Oremos como Jeremias. Aos pés de CRISTO, __choremos__ lágrimas compassivas e misericordiosas. Assim não intercedeu o Senhor JESUS por todos nós? Choremos pelos que __sofrem__. Supliquemos pelos que perecem.
Que as nossas orações tenham como __fundamento__ o amor altruísta e desinteressado.



RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO NOS VÍDEOS EM http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm ou aqui abaixo



AJUDA
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - BÍBLIA de Estudos Pentecostal.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
Nosso novo endereço: http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/
Veja vídeos em http://ebdnatv.blogspot.com, http://www.ebdweb.com.br/ - Ou nos sites seguintes: 4Shared, BauCristao, Dadanet, Dailymotion, GodTube, Google, Magnify, MSN, Multiply, Netlog, Space, Videolog, Weshow, Yahoo, Youtube.
SÉRIE ESCOLA DE ORAÇÃO (LIVRO)


Index Estudos EBD Discipulado Mapas Igreja Ervália Corinhos Figuras1 Figuras2 Vídeos Fotos

quinta-feira, 8 de abril de 2010

VIDEOS DA LICAO 2 - OS PERIGOS DO DESVIO ESPIRITUAL

ESTUDOS DA LI��O 2 - OS PERIGOS DO DESVIO ESPIRITUAL

Li��o 2 - Perigos OS DO ESPIRITUAL desvio
Li��es B�blicas Aluno - Jovens E Adultos - 2 � Trimestre de 2010
Jeremias - Esperan�a em tempos de crise
COMENT�RIOS da revista da CPAD: Pr. Claudionor de Andrade
Consultor Doutrin�rio e Teol�gico da CPAD: Pr. Antonio Gilberto
Complementos, ilustra��es, v�deos e question�rios: Ev .. Luiz Henrique de Almeida Silva
LEITURA diaria B�blica
Segunda - Jr 2,7 contaminou Israel a Terra da Promessa
Ter�a - Jr 2,8 Sacerdotes Os ignoraram um DEUS
Quarta - Jr 2,11 O povo desprezou uma divina Gl�ria
Quinta - Jr 2.1 3 cisternas rotas Cavou O povo
Sexta - Jr 2,1 7 A Na��o Deixou o Senhor
S�bado - 2 Jr Espiritual A presun��o de Israel
TEXTO �ureo
"Porque Meu povo o maldades Duas fez Um MIM me deixaram, o manancial de �guas vivas,
e cavaram cisternas, cisternas rotas N�o ret�m Que como �guas "(Jr 2.13).
VERDADE PRATICA
N�o Podemos compactuar com uma apostasia. Ela TEM de Ser erradicada de Entre o povo de DEUS para qu� N�o venhamos uma Nossos Pecados em perecer.
LEITURA EM CLASSE B�blica Jeremias
2.1-7,12,13
1 - E Veio um MIM A palavra do Senhor, dizendo: 2 - Vai e clama EAo Ouvidos de Jerusal�m, dizendo: Assim Diz o Sr.: Lembro-me de ti, da Benefic�ncia da Tua Mocidade e do amor dos despos�rios TEUs, Ap�s andavas QUANDO MIM n�o deserto, Numa terra Que se N�o semeava. 3 - Ent�o, Israel era santidade n. o Sr. e era como prim�cias SUA Novidade da; Todos OS Que o ERAM Por devoravam tidos culpados; o Sobre eles vinha mal, pm o Senhor. 4 - Ouvi uma Palavra do Senhor, � casa de Jac� e Todas As fam�lias da casa de Israel. 5 - Assim Diz o Senhor: Que injusti�a acharam Vossos pais em MIM, par�grafo se afastarem de Mim, indo Ap�s um Vaidade e tornando-se levianos? 6 - E Disseram N�o: Onde est� o Senhor, nsa Que fez subir da terra do Egito? Que nsa guiou Atrav�s do deserto, terra de Por Uma ermos e de covas, terra de sequid�o Por Uma e sombra de morte, Por Uma terra em Que Ningu�m transitava, e NA qua N�o Algum Homem morava. 7 - E eu vos introduzi NUMA terra f�rtil, comerdes n. o Seu fruto e o Seu Bem, mas, QUANDO entrastes Nela, um contaminastes minha terra e da Minha Heran�a Uma fizestes abomina��o. 12 - Espantai-vos disto, � C�us, e horrorizai-vos! Ficai verdadeiramente desolados, Diz o Senhor. 13 - Porque o Meu povo fez maldades Duas: a MIM me deixaram, o Manancial de �guas Vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, ret�m Que N�o como �guas.
2,2 Lembro-ME DE TI. No come�o da hist�ria de Israel, o povo de DEUS confiava Nele devo��o profunda com. A Comunh�o com DEUS era T�o profunda Que uma Na��o era considerada uma Esposa do Senhor (cf. 3,14; 31,32; Is 54,5). Agora, por�m, Toda uma casa de Israel Tinha abandonado um DEUS par�grafo Seguir deuses outros (vv. 4,5,25).
2,5 AFASTAREM PARA SE DE MIM? Virou Israel como DEUS par�grafo costas, Mas permaneceu DEUS AO sentir Seu povo. Todo crente Enfrenta um MESMA Tenta��o de se Esquecer da iChat de DEUS e Sua Salva��o, andam segundo QUANDO SUA Vontade, e nsa prazeres pecaminosos do Mundo.
ONDE EST� 2,8 O senhor? Os Sacerdotes Estavam T�o indiferentes � Presen�a e Poder de DEUS AO Que N�o notaram Que Ele deixara os. N�o por saber Que procuravam uma Presen�a EA B�n��o do Senhor haviam SE AFASTADO de Israel. Hoje, OS Espirituais l�deres devem se preocupar e Muito, QUANDO A presen�a de DEUS e como Manifesta��es do ESP�RITO SANTO N�o se constatarem NAS SUAS congrega��es. O sentir servo de DEUS perguntar�: Onde est� o senhor?
2,8 OS QUE tratavam DA LEI N�O CONHECERAM ME. � lament�vel Algu�m QUANDO � estudante OU SEM mestre da Palavra de Deus, por�m, o Senhor Conhecer Como Seu Pessoal Salvador e ter Comunh�o com Ele Ampla.

2,8 OS Profetas BAAL POR PROFETIZARAM. Os Profetas Tinham o dever de encaminhar o povo de Volta a DEUS e de chama-lo AO arrependimento. � Profeta desvio Falar Somente a Palavra de DEUS. Entretanto, Para muitos dos Profetas de Jud�, desviados TOTALMENTE Por estarem, profetizavam demon�aco Pelo Poder, em Nome dos �dolos. SE OS pastores e l�deres de OS humanistas Hoje Id�ias pregam como, como Que se Encontram em grande parte da psicologia filosofia, teologia e nd contempor�neas liberal, em Vez de pregarem uma Palavra de Deus, tornam-se T�o culpados Quanto OS Falsos Profetas dos tempos de Jeremias
2,13 FEZ DUAS MALDADES. O povo de DEUS do Antigo cometeu concerto Dois Principais Pecados:
(1) abandonaram o Senhor (cf. 17,13; Sl 36,9; Jo 10,10), e
(2), Vida e Prazer buscaram NAS Coisas do Mundo. Ao agirem assim, n�o abdicaram Seu Prop�sito e Destino Como povo redimido (v. 11).
A Verdadeira �gua viva (cf. Jo 4,10-14; 7,37-39) DEUS EST� NA Comunh�o com Pessoal, Por meio de CRISTO.
Agora, N�s vemos o Que � Uma cisterna. Vemos o Que ELA apanha. Vemos Como � Feita. � uma coisa Feita Pelo Que Homem cai de Telhado sujo um. A �gua Que cai atingindo o Telhado sujo, e ELA Simplesmente lava o Telhado, Descendo Atrav�s de Algo Feito Pelo Homem, Atrav�s de Uma canaleta Feita Pelo Homem, n � tanque UM Feito Pelo Homem. E Toda uma imund�cie se Ajunta ali, e OS germes, como lagartixas, e sapos, e assim Coisas da Terra. E observem, eles S�o animais impuros, vermes, estagnados. Um verme N�o PoDE viver em �gua Limpa. Se viver, Aquilo o Matara. Ele TEM NA Estar Que estagnada. E ESTA � A MANEIRA COM E Que Para muitos Destes Hoje parasitas. N�o Eles podem viver nd �gua fresca do Esp�rito Santo. ESTA � A raz�o PORQUE eles se
contra firmam uma Palavra, e Dizem Que Ela contradiz um Si mesma; N�o H� nada Nisto. Enguias PORQUE � dez ter Algum Que tipo de tanque estagnado n Nela se agitarem. Amam uma sujeira, o Pecado, a lama, uma imund�cie. ESTA � A MESMA MANEIRA Que OS e Com. sapos, lagartixas e com a, e girinos com OS, e os tais Estes Como. Eels Tem que se reunirem ao redor de P�ntano OU DE UM UM viverem par�grafo tanque estagnado, Pois � da Natureza deles viver ali. E VOC� N�o PoDE animal UM Mudar At� Que VOC� MUDE A SUA Natureza. E VOC� N�o PoDE Homem UM Fazer ver uma Palavra de Deus At� Que A Natureza DELE Seja mudada. E QUANDO SUA Natureza e do mudada Que hum Para ele e Filho de Deus eo Esp�rito Santo Nele Entra. . . O Esp�rito Santo Escreveu uma Palavra de Deus e em Seu Cora��o Agora ELA das �guas Puras bebe, bebe da �gua Que � CRISTO, bebe �gua viva.
A apostasia PESSOAL
Hb 3,12 Irm�os "ved�, Que Nunca em qualquer Haja Cora��o de vos mau hum e infiel, n se apartar do DEUS vivo".

A apostasia (gr. apost�sis) Duas Vezes n�o aparece NT Como substantivo (At 21,21; 2Ts 2.3) e, aqui em Hb 3.12, Como verbo (gr. aphistemi, apartar "Traduzido"). O termo Grego � definido como deca�da, deser��o, Rebeli�o, abandono, retirada UO AFASTAR-se daquilo a qu� Antes se estava Ligado; afastamento, abandono premeditado e Consciente da F� Crist�.

(1) Significa Apostatar CORTAR O relacionamento salv�fico com CRISTO, OU apartar-se da Uni�o vital com Ele e da Verdadeira f� Nele (ver o estudo F� E GRA�A). doutrinas Sendo assim, a apostasia individual e Poss�vel Somente par�grafo Quem J� Experimentou uma Salva��o, a Regenera��o EA Renova��o Pelo Esp�rito Santo (cf. Lc 8,13; Hb 6.4,5); N�o � simples das Nega��o do NT Pelos inconversos Dentro da Igreja vis�vel. A envolver PoDE apostasia Dois Distintos aspectos, embora Relacionados Entre si:
(A) a apostasia teol�gica, isto �, uma rejei��o de Todos os Ensinos ORIGINAIS de CRISTO e dos ap�stolos OU dalguns deles (1Tm 4.1; 2Tm 4,3), e
(B) a apostasia moral, isto �, Aquele Que era crente Deixa de permanecer em CRISTO e Volta a Ser escravo do Pecado e da imoralidade (Is 29,13; Mt 23,25-28; Rm 6,15-23; 8,6-13).

(2) A B�blia adverte fortemente Quanto a apostasia da Possibilidade, nsa Tanto Visando alertar fazer Perigo fatal de abandonar Nossa CRISTO COM Uni�o, n � nsa Como motivar
uma f� e perseverar nd nd obedi�ncia. O Prop�sito divino Desses Trechos b�blicos de Advertencia DEVE N�o Ser enfraquecido Pela Id�ia afirma que: "como advert�ncias Sobre a apostasia S�o reais, Mas uma Possibilidade SUA, n�o". Antes, devemos Que essas advert�ncias entendre S�o Como Uma Realidade Poss�vel Durante o Nosso viver aqui, e devemos consider�-las Alerta hum, se quisermos alcan�ar uma final Salva��o. ALGUNS DOS Para muitos Trechos do NT S�o advert�ncias contempla��o que: Mt 24.4,5,11-13; Jo 15,1-6; Na 11,21-23; 14.21,22; 1Co 15.1,2; Cl 1,21-23; 1Tm 4.1,16; 6,10 -12; 2Tm 4,2-5; Hb 2,1-3; 3.6-8,12-14; 6,4-6; Tg 5.19,20; 2Pe 1,8-11; 1Jo 2,23-25.

(3) Exemplos da apostasia propriamente dita acham-se em �x 32; 2RS 17,7-23; Sl 106; Is 1,2-4; Jr 2,1-9; 1,25 em; Gl 5,4; 1Tm 1,18-20; 2Pe 2.1,15,20 -22; Jd 4,11-13; uma apostasia, segundo uma B�blia, ocorrer� Dentro da Igreja Professa Nos �ltimos dias era Desta:
Ocorrer� uma apostasia "(gr. apostasia), que literalmente''Significa" desvio "afastamento''," Abandono''(2.3). Nos �ltimos dias, hum grande numero de Pessoas da Igreja apartar-se-� da Verdade B�blica.
(A) Tanto o ap�stolo Paulo Quanto UM CRISTO revelam Dif�cil Quadro da Condi��o de grande parte da Igreja - moral e espiritual doutrinariamente - � Medida Que Chega uma �poca PRESENTE AO FIM Seu (cf. Mt 24.5, 10-13, 24; 1Tm 4.1; 2Tm 4.3,4). Paulo, principalmente, ressalta Que nsa Elementos Ultimos dias �mpios ingressar�o NAS Igrejas em geral.
(B) Essa "apostasia" dentro da Igreja tera Duas Dimens�es.
(I) A apostasia teol�gica, Que � o desvio de parte dos Ensinos OU totalidade de CRISTO e dos ap�stolos UO, a rejei��o deles (1Tm 4.1; 2 Tm 4.3). Os falsos Dirigentes apresentar�o Uma F�cil Salva��o e Uma Gra�a divina sem valor desprezando, como Exig�ncias de CRISTO Quanto ao arrependimento, � Separa��o da imoralidade, e � Lealdade um DEUS e SEUS Padr�es (2Pe 2.1-3,12-19). Os falsos evangelhos, voltados um Interesses Humanos, Necessidades e alvos ego�stas, gozar�o de Popularidade.
(Ii) A apostasia moral, Que � o Abandono da Comunh�o salv�fica com CRISTO EO envolvimento com o Pecado imoralidade ea. Esses ap�statas poder�o At� anunciar uma s� doutrina B�blica, e nada Mesmo assim OS com Terem Padr�es morais de DEUS (Is 29,13; Mt 23,25-28).
Muitas Igrejas permitir�o Quase Tudo Para muitos Terem MEMBROS, Dinheiro, Sucesso de e prest�gio (ver 1Tm 4.1). O Evangelho da cruz, com o desafio de Sofrer Por CRISTO (Fp 1.29), de renunciar todo Pecado (Rm 8.13), de sacrificar-se Pelo Reino de DEUS e de renunciar a SI Mesmo Ser� Algo raro (Mt 24,12; 2Tm 3,1 5, 4.3).
(C) Tanto uma Igreja da hist�ria, Como uma apostasia predita Para os Ultimos Dias, advertem um todo crente N�o pressupor um Que o Progresso do reino de DEUS � infal�vel Na Sua Continuidade, no decurso de como Todas �pocas e FIM o comeu. Em Determinado Momento da hist�ria da Igreja, a Rebeli�o contra DEUS e Sua Palavra assumir� propor��es espantosas. No dia do Senhor, Caira uma ira de DEUS contra rejeitarem OS Que A Verdade SUA (1TS 5,2-9).
(D) O triunfo final do reino de DEUS e Sua Justi�a No mundo, portanto, nao Depende do Professa Aumento gradual da Igreja, Mas Interven��o da final de DEUS, QUANDO Ele se manifestar� com AO Mundo Justo Ju�zo (Ap 19-22 ver; 2Ts 2.7,8; 1Tm 4.1; 2Pe 3,10-13; Jd).

(4) Os Passos Que levam � apostasia: S�o Paulo
(Um crente) O, por sua Falta de f�, Deixa de LeVar Read more Leia um S�rio como Verdades, exorta��es, advert�ncias, Promessas e Ensinos da Palavra de Deus (Mc 1,15; Lc 8,13, Jo 5.44,47; 8,46).
(B) quando a Realidades do Mundo chegam um Maiores Ser Que fazer como fazem reino celestial de Deus, o crente Deixa paulatinamente de aproximar-se de DEUS Atrav�s de CRISTO (4.16; 7.19,25; 11.6).
(C) Por Causa da Apar�ncia enganosa do Pecado, uma Pessoa se torna CADA Vez Mais tolerante do Pecado Na Sua Pr�pria Vida (1Co 6.9,10; Ef 5.5; Hb 3.13). J� N�o ama uma Odeia Nem uma retid�o Iniq�idade (vers�o 1.9).
(D) Por Causa da dureza do Cora��o seu (3.8,13) e da SUA rejei��o dos Caminhos de DEUS (v. 10), n�o Faz Caso da VOZ repetida e Repreens�o do Esp�rito Santo (Ef 4,30; 1TS 5,19-22; Hb 3,7-11).
(E) O ESP�RITO SANTO se entristece (4,30 Ef cf. Hb 3.7,8); Seu fogo se extingue (1TS 5.19) e Seu Templo � profanado (1Co 3.16). Finalmente, Ele afasta-se DAQUELE crente Que era antes (Jz 16,20; Sl 51,11; Rm 8,13; 1Co 3.16,17; Hb 3.14).
(5) Se uma apostasia continua sem refreio, o Indiv�duo Pode, finalmente, Chegar Ao que em Ponto N�o Seja Recome�o UM POSS�VEL.
(A) Isto �, uma Pessoa Que n�o Passado TeVe Uma Experi�ncia de CRISTO COM Salva��o, Mas Que deliberada e continuamente endurece Seu Cora��o N�o par�grafo atender � Voz do ESP�RITO SANTO (3,7-19), continua um pecar intencionalmente (10,26) e se Recusa um arrepender-se e voltar par DEUS, sem um Chegar PoDE Ponto UM em Retorno Que N�o H� Mais Possibilidade de arrependimento e de Salva��o (6,4-6; Dt 29,18-21; 1 Sm 2,25; Pv 29.1). HA UM LIMITE Para a Paci�ncia de DEUS (ver 1 Sm 3,11-14; Mt 12.31,32; 2 Ts 2,9-11; Hb 10.26-29,31, 1 Jo 5.16).
(B) Esse Ponto de Onde n�o h� retorno, nao se PoDE Defini��o da de antem�o. Logo, a �nica salvaguarda contra o Perigo de apostasia extrema EST� AN admoesta��o do Esp�rito: Hoje, se ouvirdes A SUA VOZ, N�o endure�ais OS Vossos Cora��es (3.7,8,15; 4.7).
(6) e Que salientar proprio, embora uma apostasia UM Seja Perigo Para Todos OS Que V�o se desviando da F� (2,1-3) e Que apartam se de DEUS (6.6), ELA SE N�o Consuma sem o constante e deliberado pecar contra um voz do Esp�rito Santo (ver Mt 12,31, nota Sobre o Pecado contra o Esp�rito Santo).
(7) que Aqueles, POR UM Cora��o Terem incr�dulo, se afastam de DEUS (3.12), que podem Pensar Ainda S�o verdadeiros crentes, Mas SUA indiferen�a com Para as Exig�ncias de CRISTO e do ESP�RITO SANTO para e com a advert�ncias das Escrituras indicam o contr�rio. Uma Vez Que Algu�m PoDE enganar-se um si mesmo, Paulo exorta Todos aqueles Que Ser afirmam salvos: "Examinai-vos uma vos mesmos se permaneceis nd f�, provai-vos uma vos mesmos" (ver 2 Co 13.5).
(8) Quem, Sinceramente, preocupa-se com SUA Condi��o Espiritual e n�o sente do Seu Cora��o o Desejo de voltar-se arrependido n DEUS, tem nisso Uma Clara Evid�ncia de Que N�o cometeu um imperdo�vel apostasia. Como Escrituras afirmam com Clareza Que N�o Quer Que DEUS Ningu�m pere�a (2 Pe 3,9 cf. Is 1.18,19; 55.6,7) e declaram Que DEUS receber� Todos Que J� desfrutaram da Gra�a Salvadora, se arrependidos, um Voltarem Ele (cf. Gl 5,4 com 4,19; 1 Co 5,1-5 com 2 Co 2,5-11; Lc 15,11-24; Rm 11,20-23; Tg 5.19,20; Ap 3,14-20; nota o exemplo de Pedro, Mt 16,16; 26.74,75; Jo 21,15-22).
OBJETIVOS - Ap�s aula ESTA. o aluno Deverra Estar apto a:
Explicar o Que � apostasla.
Compreender Que consistia em uma apostas ia de Israel.
Conscientizar-se de Que N�o Podemos com pactuar com uma apostasia, para qu� N�o venhamos um perecer.
ORIENTA��O PEDAG�GICA
Professor, reproduza uma tabela no Quadro Acima-de-giz. Ela Ser� �til EAo par�grafo alunos mostrar. De modo resumido, O ambiente da �poca.
Mensagem de um diretor Jeremias e Sua Import�ncia.
Explique � classe Jeremias Que Foi Enviado Como profeta par�grafo repreender Jud� Por sua Rebeli�o. O povo de Jud� estava adorando Outros deuses tivessem embora Sido instru�dos Pelo Senhor uma terr�vel Respeito Desse Pecado (�x 20,3-6). DEUS abomina uma idolatria Precisamos ter Cuidado! Na atualidade Para muitos "�dolos" Consiga tentam Nossa Aten��o do �nico e Verdadeiro DEUS. EAo alunos Diga Que Precisamos Estar atentos.
RESUMO DA Li��o 2
Perigos OS DO ESPIRITUAL desvio
INTRODU��O
I. O QUE � A apostasia
1. Defini��o.
2. A apostasia de Israel.
II. Brado UM CONTRA A apostasia
1. Falar em Nome do Senhor.
2. Ser "aut�ntico" E n�o politicamente Correto.
3. Anunciar AO povo uma trag�dia Que OS rondava.
III. EM QUE
CONSISTIA A apostasia DE ISRAEL
1. O afastamento de Jeov�.
2. O esquecimento de Jeov�.
3. O desprezo Pelas coisas divinas.
CONCLUS�O
Que nada desvie nsa de Nosso Senhor JESUS CRISTO.
Em breve Ele vira Buscar A SUA Igreja. N�o Se estivermos
Preparados, Como subsistiremos Nesse grande dia?
Reflex�o
"Estejamos Preparados um Fim de expor com ousadia
e todo integridade o conselho de DEUS. " Claudionor de Andrade
Sinopse
DO T�PICO (1)
Israel abandonou o �nico e Verdadeiro DEUS, par�grafo Seguir SO OS �dolos e costumes dos Povos �mpios Vizinhos.
Sinopse
DO T�PICO (2)
Tinha ex�rcitos Jeremias Como Miss�o exortar o povo � obedi�ncia e Alerta-Ios Quanto a Desgra�a Que se avizinhava de SUAS Fronteiras: OS babil�nios.
Reflex�o
"E n�o vos conformeis com Este Mundo, Mas transformai-vos Pela Renova��o do vosso Entendimento
[...]" Romanos 12,2
Sinopse DO T�PICO (3)
Os Filhos de Israel desprezavam AO Senhor e como leis SUAS.
AUX�LIO BIBLIOGR�FICO - Subs�dio Bibliol�gico A Impud�ncia de Jud�
"A transgress�o irrestrita Acaba Levando a Um estado de impud�ncia (Falta de vergonha), onde o indiv�duo e Incapaz de se import�r. �gora Isso PoDE Ser Visto em Rela��o AO Destino de Juda. Embora em Seu Ladr�o apanhado Pecado e Como envergonhado UM POR CAUSA SUA de conduta, SEUS r�is [..,], Pr�ncipes] ou [OS SEUS e continuaram praticando um Profetas Prostitui��o Espiritual. Dizem Eels AO Peda�o de Madeira (UMa �rvore OU �dolo de madeira): Meu pai Tu �s, e A Pedra ( �dolo): Tu me geraste. Eels desdenhosamente
viraram de costas Para o senhor, um FIM de o fazerem Ihes apraz "Bem que, no entanto, Quando aparece uma Dificuldade, sem o menor constrangimento voltam-se Novamente Para o Senhor e Ajuda SUA clamam por. Isso revela uma completa irracionalidade do Pecado, e DEUS OS repreende: Onde POIs, OS deuses Est�o os teus, Que fizeste para ti? Que se levantem, se te podem livrar. N�o Falta Havia Desses deuses, PORQUE CADA Cidade Tinha Pelo Menos UM deus. QUANDO o castigo Continuava, eles se voltavam NA SUA mis�ria e reclamavam contra DEUS, Como se tivessem N�o Pecado cometido softwares antigos e tivessem todo o Direito de Esperar SUA Ajuda.
Apesar do Fato de DEUS permitir o Sofrimento n afast�-Ios do Pecado SEU, eles n�o aprenderam Experi�ncia da SUA. Eels N�o aceitaram um CORRE��O, Mas mataram OS verdadeiros Profetas com uma espada, Na Sua loucura Em outros deuses SERVIR "(Coment�rio B�blico Beacon. Vol. 4: Isa�as uma Daniel. Rio de Janeiro, CPAD, 2005, pp. 268-69).
AUX�LIO BIBLIOGR�FICO - Subs�dio Bibliol�gico
A Escatologia de Jeremias - "Nos cap�tulos 2-29, Jeremias previu um Chegada de Nabucodonosor, a conquista de Jud�, a destrui��o de Jerusal�m par�grafo povo EA deporta��o fazer uma Babil�nia cap�tulos. N.os 30-33, Ele previu futura era uma, QUANDO DEUS reverteria uma sorte de Israel / Jud�. FIM Ao dos anos setenta, destruiria um DEUS Babil�nia (25,11-14) e reconduziria OS exilados � Terra Prometida "(29,10-14) (LAHAYE, Enciclop�dia Popular de Profecia B�blica.1. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2008, p.189).
Subs�dio Teol�gico - Apostasia - "A apostasia DEVE Ser diferenciada Ignor�ncia da UO da Falta de conhecimento, da heresia Bem como, hum Que � Errado Conhecimento (2 Tm 2.25,26). Os Homens podem Ignor�ncia da Ser salvos, da apostasia Mas n�o. Ela � caracterizada Por Uma rejei��o deliberada da divindade de CRISTO (l Jo 2.22,23; Judas 4) e Sua morte expiat�ria "(Fp 3.18) (Dicion�rio B�blico Wycliffe. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2006, p.161 ).
Subsidio devocional
quebradas Cisternas (2.13) - "A inven��o de cisternas rebocadas, sem Subsolo, permitia AO povo do Antigo Testamento viver em �reas montanhosas, Onde o �ndice pluviom�trico era Pequeno. E.U.A. Jeremias Desse exemplo mostrar par�grafo familiar uma tolice da idolatria de Jud�. Era o Mesmo Que manter constante Fluxo de �gua par o interior do deserto, Na Tentativa de armazen�-Ia em cisternas com Fissuras, incapazes, portanto, de um Reter �gua e. Por CONSEGUINTE, de sustentar uma vida "(RICHARDS, Lawrence O. Guia do Leitor da B�blia. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2005, p.450).

AJUDA
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - B�blias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - B�blia de Estudos Pentecostal.
V�DEOS da EBD na TV, INCLUSIVE DE Li��o - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
B�BLIA ILUMINA EM CD - B�BLIA de Estudo NVI EM CD - B�BLIA Thompson EM CD.
Nosso novo endere�o: http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/
Veja em v�deos http://ebdnatv.blogspot.com, http://www.ebdweb.com.br/ NOS - Ou sites seguintes: 4Shared, BauCristao, Dadanet, Dailymotion, GodTube, Google, Magnify, MSN, Multiply, Netlog, Space, Videolog, WeShow, Yahoo, Youtube.

VIDEOS DA , LICAO 2, OS PERIGOS DO DESVIO ESPIRITUAL

FOTOS DA LIÇÃO 2 - OS PERIGOS DO DESVIO ESPIRITUAL

FOTOS DA LIÇÃO 2 - OS PERIGOS DO DESVIO ESPIRITUAL








ESTUDOS DA LIÇÃO 2 - OS PERIGOS DO DESVIO ESPIRITUAL

LIÇÃO 2 - OS PERIGOS DO DESVIO ESPIRITUAL
Lições Bíblicas Aluno - Jovens e Adultos - 2º Trimestre de 2010
Jeremias - Esperança em tempos de crise
Comentários da revista da CPAD: Pr. Claudionor de Andrade
Consultor Doutrinário e Teológico da CPAD: Pr. Antonio Gilberto
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev.. Luiz Henrique de Almeida Silva


LEITURA BÍBLICA DIÁRIA
Segunda - Jr 2.7 Israel contaminou a Terra da Promessa
Terça - Jr 2.8 Os sacerdotes ignoraram a DEUS
Quarta - Jr 2.11 O povo desprezou a glória divina
Quinta - Jr 2.1 3 O povo cavou cisternas rotas
Sexta - Jr 2.1 7 A nação deixou o Senhor
Sábado - Jr 2 A presunção espiritual de Israel

TEXTO ÁUREO
"Porque o meu povo fez duas maldades a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas que não retêm as águas"(Jr 2.13).

VERDADE PRATICA
Não podemos compactuar com a apostasia. Ela tem de ser erradicada de entre o povo de DEUS para que não venhamos a perecer em nossos pecados.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Jeremias 2.1-7,12,13
1 - E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: 2 - Vai e clama aos ouvidos de Jerusalém, dizendo: Assim diz o SENHOR: Lembro-me de ti, da beneficência da tua mocidade e do amor dos teus desposórios, quando andavas após mim no deserto, numa terra que se não semeava. 3 - Então, Israel era santidade para o SENHOR e era as primícias da sua novidade; todos os que o devoravam eram tidos por culpados; o mal vinha sobre eles, diz o SENHOR. 4 - Ouvi a palavra do SENHOR, ó casa de Jacó e todas as famílias da casa de Israel. 5 - Assim diz o SENHOR: Que injustiça acharam vossos pais em mim, para se afastarem de mim, indo após a vaidade e tornando-se levianos? 6 - E não disseram: Onde está o SENHOR, que nos fez subir da terra do Egito? Que nos guiou através do deserto, por uma terra de ermos e de covas, por uma terra de sequidão e sombra de morte, por uma terra em que ninguém transitava, e na qual não morava homem algum. 7 - E eu vos introduzi numa terra fértil, para comerdes o seu fruto e o seu bem; mas, quando nela entrastes, contaminastes a minha terra e da minha herança fizestes uma abominação. 12 - Espantai-vos disto, ó céus, e horrorizai-vos! Ficai verdadeiramente desolados, diz o SENHOR. 13- Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas.

2.2 LEMBRO-ME DE TI. No começo da história de Israel, o povo de DEUS confiava nEle com profunda devoção. A comunhão com DEUS era tão profunda que a nação era considerada a esposa do Senhor (cf. 3.14; 31.32; Is 54.5). Agora, porém, toda a casa de Israel tinha abandonado a DEUS para seguir outros deuses (vv. 4,5,25).
2.5 PARA SE AFASTAREM DE MIM? Israel virou as costas para DEUS, mas DEUS permaneceu fiel ao seu povo. Todo crente enfrenta a mesma tentação de se esquecer da bondade de DEUS e sua salvação, quando andam segundo sua vontade, e nos prazeres pecaminosos do mundo.
2.8 ONDE ESTÁ O SENHOR? Os sacerdotes estavam tão indiferentes à presença e ao poder de DEUS que não notaram que Ele os deixara. Não procuravam saber por que a presença e a bênção do Senhor se haviam afastado de Israel. Hoje, os líderes espirituais devem se preocupar e muito, quando a presença de DEUS e as manifestações do ESPÍRITO SANTO não se constatarem nas suas congregações. O fiel servo de DEUS perguntará: Onde está o SENHOR?
2.8 OS QUE TRATAVAM DA LEI NÃO ME CONHECERAM. É lamentável quando alguém é estudante ou mestre da Palavra de DEUS sem, porém, conhecer o Senhor como seu Salvador pessoal e ter ampla comunhão com Ele.

2.8 OS PROFETAS PROFETIZARAM POR BAAL. Os profetas tinham o dever de encaminhar o povo de volta a DEUS e de chamá-lo ao arrependimento. O profeta devia falar somente a Palavra de DEUS. Entretanto, muitos dos profetas de Judá, por estarem totalmente desviados, profetizavam pelo poder demoníaco, em nome dos ídolos. Se os pastores e os líderes de hoje pregam idéias humanistas, como as que se encontram em grande parte da psicologia, filosofia e na teologia liberal contemporâneas, em vez de pregarem a Palavra de DEUS, tornam-se tão culpados quanto os falsos profetas dos tempos de Jeremias
2.13 FEZ DUAS MALDADES. O povo de DEUS do antigo concerto cometeu dois pecados principais:
(1) abandonaram o Senhor (cf. 17.13; Sl 36.9; Jo 10.10), e
(2) buscaram vida e prazer nas coisas do mundo. Ao agirem assim, abdicaram do seu propósito e destino como povo redimido (v. 11).
A verdadeira água viva (cf. Jo 4.10-14; 7.37-39) está na comunhão pessoal com DEUS, por meio de CRISTO.




Agora, nós vemos o que é uma cisterna. Vemos o que ela apanha. Vemos como é feita. É uma coisa feita pelo homem que cai de um telhado sujo. A água que cai atingindo o telhado sujo, e ela simplesmente lava o telhado, descendo através de algo feito pelo homem, através de uma canaleta feita pelo homem, para um tanque feito pelo homem. E toda a imundície se ajunta ali, e os germes, as lagartixas, e sapos, e coisas da terra assim. E observem, eles são animais impuros, vermes, estagnados. Um verme não pode viver em água limpa. Se viver, aquilo o matará. Ele tem que estar na estagnada. E esta é a maneira que é com muitos destes parasitas hoje. Eles não podem viver na água fresca do Espírito Santo. Esta é a razão porque eles se
firmam contra a Palavra, e dizem que Ela contradiz a Si mesma; não há nada Nisto. É porque eles têm que ter algum tipo de tanque estagnado para se agitarem nela. Amam a sujeira, o pecado, a lama, a imundície. Esta é a mesma maneira que é com os sapos, e com as lagartixas, e com os girinos, e tais como estes. Eles têm que se reunirem ao redor de um pântano ou de um tanque estagnado para viverem, pois é da natureza deles viver ali. E você não pode mudar um animal até que você mude a sua natureza. E você não pode fazer um homem ver a Palavra de Deus até que a natureza dele seja mudada. E quando sua natureza é mudada do que ele é para um filho de Deus e o Espírito Santo entra nele. . . O Espírito Santo escreveu a Palavra de Deus em seu coração e agora ela bebe das águas puras, bebe da água que é CRISTO, bebe água viva.

A APOSTASIA PESSOAL
Hb 3.12 “Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do DEUS vivo”.

A apostasia (gr. apostásis) aparece duas vezes no NT como substantivo (At 21.21; 2Ts 2.3) e, aqui em Hb 3.12, como verbo (gr. aphistemi, traduzido “apartar”). O termo grego é definido como decaída, deserção, rebelião, abandono, retirada ou afastar-se daquilo a que antes se estava ligado; afastamento, abandono premeditado e consciente da fé cristã.

(1) Apostatar significa cortar o relacionamento salvífico com CRISTO, ou apartar-se da união vital com Ele e da verdadeira fé nEle (ver o estudo FÉ E GRAÇA). Sendo assim, a apostasia individual é possível somente para quem já experimentou a salvação, a regeneração e a renovação pelo ESPÍRITO SANTO (cf. Lc 8.13; Hb 6.4,5); não é simples negação das doutrinas do NT pelos inconversos dentro da igreja visível. A apostasia pode envolver dois aspectos distintos, embora relacionados entre si:
(a) a apostasia teológica, i.e., a rejeição de todos os ensinos originais de CRISTO e dos apóstolos ou dalguns deles (1Tm 4.1; 2Tm 4.3); e
(b) a apostasia moral, i.e., aquele que era crente deixa de permanecer em CRISTO e volta a ser escravo do pecado e da imoralidade (Is 29.13; Mt 23.25-28; Rm 6.15-23; 8.6-13).

(2) A Bíblia adverte fortemente quanto à possibilidade da apostasia, visando tanto nos alertar do perigo fatal de abandonar nossa união com CRISTO, como para nos motivar
a perseverar na fé e na obediência. O propósito divino desses trechos bíblicos de advertência não deve ser enfraquecido pela idéia que afirma: “as advertências sobre a apostasia são reais, mas a sua possibilidade, não”. Antes, devemos entender que essas advertências são como uma realidade possível durante o nosso viver aqui, e devemos considerá-las um alerta, se quisermos alcançar a salvação final. Alguns dos muitos trechos do NT que contêm advertências são: Mt 24.4,5,11-13; Jo 15.1-6; At 11.21-23; 14.21,22; 1Co 15.1,2; Cl 1.21-23; 1Tm 4.1,16; 6.10-12; 2Tm 4.2-5; Hb 2.1-3; 3.6-8,12-14; 6.4-6; Tg 5.19,20; 2Pe 1.8-11; 1Jo 2.23-25.

(3) Exemplos da apostasia propriamente dita acham-se em Êx 32; 2Rs 17.7-23; Sl 106; Is 1.2-4; Jr 2.1-9; At 1.25; Gl 5.4; 1Tm 1.18-20; 2Pe 2.1,15,20-22; Jd 4,11-13; a apostasia, segundo a Bíblia, ocorrerá dentro da igreja professa nos últimos dias desta era:
Ocorrerá a “apostasia” (gr. apostasia), que literalmente significa “desvio’’, “afastamento’’, “abandono’’ (2.3). Nos últimos dias, um grande número de pessoas da igreja apartar-se-á da verdade bíblica.
(a) Tanto o apóstolo Paulo quanto CRISTO revelam um quadro difícil da condição de grande parte da igreja — moral, espiritual e doutrinariamente — à medida que a era presente chega ao seu fim (cf. Mt 24.5, 10-13, 24; 1Tm 4.1; 2Tm 4.3,4). Paulo, principalmente, ressalta que nos últimos dias elementos ímpios ingressarão nas igrejas em geral.
(b) Essa “apostasia” dentro da igreja terá duas dimensões.
(i) A apostasia teológica, que é o desvio de parte ou totalidade dos ensinos de CRISTO e dos apóstolos, ou a rejeição deles (1Tm 4.1; 2 Tm 4.3). Os falsos dirigentes apresentarão uma salvação fácil e uma graça divina sem valor, desprezando as exigências de CRISTO quanto ao arrependimento, à separação da imoralidade, e à lealdade a DEUS e seus padrões (2Pe 2.1-3,12-19). Os falsos evangelhos, voltados a interesses humanos, necessidades e alvos egoístas, gozarão de popularidade.
(ii) A apostasia moral, que é o abandono da comunhão salvífica com CRISTO e o envolvimento com o pecado e a imoralidade. Esses apóstatas poderão até anunciar a sã doutrina bíblica, e mesmo assim nada terem com os padrões morais de DEUS (Is 29.13; Mt 23.25-28).
Muitas igrejas permitirão quase tudo para terem muitos membros, dinheiro, sucesso e prestígio (ver 1Tm 4.1). O evangelho da cruz, com o desafio de sofrer por CRISTO (Fp 1.29), de renunciar todo pecado (Rm 8.13), de sacrificar-se pelo reino de DEUS e de renunciar a si mesmo será algo raro (Mt 24.12; 2Tm 3.1-5; 4.3).
(c) Tanto a história da igreja, como a apostasia predita para os últimos dias, advertem a todo crente a não pressupor que o progresso do reino de DEUS é infalível na sua continuidade, no decurso de todas as épocas e até o fim. Em determinado momento da história da igreja, a rebelião contra DEUS e sua Palavra assumirá proporções espantosas. No dia do Senhor, cairá a ira de DEUS contra os que rejeitarem a sua verdade (1Ts 5.2-9).
(d) O triunfo final do reino de DEUS e sua justiça no mundo, portanto, depende não do aumento gradual da igreja professa, mas da intervenção final de DEUS, quando Ele se manifestará ao mundo com justo juízo (Ap 19—22; ver 2Ts 2.7,8; 1Tm 4.1; 2Pe 3.10-13; Jd).

(4) Os passos que levam à apostasia são:
(a) O crente, por sua falta de fé, deixa de levar plenamente a sério as verdades, exortações, advertências, promessas e ensinos da Palavra de DEUS (Mc 1.15; Lc 8.13; Jo 5.44,47; 8.46).
(b) Quando as realidades do mundo chegam a ser maiores do que as do reino celestial de DEUS, o crente deixa paulatinamente de aproximar-se de DEUS através de CRISTO (4.16; 7.19,25; 11.6).
(c) Por causa da aparência enganosa do pecado, a pessoa se torna cada vez mais tolerante do pecado na sua própria vida (1Co 6.9,10; Ef 5.5; Hb 3.13). Já não ama a retidão nem odeia a iniqüidade (ver 1.9).
(d) Por causa da dureza do seu coração (3.8,13) e da sua rejeição dos caminhos de DEUS (v. 10), não faz caso da repetida voz e repreensão do ESPÍRITO SANTO (Ef 4.30; 1Ts 5.19-22; Hb 3.7-11).
(e) O ESPÍRITO SANTO se entristece (Ef 4.30; cf. Hb 3.7,8); seu fogo se extingue (1Ts 5.19) e seu templo é profanado (1Co 3.16). Finalmente, Ele afasta-se daquele que antes era crente (Jz 16.20; Sl 51.11; Rm 8.13; 1Co 3.16,17; Hb 3.14).
(5) Se a apostasia continua sem refreio, o indivíduo pode, finalmente, chegar ao ponto em que não seja possível um recomeço.
(a) Isto é, a pessoa que no passado teve uma experiência de salvação com CRISTO, mas que deliberada e continuamente endurece seu coração para não atender à voz do ESPÍRITO SANTO (3.7-19), continua a pecar intencionalmente (10.26) e se recusa a arrepender-se e voltar para DEUS, pode chegar a um ponto sem retorno em que não há mais possibilidade de arrependimento e de salvação (6.4-6; Dt 29.18-21; 1 Sm 2.25; Pv 29.1). Há um limite para a paciência de DEUS (ver 1 Sm 3.11-14; Mt 12.31,32; 2 Ts 2.9-11; Hb 10.26-29,31; 1 Jo 5.16).
(b) Esse ponto de onde não há retorno, não se pode definir de antemão. Logo, a única salvaguarda contra o perigo de apostasia extrema está na admoestação do ESPÍRITO: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações ( 3.7,8,15; 4.7).
(6) É próprio salientar que, embora a apostasia seja um perigo para todos os que vão se desviando da fé (2.1-3) e que se apartam de DEUS (6.6), ela não se consuma sem o constante e deliberado pecar contra a voz do ESPÍRITO SANTO (ver Mt 12.31, nota sobre o pecado contra o ESPÍRITO SANTO).
(7) Aqueles que, por terem um coração incrédulo, se afastam de DEUS (3.12), podem pensar que ainda são verdadeiros crentes, mas sua indiferença para com as exigências de CRISTO e do ESPÍRITO SANTO e para com as advertências das Escrituras indicam o contrário. Uma vez que alguém pode enganar-se a si mesmo, Paulo exorta todos aqueles que afirmam ser salvos: "Examinai-vos a vós mesmos se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos" (ver 2 Co 13.5).
(8) Quem, sinceramente, preocupa-se com sua condição espiritual e sente no seu coração o desejo de voltar-se arrependido para DEUS, tem nisso uma clara evidência de que não cometeu a apostasia imperdoável. As Escrituras afirmam com clareza que DEUS não quer que ninguém pereça (2 Pe 3.9; cf. Is 1.18,19; 55.6,7) e declaram que DEUS receberá todos que já desfrutaram da graça salvadora, se arrependidos, voltarem a Ele (cf. Gl 5.4 com 4.19; 1 Co 5.1-5 com 2 Co 2.5-11; Lc 15.11-24; Rm 11.20-23; Tg 5.19,20; Ap 3.14-20; note o exemplo de Pedro, Mt 16.16; 26.74,75; Jo 21.15-22).

OBJETIVOS - Após esta aula. o aluno deverá estar apto a:
Explicar o que é apostasla.
Compreender em que consistia a apostas ia de Israel.
Conscientizar-se de que não podemos com pactuar com a apostasia, para que não venhamos a perecer.




ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA
Professor, reproduza a tabela acima no quadro-de-giz. Ela será útil para mostrar aos alunos. de modo resumido, o ambiente da época.
a mensagem principal de Jeremias e sua Importância.
Explique à classe que Jeremias foi enviado como profeta para repreender Judá por sua rebelião. O povo de Judá estava adorando outros deuses embora tivessem sido instruídos pelo Senhor a respeito desse terrível pecado (Êx 20.3-6). DEUS abomina a idolatria Precisamos ter cuidado! Na atualidade muitos "ídolos" tentam roubar nossa atenção do único e verdadeiro DEUS. Diga aos alunos que precisamos estar atentos.

RESUMO DA LIÇÃO 2
OS PERIGOS DO DESVIO ESPIRITUAL
INTRODUÇÃO
I. O QUE É A APOSTASIA
1. Definição.
2. A apostasia de Israel.
II. UM BRADO CONTRA A APOSTASIA
1. Falar em nome do Senhor.
2. Ser autêntico e não politicamente correto.
3. Anunciar ao povo a tragédia que os rondava.
III. EM QUE CONSISTIA A APOSTASIA DE ISRAEL
1. O afastamento de Jeová.
2. O esquecimento de Jeová.
3. O desprezo pelas coisas divinas.
CONCLUSÃO
Que nada nos desvie de Nosso Senhor JESUS CRISTO.
Em breve virá Ele buscar a sua Igreja. Se não estivermos
preparados, como subsistiremos nesse grande dia?

REFLEXÃO
"Estejamos preparados a fim de expor com ousadia e integridade todo o conselho de DEUS." Claudionor de Andrade
SINOPSE DO TÓPICO (1)
Israel abandonou o Único e Verdadeiro DEUS, para seguir os ídolos e os costumes dos povos ímpios vizinhos.
SINOPSE DO TÓPICO (2)
Jeremias tinha como missão exortar o povo à obediência e alertá-Ios quanto à desgraça que se avizinhava de suas fronteiras: os exércitos babilônios.
REFLEXÃO
"E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento [...]" Romanos 12.2
SINOPSE DO TÓPICO (3)
Os filhos de Israel desprezavam ao Senhor e as suas leis.

AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO - Subsídio Bibliológico A Impudência de Judá
"A transgressão irrestrita acaba levando a um estado de impudência (falta de vergonha), onde o indivíduo é incapaz de se importar. Isso agora pode ser visto em relação ao destino de Judá. Embora apanhado em seu pecado como um ladrão e envergonhado por causa de sua conduta, seus reis [..,], príncipes [ou] e os seus profetas continuaram praticando a prostituição espiritual. Eles dizem ao pedaço de madeira (uma árvore ou ídolo de madeira): Tu és meu pai; e à pedra (ídolo): Tu me geraste. Eles desdenhosamente
viraram as costas para o Senhor, a fim de fazerem o que bem Ihes apraz; no entanto, quando aparece a dificuldade, sem o menor constrangimento voltam-se novamente para o Senhor e clamam por sua ajuda. Isso revela a completa irracionalidade do pecado, e DEUS os repreende: Onde, pois, estão os teus deuses, que fizeste para ti? Que se levantem, se te podem livrar. Não havia falta desses deuses, porque cada cidade tinha pelo menos um deus. Quando o castigo continuava, eles se voltavam na sua miséria e reclamavam contra DEUS, como se não tivessem cometido nenhum pecado e tivessem todo o direito de esperar sua ajuda.
Apesar do fato de DEUS permitir o sofrimento para afastá-Ios do seu pecado, eles não aprenderam da sua experiência. Eles não aceitaram a correção, mas mataram os verdadeiros profetas com a espada, na sua loucura em servir outros deuses" (Comentário Bíblico Beacon. Vol. 4: Isaías a Daniel. Rio de Janeiro, CPAD, 2005, pp. 268-69).

AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO - Subsídio Bibliológico
A Escatologia de Jeremias - "Nos capítulos 2-29, Jeremias previu a chegada de Nabucodonosor, a conquista de Judá, a destruição de Jerusalém e a deportação do povo para a Babilônia. Nos capítulos 30-33, ele previu uma era futura, quando DEUS reverteria a sorte de Israel/Judá. Ao fim dos setenta anos, DEUS destruiria a Babilônia (25.11-14) e reconduziria os exilados à Terra Prometida" (29.10-14) (LAHAYE, Enciclopédia Popular de Profecia Bíblica.1. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2008, p.189).
Subsídio Teológico - Apostasia - "A apostasia deve ser diferenciada da ignorância ou da falta de conhecimento, bem como da heresia, que é um conhecimento errado (2 Tm 2.25,26). Os homens podem ser salvos da ignorância, mas não da apostasia. Ela é caracterizada por uma rejeição deliberada da divindade de CRISTO (l Jo 2.22,23; Judas 4) e sua morte expiatória" (Fp 3.18) (Dicionário Bíblico Wycliff. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2006, p.161).

Subsidio Devocional
Cisternas quebradas (2.13) - "A invenção de cisternas rebocadas, no subsolo, permitia ao povo do Antigo Testamento viver em áreas montanhosas, onde o índice pluviométrico era pequeno. Jeremias usa desse exemplo familiar para mostrar a tolice da idolatria de Judá. Era o mesmo que manter constante fluxo de água para o interior do deserto, na tentativa de armazená-Ia em cisternas com fissuras, incapazes, portanto, de reter a água e. por conseguinte, de sustentar a vida" (RICHARDS, Lawrence o. Guia do Leitor da Bíblia. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2005, p.450).

QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 2 - OS PERIGOS DO DESVIO ESPIRITUAL
RESPONDA CONFORME A REVISTA DA CPAD DO 2º TRIMESTRE DE 2010
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas corretas e com "F" as falsas.

TEXTO ÁUREO

1- Complete:

"Porque o meu povo fez _______________ maldades a mim me deixaram, o __________________ de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas _________________ que não retêm as águas" (Jr 2.13).

VERDADE PRÁTICA

2- Complete:

Não podemos compactuar com a _________________________. Ela tem de ser __________________ de entre o povo de DEUS para que não venhamos a ___________________ em nossos pecados.

INTRODUÇÃO

3- Qual era a situação de Israel na época de Jeremias?

( ) Judá aguardava com ansiedade e temor o Messias prometido.

( ) Os judeus continuavam a viver como se DEUS não existisse.

( ) Escarneciam eles do Senhor, alegando que Ele não faz bem, nem mal.

( ) Do rei ao mais humilde dos súditos, achavam-se todos indiferentes ao Eterno e à sua Palavra.

( ) Em conseqüência de sua apostasia, seriam eles exilados de sua terra e passariam a viver insuportáveis provações.

( ) A advertência do profeta era não somente clara, mas explícita. Os judeus, porém, teimavam em seus pecados.

I. O QUE É A APOSTASIA

4- Qual a definição de apostasia?

( ) É uma posição que se assume contrário à idolatria e à imoralidade.

( ) O termo apostasia é proveniente do vocábulo grego apostásis. que significa afastamento.

( ) É o abandono consciente e premeditado da fé que nos foi revelada por intermédio de Nosso Senhor JESUS CRISTO (l Tm 4.1).

( ) É o desvio que conduz à morte espiritual.

5- Em que constituia-se a apostasia de Israel?

( ) Constituiu-se no abandono do Único e Verdadeiro DEUS, conforme revelado na Lei e nos Escritos Sagrados.

( ) constitiu-se no abandono da monarquia e dos sacrifícios no Templo em Jerusalém.

( ) Constituiu-se esta no apego aos ídolos e aos costumes dos povos vizinhos.

II. UM BRADO CONTRA A APOSTASIA

6- Para que DEUS convocou Jeremias?

( ) Para ser mais um dos profetas que apoiariam o povo numa rebelião contra os babilônios.

( ) Para que bradasse contra a rebeldia da casa de Judá.

( ) Para convencer o rei de que deveria enfrentar Nabucodonozor e seus exércitos.

7- Qual era a missão de Jeremias?

( ) Livrar o rei da iminente derrota política que se avizinhava e proclamá-lo profeta de DEUS.

( ) Era a sua missão exortar o rei à obediência.

( ) Conclamar os sacerdotes à santificação.

( ) Desestimular os falsos profetas.

( ) Alertar o povo quanto à desgraça que se avizinhava de suas fronteiras.

8- A ordem do Senhor era mais do que explícita: "Vai e clama aos ouvidos de Jerusalém, dizendo: Assim diz o Senhor" (Jr. 2.1,2). O que deveria Jeremias dizer ao povo?

O profeta Jeremias haveria de:

( ) Falar em nome do Senhor, ser autêntico e politicamente correto em anunciar ao povo o livramento que o Senhor os daria.

( ) Falar em nome do Senhor, ser autêntico e não politicamente correto e anunciar ao povo a tragédia que os rondava.

( ) Falar em nome do Senhor, ser verdadeiro e não politiqueiro e anunciar ao povo a bênção que os esperava.

9- O que significa "falar em nome do Senhor"?

( ) Significa ser portavoz de DEUS somente para mensagens de um futuro promissor e feliz.

( ) Falaria ele em nome do Único e Verdadeiro DEUS.

( ) Todo o Israel deveria reconhecer que Jeremias era, de fato, um autêntico profeta de DEUS e não um mero crítico social.

10- Como temos pregado a Palavra de DEUS? Em nosso nome? Ou no nome de CRISTO JESUS? Complete:

À semelhança de Paulo, estejamos preparados a fim de ___________________ com ___________________ e integridade todo o conselho de DEUS (At 20.7).

Somente assim, teremos condições de _______________________ a apostasia que ameaça a ____________________ da Igreja.

11- O que quer dizer: "ser autêntico e não politicamente correto''?

( ) É ser honesto no saber e dizer o que pensa sem se importar com o que diz a bíblia.

( ) Este é o mal que atinge muitos pregadores: a síndrome do politicamente correto.

( ) Sacrificam a genuinidade do Evangelho no altar de interesses efêmeros e abomináveis.

12- Jeremias fora chamado para ser autêntico. Complete:

Tendo como único compromisso a proclamação da Palavra de DEUS, ousou ______________________ o rei, os nobres e o povo.

Assumamos nossa posição como homens de ____________________. Preguemos corajosamente a sua Palavra, ainda que isto venha a custar-nos a própria ______________.

13- Complete:

Do rei ao mais insignificante dos súditos, achavam todos que, apesar de seus muitos e grosseiros pecados, jamais seriam ____________________ pelo Senhor.

Jeremias, contudo, adverte-os: tal impunidade era __________________. Se não se ______________________, muito sofreriam sob o látego babilônico.

III. EM QUE CONSISTIA A APOSTASIA DE ISRAEL

14- Em que consistia a apostasia de Israel?

( ) Na linguagem poética, equivalia isso a um desquite entre a esposa em Sião e Jeová.

( ) Os filhos de Judá rebelaram-se contra o Senhor, esqueceram-se de todas as suas benignidades e voltaram-se para os ídolos.

( ) Na linguagem profética, equivalia isso a um divórcio entre a virgem filha de Sião e Jeová.

15- Quais as conseqüências da apostasia dos israelitas?

( ) O afastamento de Jeová.

( ) O esquecimento de Jeová.

( ) A aproximação de DEUS com seu perdão.

( ) O desprezo pelas coisas divinas.

16- Como foi o afastamento de Jeová?

( ) De posse da Terra das Promissões, foram os filhos de Israel afastando-se de DEUS e apegando-se aos ídolos das nações vizinhas.

( ) DEUS pede perdão ao seu povo pelo seu sofrimento.

( ) Diante da apostasia de seu povo, pergunta-Ihes o Senhor: "Que injustiça acharam vossos pais em mim, para se afastarem de mim, indo após a vaidade e tornando-se levianos?" (Jr. 2.5).

( ) Que indagação pesarosa! Se Israel lhe era a possessão peculiar, e se do Senhor recebera tantas bênçãos, por que se desviou de seu Redentor?

17- Como foi o esquecimento de Jeová?

( ) Os filhos de Israel não mais perguntavam por Jeová.

( ) Judá clamava por DEUS e seu socorro.

( ) Era como se o Todo-Poderoso, que os tirara com mão forte do Egito, não mais Ihes representasse coisa alguma.

( ) Eles imaginavam que poderiam viver sem o seu Redentor (Jr. 2.8).

18- Como foi o desprezo pelas coisas divinas?

( ) "Houve alguma nação que trocasse os seus deuses, posto não serem deuses?

( ) Todavia, o meu povo trocou a sua glória pelo que é de nenhum proveito"?

( ) Na verdade aquele povo não tinha entendimento e estava sendo enganado sem saber.

19- Complete:

Se os filhos de Israel trocaram a glória de DEUS pelos ________________________ vãos, quantos de nós não estamos a trocar a _______________________ do Evangelho por teologias e modismos ________________________ que só trazem confusão e miséria espiritual. Urge voltarmos às origens do avivamento autenticamente pentecostal.

CONCLUSÃO

20- Complete:

Os filhos de Judá caíram na ______________________. Desviaram-se do Senhor, correndo atrás de coisas efêmeras. A Palavra de DEUS alerta-nos: "Mas o ESPÍRITO expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ___________________ a espíritos enganadores e a doutrinas de _____________________" (1 Tm 4.1). Zelemos pela sã doutrina. E que nada nos desvie de Nosso Senhor JESUS CRISTO. Em breve virá Ele buscar a sua Igreja. Se não estivermos preparados, como subsistiremos nesse grande dia?

RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO NOS VÍDEOS EM http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm

AJUDA
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - BÍBLIA de Estudos Pentecostal.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
Nosso novo endereço: http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/
Veja vídeos em http://ebdnatv.blogspot.com, http://www.ebdweb.com.br/ - Ou nos sites seguintes: 4Shared, BauCristao, Dadanet, Dailymotion, GodTube, Google, Magnify, MSN, Multiply, Netlog, Space, Videolog, Weshow, Yahoo, Youtube.