quarta-feira, 30 de abril de 2014

Questionário da Lição 5 - Dons de Elocução

Questionário da Lição 5 - Dons de Elocução
Responda conforme a revista da CPAD do 2º Trimestre de 2014 - Para jovens e adultos
Tema: Dons Espirituais e Ministeriais - Servindo a DEUS e aos homens com poder extraordinário
Complete os espaços vazios e marque com "V "as respostas verdadeiras e com "F "as falsas
 
TEXTO ÁUREO
1- Complete:
“Se alguém falar, fale segundo as _______________________ de DEUS; se alguém administrar, administre segundo o  _______________________ que DEUS dá, para que em tudo DEUS seja glorificado por JESUS CRISTO, a quem pertence a glória e o poder para todo o  _______________________. Amém!” (1 Pe 4.11).
 
VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
Os dons de  _______________________, de  _______________________ de línguas e de  _______________________ das línguas são para edificar, exortar e  _______________________ a Igreja de CRISTO.
 
COMENTÁRIO/INTRODUÇÃO
3- Quais os três dons classificados como os de elocução e quais seus propósitos?
(    ) Palavra de sabedoria, variedade de línguas e interpretação das línguas. Edificar, exortar e consolar a Igreja de CRISTO.
(    ) Palavra de ciência, variedade de línguas e interpretação das línguas. Edificar, exortar e consolar a Igreja de CRISTO...
(    ) Profecia, variedade de línguas e interpretação das línguas. Edificar, exortar e consolar a Igreja de CRISTO.
 
I - DOM DE PROFECIA (1 Co 12.10)
4- O que é o dom de profecia?
(    ) Profetizar é desejar uma bênção a uma pessoa, é dizer-lhe o quando DEUS, a igreja e você a ama, isso tudo, usando a bíblia.
(    ) De acordo com Stanley Horton, o dom de profecia relatado por Paulo em 1 Coríntios 14 refere-se a mensagens espontâneas, inspiradas pelo ESPÍRITO, em uma língua conhecida para quem fala e também para quem ouve, objetivando edificar, exortar ou consolar a pessoa destinatária da mensagem.
(    ) Profetizar não é desejar uma bênção a uma pessoa, pois essa não é a finalidade da profecia.
 
5- A que Paulo nos exorta e o que as escrituras nos orienta sobre as profecias?
(    ) Exortar-nos a sufocar as profecias na igreja local, pois elas podem trazer grande prejuízo à igreja.
(    ) Exortar-nos a não desprezar ou sufocar as profecias na igreja local.
(    ) As Escrituras orientam-nos a que examinemos “tudo", julgando e discernindo, pelo ESPÍRITO, o que está por trás das mensagens.
(    ) Toda profecia espontânea deve ser julgada.
 
6- Que base bíblica temos par considerarmos relevante o dom de profecia?
(    ) O dom de profecia é tão importante para a Igreja de CRISTO que o apóstolo Paulo exortou a sua busca.
(    ) O dom de profecia é tão importante para a Igreja de CRISTO que o apóstolo Pedro exortou a sua busca.
(    ) O dom de profecia é tão importante para a Igreja de CRISTO que o apóstolo João exortou a sua busca.
 
7- O que recomendou Paulo sobre o exercício desse dom?
(    ) Os crentes de Corinto deveriam ouvir de bom grado as profecias aceitando todo seu conteúdo, pois a origem delas é divino.
(    ) Que fosse observado pela ordem e cuidado nos cultos.
(    ) Os crentes de Corinto deveriam julgar as profecias quanto ao seu conteúdo e a origem de onde elas procedem.
(    ) Devemos nos cuidar, pois a Bíblia, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, mostra ações dos falsos profetas.
(    ) O Senhor JESUS nos alertou: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores”. Vigiemos!
 
8- De quais fontes podem vir as profecias?
(    ) De três fontes distintas: DEUS, a igreja ou o Diabo.
(    ) De três fontes distintas: DEUS, o homem ou o Diabo.
(    ) De duas fontes distintas: DEUS ou o Diabo.
 
9- Qual o propósito da profecia?
(    ) A profecia contribui para a orientação religiosa do crente.
(    ) A profecia contribui para a edificação do crente.
(    ) A profecia contribui para a orientação religiosa dos descrentes.
 
10- Pelo que a Igreja de JESUS CRISTO deve ser conduzida?
(    ) Deve ser conduzida segundo seus profetas, pois a palavra que trazem é perfeita e divina, é a inerrante Palavra de DEUS.
(    ) Deve ser conduzida segundo as Escrituras, pois esta é a inerrante Palavra de DEUS - A Bíblia Sagrada, a Profecia por excelência, deve ser o manual do líder cristão.
(    ) A Palavra de DEUS alerta-nos a que não ouçamos aos falsários.
 
II - VARIEDADE DE LÍNGUAS (1 Co 12.10)
11- O que é o dom de variedades de línguas?
(    ) De acordo com o teólogo pentecostal Thomas Hoover, o dom de línguas é “a habilidade de falar uma língua que o próprio falante não entende, para fins de louvor, oração ou transmissão de uma mensagem divina”.
(    ) De acordo com o teólogo pentecostal , Stanley Horton, o dom de línguas é “a habilidade de falar uma língua desconhecida que o próprio falante não entende, para fins de transmissão de uma mensagem pregada na igreja”.
(    ) O dom de variedades de línguas é tão importante para a igreja quanto os demais apresentados em 1 Coríntios 12.
 
12- Qual é a finalidade do dom de variedade de línguas, de acordo com a revista da CPAD?
(    ) As línguas e a profecia, edificam, exortam e consolam a igreja, sendo para uso devocional espiritual do crente.
(    ) O primeiro propósito é a edificação da vida espiritual do crente.
(    ) As línguas, ao contrário da profecia, não edificam ou exortam a igreja.
(    ) Elas são para a devoção espiritual do crente que recebe este dom.
(    ) À medida que o servo de DEUS fala em línguas estranhas vai sendo também edificado, pois o ESPÍRITO SANTO o toca e renova diretamente.
 
13- O dom de variedade de línguas ainda é ativo na atualidade?
(    ) A variedade de línguas é um fenômeno exclusivo do período apostólico, não havendo mais necessidade dele em nossos dias.
(    ) A variedade de línguas não é um fenômeno exclusivo do período apostólico.
(    ) O Senhor continua abençoando os crentes com este dom e cremos que assim o fará até a sua vinda.
(    ) No Dia de Pentecostes, todos os crentes reunidos no cenáculo foram batizados com o ESPÍRITO SANTO e falaram noutras línguas pelo ESPÍRITO.
(    ) É um dom tão útil à vida pessoal do crente em nossos dias quanto o foi nos dias da igreja primitiva.
 
III - INTERPRETAÇÃO DE LÍNGUAS (1 Co 12.10)
14- Qual a definição do dom interpretação de línguas?
(    ) Thomas Hoover ensina que a interpretação das línguas é “a habilidade de traduzir aquilo que foi pronunciado em línguas”, .
(    ) Stanley Horton ensina que a interpretação das línguas é “a habilidade de interpretar, no próprio vernáculo, aquilo que foi pronunciado em na língua de origem do ouvinte”.
(    ) Thomas Hoover ensina que a interpretação das línguas é “a habilidade de interpretar, no próprio vernáculo, aquilo que foi pronunciado em línguas”.
 
15- Na igreja de Corinto havia certa desordem no culto com relação aos dons espirituais,O que Paulo os advertiu a esse respeito? Complete:
“E, se alguém falar língua  _______________________, faça-se isso por dois ou, quando muito, três, e por sua vez, e haja  _______________________. Mas, se não houver intérprete, esteja _______________________ na igreja e fale  _______________________ mesmo e com  _______________________” (1 Co 14.27,28).
 
16- Há diferença entre dom de interpretação e o de profecia?
(    ) São dons iguais, pois todos dois trazem mensagens proféticas.
(    ) Embora haja semelhança são dons distintos.
(    ) O dom de interpretação de línguas necessita de outra pessoa, também capacitada pelo ESPÍRITO SANTO, para que interprete a mensagem e a igreja seja edificada. Do contrário, os crentes ficarão sem entender nada.
(    ) Já no caso da profecia não existe a necessidade de um intérprete.
(    ) Estêvam Ângelo de Souza definiu bem essa questão quando disse que “não haverá interpretação se não houver quem fale em línguas estranhas, ao passo que a profecia não depende de outro dom”.
 
CONCLUSÃO
17- Complete:
Ainda que haja muitas pessoas em diversas igrejas que não aceitem a atualidade do  _______________________ com o ESPÍRITO SANTO e dos dons espirituais os chamados " ______________________” — DEUS continua abençoando os crentes com suas  _______________________. Portanto, não podemos desprezar o dom de  _______________________, o de falar em línguas estranhas e o de interpretá-las. Porém, façamos tudo conforme a Bíblia: com sabedoria,  _______________________ e ordem (1 Co 14.39,40). Agindo dessa forma, DEUS usará os seus filhos para que sejam portadores das  _______________________ gloriosas dos céus.
 
RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO EM http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm 
 
Referências Bibliográficas
BERGSTÉN, Eurico. Introdução à Teologia Sistemática. Rio de Janeiro: CPAD, 1999.
Bíblia de estudo - Aplicação Pessoal.
Bíblia de Estudo Almeida. Revista e Atualizada. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2006.
Bíblia de Estudo Palavras-Chave Hebraico e Grego. Texto bíblico Almeida Revista e
Bíblia de Estudo Pentecostal. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida, com referências e algumas variantes. Revista e Corrigida, Edição de 1995, Flórida- EUA: CPAD, 1999.
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
CHAMPLIN, R.N. O Novo e o Antigo Testamento Interpretado versículo por Versículo. (CPAD)
CHOWN, Gordon. Os dons do ESPÍRITO SANTO. São Paulo: Vida, 2002.
CONDE, Emílio. Pentecoste para todos. 6ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1985.
Corrigida, 4ª ed., 2009. Rio de Janeiro: CPAD, 2011.
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - Bíblia de Estudos Pentecostal.
DAVIDSON. F. Novo Comentário da Bíblia. Êxodo. pag. 2.
Dicionário Bíblico Wycliffe - Charles F. Pfeiffer, Howard F. Vos, João Rea - CPAD.
Dicionário Vine antigo e novo testamentos - CPAD.
Donald S. Metz. Comentário Bíblico Beacon. Editora CPAD. Vol. 8. pag. 267.
Eberhard Hahn. Comentário Esperança Efésios. Editora Evangélica Esperança.
Elinaldo Renovato. Dons espirituais & Ministeriais Servindo a DEUS e aos homens com poder extraordinário. Editora CPAD. pag. 30-31.
Ênio R. Mueller. I Pedro. Introdução e Comentário. Editora Vida Nova. pag. 238-243.
Francis Foulkes. Efésios. Introdução e Comentário. Editora Vida Nova. pag. 72-73.
GEE, Donald. Acerca dos dons espirituais. 5ª ed. Pindamonhangaba, SP: IBAD, 1985.
GILBERTO, Antonio. Verdades pentecostais. Rio de Janeiro: CPAD, 2006.
HENRY. Matthew. Comentário Matthew Henry Novo Testamento ATOS A APOCALIPSE Edição completa. Editora CPAD. pag. 585.
HORTON, Stanley M. A Doutrina do ESPÍRITO SANTO no Antigo e Novo Testamento. 12. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.
HORTON, Stanley M. O que a Bíblia diz sobre o ESPÍRITO SANTO. 5ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1999.
James, por Hendrickson Publishers - Edição Contemporânea, da Editora Vida, Traduzido pelo Rev. Oswaldo Ramos.
KRETZMANN. Paul E. Comentário Popular da Bíblia Novo Testamento Editora Concordia Publishing House.
Leo G. Cox. Comentário Bíblico Beacon. Editora CPAD. Vol. 1. pag. 141.
Novo Testamento Interlinear grego-português. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2004.
O NOVO DICIONÁRIO DA BÍBLIA – Edições Vida Nova – J. D. Douglas
Pequena Enciclopédia Bíblica - Orlando Boyer - CPAD
SILVA, Severino Pedro. A Existência e a pessoa do ESPÍRITO SANTO. Rio de Janeiro: CPAD, 1996.
SOUZA, Estevam Ângelo de. Nos domínios do ESPÍRITO. 4ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1998.
STAMPS, Donald C. Bíblia de Estudo Pentecostal. CPAD
Uwe Holmer. Comentário Esperança Cartas aos I Pedro. Editora Evangélica Esperança.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
www.ebdweb.com.br
www.escoladominical.net
www.gospelbook.net
www.portalebd.org.br/
http://estudaalicaoebd.blogspot.com.br/ - Pb Alessandro Silva
 

Nenhum comentário: