quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Lição 8, O Início do Governo Humano, 1 parte

Lição 8, O Início do Governo Humano
4º trimestre de 2015 - O Começo de Todas as Coisas - Estudos Sobre O Livro de Gênesis
Comentarista da CPAD: Pr. Claudionor Correa de Andrade
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
NÃO DEIXE DE ASSISTIR AOS VÍDEOS DA LIÇÃO ONDE TEMOS MAPAS, FIGURAS, IMAGENS E EXPLICAÇÕES DETALHADAS DA LIÇÃO
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
PONTOS DIFÍCEIS DA LIÇÃO - POLÊMICOS
 
 
TEXTO ÁUREO"Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de DEUS; e as autoridades que há foram ordenadas por DEUS." (Rm 13.1)
 

VERDADE PRÁTICADEUS instituiu autoridades e leis, a fim de preservar a sociedade humana de uma depravação total e irreversível.
 
 
LEITURA DIÁRIA
Segunda - Gn 9.6 - O livro de Gênesis e a origem do governo humano
Terça - Rm 13.1 - O princípio do governo humano revelado na Palavra de DEUS
Quarta - 1 Pe 2.17 - A Palavra de DEUS e a honra devida às autoridades
Quinta - 1 Tm 2.1,2 - Orações devem ser feitas pelas autoridades
Sexta - 1 Tm 1.9,10 - A Palavra de DEUS e o objetivo da lei
Sábado - Ap 19.6 - JESUS CRISTO, a suprema autoridade revelada à humanidade
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Gênesis 9.1-13
1 - E abençoou DEUS a Noé e a seus filhos e disse-lhes: frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra. 2 - E será o vosso temor e o vosso pavor sobre todo animal da terra e sobre toda ave dos céus; tudo o que se move sobre a terra e todos os peixes do mar na vossa mão são entregues. 3 - Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado, como a erva verde. 4 - A carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis. 5 - E certamente requererei o vosso sangue, o sangue da vossa vida; da mão de todo animal o requererei, como também da mão do homem e da mão do irmão de cada um requererei a vida do homem. 6 - Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado; porque DEUS fez o homem conforme a sua imagem. 7 - Mas vós, frutificai e multiplicai-vos; povoai abundantemente a terra e multiplicai-vos nela. 8 - E falou DEUS a Noé e a seus filhos com ele, dizendo: 9 - E eu, eis que estabeleço o meu concerto convosco, e com a vossa semente depois de vós, 10 - e com toda alma vivente, que convosco está, de aves, de reses, e de todo animal da terra convosco; desde todos que saíram da arca, até todo animal da terra. 11 - E eu convosco estabeleço o meu concerto, que não será mais destruída toda carne pelas águas do dilúvio e que não haverá mais dilúvio para destruir a terra. 12 - E disse DEUS: Este é o sinal do concerto que ponho entre mim e vós e entre toda alma vivente, que está convosco, por gerações eternas.
13 - O meu arco tenho posto na nuvem; este será por sinal do concerto entre mim e a terra.
 
OBJETIVO GERAL
Compreender que DEUS instituiu autoridades e leis para preservar a humanidade.
 
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Mostrar que DEUS estabeleceu um novo começo a partir da família de Noé;
Analisar o arco de DEUS como símbolo do seu novo pacto com a humanidade;
Explicar o princípio do governo humano.
 
INTERAGINDO COM O PROFESSORAs águas do dilúvio foram baixando até que Noé e sua família puderam deixar a arca e iniciar uma nova vida em um mundo novo, purificado do pecado pelas águas do dilúvio. Noé e sua família deram início a nova vida com sacrifício e adoração a DEUS, o grande Criador (8.1-22). O Senhor então decide introduzir o governo humano no novo mundo. O governo humano é uma forma de governo onde DEUS delega ao homem a direção do planeta e a administração da justiça. Esta forma de governo foi confirmada pela filho de DEUS ao declarar: "Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas" (Mt 7.12). DEUS também fez um pacto com a humanidade, prometendo que nunca mais destruiria a vida humana por intermédio de dilúvio. A Terra havia sido purificada, porém Noé e seus descendentes carregavam a semente do pecado em seus corações.

PONTO CENTRAL
DEUS estabeleceu o governo humano.

I ­ UM NOVO COMEÇO
1. Um novo relacionamento com a natureza.
2. Uma nova dieta.
3. A bênção divina.
II -O ARCO DE DEUS
1. Um novo pacto com a humanidade.
2. O sinal do pacto noético.
III - O PRINCÍPIO DO GOVERNO HUMANO
1. O governo humano.
2. O aperfeiçoamento do governo humano.
 
SÍNTESE DO TÓPICO I - A terra foi purificada pelas águas do dilúvio e DEUS estabeleceu um novo começo a partir da família de Noé.
SÍNTESE DO TÓPICO II - DEUS, por sua infinita misericórdia, estabeleceu um novo pacto com o homem. Este pacto teve como símbolo um arco nos céus.
SÍNTESE DO TÓPICO III - O princípio do governo humano se deu a partir de Noé e seus descendentes.
 
CONHEÇA MAIS
*Quando as águas do dilúvio baixaram
"Gradualmente, as águas do dilúvio baixaram. Noé e sua família começaram a viver a vida num novo mundo com sacrifício e adoração. DEUS introduz o governo humano fazendo os homens resistirem ao mal em sociedade. O Senhor ainda se comprometeu em nunca mais destruir toda a vida por enchente. A terra foi purificada. A única família depois do dilúvio, porém, carregava a natureza humana decaída e o pecado que quase imediatamente se fez presente na embriaguez de Noé e na imoralidade do seu filho Cam."
Para conhecer mais leia Guia do Leitor da Bíblia, CPAD, p. 30
 
SUBSÍDIO DIDÁTICO top3
"A Instituição do Governo Humano
No século antediluviano não havia nenhum governo humano. Todo homem tinha liberdade para seguir ou rejeitar qualquer caminho. Mesmo rejeitando o Caminho, não havia refreio contra o pecado. O primeiro homicida, Caim, foi protegido contra um vingador (Gn 4.15). Sucessivos homicidas (Lameque, por exemplo) exigiram semelhante proteção (Gn 4.23,24). Durante séculos os homens haviam abusado do amor e da graça de DEUS, e gastaram seu tempo entregues a toda qualidade de pecado e vício. Após o dilúvio, o caminho, o único Caminho para a vida eterna, ainda permaneceria aberto diante deles, e cabia-lhes o direito de aceitar ou rejeitá-lo. Mas se o rejeitassem, continuando desobedientes às leis divinas, eram passíveis de punição imediata por parte dos seus contemporâneos, pois DEUS instituiu um governo terrestre que serviria de freio sobre os delitos dos ímpios. A ordem divina foi esta: 'Se alguém derramar o sangue do homem, pelo homem se derramará o seu' (Gn 9.6). A pena capital é a função de maior seriedade do governo humano, e uma vez que DEUS concedeu ao homem essa responsabilidade judicial, automaticamente todas as demais funções de governo foram também conferidas. O governo humano, assim construído, exercendo a prerrogativa da pena capital, foi e é sancionada pelo próprio DEUS como um meio de deter os desobedientes (Rm 13.1-7; 1 Tm 1.8-10). A investidura dessa autoridade e responsabilidade no homem foi uma novidade do novo pacto de DEUS ao homem após o dilúvio.
Em comparação com a aliança adâmica, notamos que há: 1) maior domínio sobre o reino animal; 2) uma dieta mais ampla; 3) a promessa de DEUS que não mais destruirá toda a carne; 4) e maior repressão sobre os ímpios, incluindo a prerrogativa da pena capital, que seria ao mesmo tempo uma ilustração do governo divino" (OLSON, Lawrence N. O Plano Divino Através dos Séculos: As dispensações que DEUS estabeleceu para Israel, a Igreja e para o mundo. 26.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2004, pp. 69-71).
 
PARA REFLETIR - A respeito do livro de Gênesis:Após o Dilúvio, como seria o relacionamento do ser humano com a natureza?
Se até aquele momento, o homem havia convivido harmonicamente com a criação, a partir de agora, esse relacionamento será bastante traumático. Alerta o Senhor que os animais, por exemplo, terão medo e pavor do ser humano (Gn 9.2). Para combatê-los, haveriam de surgir grandes caçadores como Ninrode (Gn 10.9).
A dieta humana foi alterada com o Dilúvio?
Se antes do Dilúvio, todos dispunham de uma dieta vegetal rica e farta, doravante teriam de complementá-la com nutrientes animais, pois a terra já não era tão fértil como antes. Eis a razão por que DEUS autoriza-os a enriquecer suas refeições com carne.
Qual a simbologia do arco de DEUS?
Era um sinal do pacto de DEUS de jamais destruir a humanidade novamente pelo dilúvio.
O que é o governo humano?
Teologicamente, o governo humano é a instituição estabelecida por DEUS, logo após o Dilúvio, através da qual o Senhor delega ao homem não somente a governança do planeta, como também a administração da justiça (Rm 13.1).
Até que ponto devemos obedecer o governo humano?
Desde que estes não baixem leis que contrariem a Palavra de DEUS, que está acima de todas as legislações humanas.
 
CONSULTE
Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 64, p. 42.
SUGESTÃO DE LEITURA
Pedras que Clamam, Manual de Ensino para o Educador Cristão e Propagando a Verdade Através do Ensino
 
 
Comentários de vários livros e autores com algumas modificações do Ev. Luiz Henrique
PONTOS DIFÍCEIS DA LIÇÃO - POLÊMICOS - AJUDA DO GRUPO ~"EBD Lições, só Lições" - WhatsApp
RESUMO rápido - Ev. Luiz Henrique
I ­ UM NOVO COMEÇO
Questionamento 1
Corrigindo o comentarista - Noé ficou dentro da arca por 1 ano e 17 dias e não menos de um ano, como foi dito na revista.
Como entraram na arca 7 dias antes do início do Dilúvio, por ter chovido 40 dias e 40 noites e terem sido "liberadas" as águas subterrâneas, no qual as águas se elevaram durante 150 dias a contar do dia do inicio do Dilúvio, Noé e sua família passaram 1 ano e 17 dias na arca.
No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, romperam-se todas as fontes do grande abismo, e as janelas do céu se abriram, 12. e caiu chuva sobre a terra quarenta dias e quarenta noites.
No ano seiscentos e um, no mês primeiro, no primeiro dia do mês, secaram-se as águas de sobre a terra. Então Noé tirou a cobertura da arca: e olhou, e eis que a face a terra estava enxuta. 14. No segundo mês, aos vinte e sete dias do mês, a terra estava seca. 15. Então falou DEUS a Noé, dizendo: 16. Sai da arca, tu, e juntamente contigo tua mulher, teus filhos e as mulheres de teus filhos.
Tempo de Chuva: 40 dias e 40 noites; Tempo dentro da arca: 382 dias = 1 ano e 17 dias
7 dias (ficou dentro da arca antes do dilúvio começar) + primeiro mês do ano 600 dia 17 para segundo mês do ano 601 dia 27 = 1 ano e 10 dias = TOTAL - 1 ano e 17 dias.
 
Novas características.
Animais teriam medo dos humanos.
Nova Dieta - agora complementada por carne animal. Proibido comer sangue (Gn 9.4). o consumo de sangue, onde estava a “vida” dos animais. Com efeito, vemos aqui que o sangue era o elemento que permitia a manutenção da vida nos animais, o que se demonstrou posteriormente pela ciência, que mostra ser o sangue o elemento que leva o oxigênio a todas as células do corpo, possibilitando a mantença da vida. Além disto, a proibição do consumo do sangue era um indicador de como se daria a redenção da humanidade, pelo derramamento do sangue inocente da “semente da mulher”, que daria a sua vida pelo homem.
Reiniciação da povoação da terra.
- O homem não poderia ceifar a vida do seu próximo, não lhe era isto delegado, pois o único dono da vida é o Senhor, mas deveria cumprir o propósito divino estabelecido ao ser humano, frutificando, multiplicando e povoando abundantemente a terra, multiplicando-se nela (Gn.9:7).
A Bíblia registra diversos exemplos de intervenções divinas na história das nações, como interveio em Sodoma e Gomorra (Gn 19.24-30); no Egito (Êx 7.19 a 14-31); na Babilônia (Dn 4.32-34; 5.21); na Assíria (II Rs 19.35); e, principalmente, na história de Israel.
 
II -O ARCO DE DEUS
O arco parece não ter sido notado ainda pelo homem, pois DEUS o coloca para sinal de aliança entre ELE e os homens dali para diante.
Toda vez que chovesse o homem ficaria desesperado pensando que haveria novo dilúvio, por isso DEUS usou o arco no céu como sinal para que o homem o olhasse e se lembrasse da aliança de DEUS e não temesse novo dilúvio.
Simbologia do Arco-íris ou do arco da Aliança
Seu nome provém da mitologia grega, onde Íris era uma deusa que exercia a função de arauto divino. Em sua tarefa de mensageira, a deusa deixava um rastro multicolorido ao atravessar os céus
Cristianismo, islamismo e judaísmo dizem que o arco de DEUS (arco-íris) foi intitulado por DEUS "arco da aliança", pois logo após o Dilúvio quando a Arca de Noé pousou sobre o Monte Ararate DEUS prometeu que nunca mais iria destruir a Terra e depois de cada chuva seu arco apareceria nas nuvens e este seria o símbolo da aliança estabelecida entre DEUS e toda carne vivente de toda espécie que está sobre a terra e por todas as gerações futuras.
Na cultura yorubá, o arco-íris também é representado como mensageiro divino aos seres humanos na figura do orixá Oxumarê (Osûmàrè).
 
Dilúvio, nunca mais. O que está reservado para a Terra é fogo agora.
Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de DEUS, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? 2 Pedro 3:12
Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. 2 Pedro 3:10
 
Questionamento 2
Afirmativa do comentarista: "Antes do Dilúvio, não havia chuva. Um vapor regava a terra".
Corrigindo o comentarista - Não concordo, para mim começou a chover logo após o homem ser expulso do jardim do Éden. (Vapor no capítulo 2, tempo da criação).
Gênesis 2:5  fala de vapor que subia da terra - Isso é no tempo da criação. Acabou a criação. Noé já estava com 500 anos e Adão já havia morrido há mais de dois mil anos (2256 anos). A terra só precisava ser regada antes de tudo estar funcionando normalmente. DEUS já havia dito que ficaria mais difícil para o homem adquirir o produto da Terra.
Gênesis 4:12. Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra.
O vapor do capitulo 2 de Genesis era para abençoar a criação e Adão não precisar se esforçar para conseguir seu alimento. A terra produzia abundantemente. Isso era antes do pecado. Depois acabou a vida mansa.
Gênesis 3:17-19 E a Adão disse: Porquanto destes ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo. No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.
Seria até espantoso alguém acreditar que depois de 2256 anos ainda não haver chuva sobre a terra. (Animais para beber, plantas para  crescerem, etc...)
Esse trabalho forçado viria com mais força após o pecado - No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás. Gênesis 3:19
Isso é antes do dilúvio - Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra. Gênesis 4:12.
Conclusão - para mim começou a chover logo após o homem ser expulso do jardim do Éden, portanto, na época de Noé já chovia sobre a Terra.
 
III - O PRINCÍPIO DO GOVERNO HUMANO
"Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado; porque DEUS fez o homem conforme a sua imagem" (Gn 9.6). Havia gora a necessidade de parar os assassinatos. Normas de convivência começam a ser ensinadas por DEUS.
O dilúvio pôs fim em tudo o que o homem criara em mais de dois mil anos de existência. Era preciso recomeçar, agora seguindo normas e leis que garantiriam a permanência da raça humana sobre a terra.
 
Conclusão:
Havia chuva na terra, mas não com tamanha intensidade. O dilúvio chega trazendo o juízo de DEUS ao pecado. Depois de 1 ano e 17 Dias - Noé sai da arca com sua família e as espécies de habitantes que foram preservadas. Agora, nova vida, nova dieta, nova convivência com os animais e com os descendentes. Multiplicação dos seres humanos, aliança com DEUS,
O governo humano é iniciado e a nós é dada a instrução de colaborarmos para que tudo dê certo desta vez. "Mais importa obedecer a DEUS do que aos homens" (At 5.29). Tendo a bíblia como regra de vida e fé, prossigamos em nossa caminhada cristã até o capitão do barco (igreja) nos colocar em nosso destino final.
 
Dispensação. “Período de tempo durante o qual a humanidade é moralmente responsável diante de DEUS em relação à consideração, respeito e obediência demonstrada para com a sua palavra. Trata-se de um período moral ou período probatório da história humana ou angelical. Cada dispensação tem o seu próprio começo e fim. Em cada dispensação DEUS tem um propósito específico e definido. Porém, o grande projeto e propósito de DEUS através das várias dispensações, é libertar a humanidade e o universo de todas as rebeliões, de tal forma que os agentes dotados de livre arbítrio, estejam voluntária e permanentemente sujeitos a DEUS, a CRISTO, e ao ESPÍRITO SANTO” (OLSON, 2004, p. 35).
 
Duração da Dispensação do Governo Humano. Esta dispensação teve uma duração de 427 anos. Iniciou-se logo após o dilúvio e estendeu-se até o chamado de Abraão (Gn 8.15-19; 9.18-19; 11.10-32; 12.1-3).
Curiosidades do grupo EBD NA TV no WhatsApp
Sabemos que quando DEUS criou a terra, era apenas um continente, será que as placas tectônicas se movimentarão no dilúvio?

A geologia fala que a divisão do continentes acontecesse era necessário um dilúvio. Parecido com o relatado na bíblia, E se você lembrar naquela época não existiam grandes picos conforme a geologia diz. Eles só passaram a existir pelo choque de placas continentais. A biologia e a geologia explicam que após o dilúvio aconteceu a era do gelo e pontes entre continentes. O que explica a migração dos animais sobreviventes da arca para os demais continentes. O peso da água seria suficiente para se romperem lugares menos espessos. Não sabemos, imaginamos. Quem sabe até foi o dilúvio que separou tudo para haver povoação da Terra com línguas diferentes após a torre de Babel? tudo suposições interessantes. (Veja site universo criacionista, vídeos de Adauto Lourenço. e livro Criacionismo: verdades e mitos, do Dr. e Pr. Ken Ham)

Nenhum comentário: