sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Lição 6, A Evangelização dos Grupos Desafiadores
3º Trimestre de 2016 - Título: O desafio da evangelização — Obedecendo o ide do Senhor JESUS de levar as Boas-Novas a toda criatura
Comentarista: Claudionor de Andrade 
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
NÃO DEIXE DE ASSISTIR AOS VÍDEOS DA LIÇÃO ONDE TEMOS MAPAS, FIGURAS, IMAGENS E EXPLICAÇÕES DETALHADAS DA LIÇÃO
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
AQUI VOCÊ VÊ PONTOS DIFÍCEIS DA LIÇÃO - POLÊMICOS
 
 
TEXTO ÁUREO"[...] e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. (Jo 6.37)
 
 
VERDADE PRÁTICAFalar de CRISTO às prostitutas, criminosos e viciados também faz parte da missão evangelizadora da Igreja.
 
 
LEITURA DIÁRIA
Segunda - Lc 7.37 JESUS transforma as prostitutas
Terça - 1 Co 6.10,11 JESUS transforma os homossexuais que desjam ser transformados
Quarta - Lc 23.42,43 JESUS transforma os criminosos
Quinta - 2 Co 5.17 A nova criatura em CRISTO
Sexta-feira - Jo 3.3 A importância do novo nascimento
Sábado - Is 1.18 Em CRISTO, todos os pecados são apagados
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Lucas 7.36-5036 - E rogou-lhe um dos fariseus que comesse com ele; e, entrando em casa do fariseu, assentou-se à mesa. 37 - E eis que uma mulher da cidade, uma pecadora, sabendo que ele estava à mesa em casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com unguento. 38 - E, estando por detrás, aos seus pés, chorando, começou a regar-lhe os pés com lágrimas, e enxugava-lhos com os cabelos da sua cabeça e beijava-lhe os pés, e ungia-lhos com o unguento. 39 - Quando isso viu o fariseu que o tinha convidado, falava consigo, dizendo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora. 40 - E, respondendo, JESUS disse-lhe: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. E ele disse: Dize-a, Mestre. 41 - Um certo credor tinha dois devedores; um devia-lhe quinhentos dinheiros, e outro, cinquenta. 42 - E, não tendo eles com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Dize, pois: qual deles o amará mais?  43 - E Simão, respondendo, disse: Tenho para mim que é aquele a quem mais perdoou. E ele lhe disse: Julgaste bem. 44 - E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês tu esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; mas esta regou-me os pés com lágrimas e mos enxugou com os seus cabelos. 45 - Não me deste ósculo, mas esta, desde que entrou, não tem cessado de me beijar os pés.  46 - Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta ungiu-me os pés com unguento. 47 - Por isso, te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é  perdoado pouco ama. 48 - E disse a ela: Os teus pecados te são perdoados. 49 - E os que estavam à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este, que até perdoa pecados?  50 - E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz.
 
OBJETIVO GERAL - Mostrar que falar de CRISTO aos grupos desafiadores também faz parte da missão evangelizadora da igreja.
 
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Mostrar que o Evangelho de JESUS CRISTO é inclusivo.
Conscientizar de que precisamos evangelizar as prostitutas.
Saber que devemos pregar o evangelho aos homossexuais.
Saber que devemos pregar o evangelho aos viciados e bandidos.
 
INTERAGINDO COM O PROFESSOR
O Evangelho de JESUS CRISTO é inclusivo. O Salvador veio para todos. JESUS pregou para as mulheres em uma cultura onde elas não eram valorizadas. Ele evangelizou senhoras de bem, mas também evangelizou algumas, como a samaritana, cuja reputação não era boa. Ele acolheu os cegos, os aleijados, os publicanos e os pobres. Sua atitude de amor foi duramente criticada pelos líderes religiosos de sua época. Ele foi chamado de amigo de pecadores: "Veio o Filho do Homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um homem comilão e beberrão, amigo de publicanos e pecadores [...]" (Mt 11.19). JESUS não aprovou o pecado, mas sempre se mostrou acessível ao pecador e as suas necessidades. O Salvador não excluiu ninguém. Seu convite generoso ainda está aberto para todos que se sentem rejeitados, cansados e oprimidos (Mt 11.28). Sigamos o exemplo do Mestre alcançando os grupos desafiadores do nosso tempo.
 
PONTO CENTRAL - Como Igreja do Senhor, precisamos alcançar com o evangelho os grupos desafiadores.
 
Resumo da Lição 6, A Evangelização dos Grupos Desafiadores
I - JESUS ANUNCIA O EVANGELHO DA INCLUSÃO
1. A reação do fariseu, o incluído.
2. A reação da mulher, a excluída.
3. Reação de JESUS, o amor inclusivo.
II - O EVANGELHO ÀS PROSTITUTAS
1. Por que evangelizar as prostitutas?
2. Como evangelizar as prostitutas.
III - O EVANGELHO AOS HOMOSSEXUAIS
1. Homossexuais em Corinto.
2. Como evangelizar os homossexuais.
IV - O EVANGELHO AOS CRIMINOSOS
1. A capelania de Paulo e Silas.
2. A capelania da igreja atual.
V - O EVANGELHO AOS VICIADOS
1. Viciados libertos.
2. Como evangelizar os viciados.
 
SÍNTESE DO TÓPICO I - JESUS, o Filho de DEUS, não excluiu ninguém. Ele anunciou o Evangelho da inclusão.
SÍNTESE DO TÓPICO II - As prostituas também precisam ser alcançadas pelo Evangelho de JESUS CRISTO.
SÍNTESE DO TÓPICO III - JESUS ama os homossexuais, por isso, precisamos alcançá-los com o Evangelho.
SÍNTESE DO TÓPICO IV - Precisamos alcançar os crimosos com o Evangelho.
SÍNTESE DO TÓPICO V - Como Igreja do Senhor, não pode deixar de pregar o Evangelho aos viciados.
 
PARA REFLETIR - A respeito dos grupos desafiadores, responda:
Por que o Evangelho de CRISTO é inclusivo?Porque JESUS ama a todos. Seu sacrifício na cruz foi para todos.
Quais são os principais grupos desafiadores?As prostitutas, homossexuais, viciados.
O que mostra a igreja coríntia?Mostra que entre os crentes de Corinto, talvez, houvesse também ex-homossexuais que, ao se arrependerem de seus pecados, deixaram as velhas práticas. E, agora, achavam-se entre os santos daquela igreja (1 Co 6.10,11).
O que ensina a igreja coríntia?Que os homossexuais podem ser evangelizados e salvos por JESUS CRISTO.
Como se pregar aos grupos desafiadores? Esses grupos devem ser abordados direta, mas respeitosa e amorosamente. Devemos vê-los como pessoas carentes da graça de DEUS.
 
CONSULTE - Comentário Bíblico Atos, Comentário Bíblico Marcos e Pregação que fala às Mulheres
 
Comentários de vários autores com alguma modificações do Ev. Luiz Henrique
Pontos difíceis e polêmicos discutidos durante a semana em nossos grupos de discussão no WhatsApp (minhas conclusões)
 
NÃO CONFUNDAM AS DUAS MULHERES DIFERENTES QUE UNGIRAM JESUS COM UNGUENTO.Jo 11.2 - Aqui já é outro caso de unção de JESUS por uma mulher, mas não uma pecadora, mas Maria irmã de Lázaro. não confunda as duas. Lá em nossa leitura Bíblica em classe, nesta lição, é uma pecadora e não é Maria, a irmã de lázaro. Lá é na casa de um fariseu e não de Lázaro. lá JESUS foi mal recebido e nem lavaram seus pés e nem deram-lhe um beijo como era o costume.
Foi, pois, Jesus seis dias antes da páscoa a Betânia, onde estava Lázaro, o que falecera, e a quem ressuscitara dentre os mortos.Fizeram-lhe, pois, ali uma ceia, e Marta servia, e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele. Então Maria, tomando um arrátel de unguento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus, e enxugou-lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do unguento. Então, um dos seus discípulos, Judas Iscariotes, filho de Simão, o que havia de traí-lo, disse: Por que não se vendeu este unguento por trezentos dinheiros e não se deu aos pobres? Ora, ele disse isto, não pelo cuidado que tivesse dos pobres, mas porque era ladrão e tinha a bolsa, e tirava o que ali se lançava. Disse, pois, Jesus: Deixai-a; para o dia da minha sepultura guardou isto; Porque os pobres sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes. E muita gente dos judeus soube que ele estava ali; e foram, não só por causa de Jesus, mas também para ver a Lázaro, a quem ressuscitara dentre os mortos. E os principais dos sacerdotes tomaram deliberação para matar também a Lázaro; Porque muitos dos judeus, por causa dele, iam e criam em Jesus. João 12:1-11
 
Lendo esse episódio, PERGUNTA INTERESSANTE - Qual o valor de JESUS para Judas?
Resposta - Para Judas JESUS valia 10% do valor daquele perfume.

NOSSA LEITURA BÍBLICA EM CLASSE É ESTA --- LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Lucas 7.36-50
36 - E rogou-lhe um dos fariseus que comesse com ele; e, entrando em casa do fariseu, assentou-se à mesa. 37 - E eis que uma mulher da cidade, uma pecadora, sabendo que ele estava à mesa em casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com unguento. 38 - E, estando por detrás, aos seus pés, chorando, começou a regar-lhe os pés com lágrimas, e enxugava-lhos com os cabelos da sua cabeça e beijava-lhe os pés, e ungia-lhos com o unguento. 39 - Quando isso viu o fariseu que o tinha convidado, falava consigo, dizendo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora. 40 - E, respondendo, JESUS disse-lhe: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. E ele disse: Dize-a, Mestre. 41 - Um certo credor tinha dois devedores; um devia-lhe quinhentos dinheiros, e outro, cinquenta. 42 - E, não tendo eles com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Dize, pois: qual deles o amará mais? 43 - E Simão, respondendo, disse: Tenho para mim que é aquele a quem mais perdoou. E ele lhe disse: Julgaste bem. 44 - E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês tu esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; mas esta regou-me os pés com lágrimas e mos enxugou com os seus cabelos. 45 - Não me deste ósculo, mas esta, desde que entrou, não tem cessado de me beijar os pés. 46 - Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta ungiu-me os pés com unguento. 47 - Por isso, te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama. 48 - E disse a ela: Os teus pecados te são perdoados. 49 - E os que estavam à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este, que até perdoa pecados? 50 - E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz.
VEJA AS DIFERENÇAS 
1- Casa de Lázaro em Betânia - outra casa do fariseu em Naim.
2- Maria, irmã de Lázaro, na casa deste - Outra Mulher, a Pecadora, na casa de simão, o fariseu.
3- Maria, irmã de Lázaro lhe derramou um perfume caríssimo - outra apenas derramou um unguento.
 
Os dois anfitriões tinham o mesmo nome:Simão o leproso (Lázaro).
Simão o fariseu.
Cada anfitrião morava em um lugar diferente
Simão leproso em Betânia.
Simão o fariseu morava em Naim.
Na cultura Judaica algumas cortesias eram esperadas pelo hóspede:Ósculo (Beijo) de Saudação
Água pra lavar o pés.
Oléo pra ungir a cabeça.
Simão, o leproso (Lázaro) a bíblia não revela, mas parece que esse recepcionou bem a Jesus (seu amigo).
O fariseu fez pouco caso de Jesus.
Coisas comuns aos dois anfitriões
Ambos conheciam Jesus.
Ambos receberam Jesus em casa.
Ambos ofereceram um jantar.
Ambos tinham outros convidados além de Jesus no jantar
Ambos foram surpreendidos com uma mulher entrando na casa.
Ambos viram uma mulher ungir Jesus com óleo caríssimo
 
Na casa de Lázaro JESUS era sempre bem vindo.
Era amigo de Lázaro e amava Lázaro e suas irmãs.. Jo 11.3 Mandaram-lhe, pois, suas irmãs dizer: Senhor, eis que está enfermo aquele que tu amas. Jo 11.5 Ora, Jesus amava a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro. Assim falou; e depois disse-lhes: Lázaro, o nosso amigo, dorme, mas vou despertá-lo do sono. João 11:11
 
Muitos opinam que esta foi a mesma ocasião da ocorrência relatada em Mc 14.3-9 e em Mt 26.6-13. Vd os comentários em Marcos, o Evangelho do Servo, 14.3-9. Mas, por certo, não devemos confundi-la com a de Lc 7.37-39. Não há razão para dizer que a mulher que era pecadora (Lc. 7.37) era Maria de Betânia. Seis dias antes da páscoa (v.l): Chegara a última semana da vida terrestre de Jesus. Os eventos dessa semana aconteceram, parece, na seguinte ordem:
1) No sábado, Jesus ceiou com Lázaro. 2) No domingo, cavalgando num jumento, entrou, triunfantemente, emjerusalém. 3) Na segunda-feira, amaldiçoou a figueira. 4) Na terça-feira, pregou Seu sermão profético no monte das Oliveiras. 5) na quarta- feira, permaneceu em Betânia. 6) Na quinta-feira, comeu a Páscoa, instituiu a ceia e foi preso. 7) Na sexta-feira, foi crucificado*
Fizeram-lhe pois ali uma ceia (v.2): Estes discípulos hospedaramjesus com grande gozo. Aproveitaram o ensejo de Lhe fazer grande jantar com santo regozijo. Lembra o que nos é revelado acerca da
ceia das bodas do Cordeiro, Ap 19. Jesus Cristo estará lá. Os crentes que morreram e ressuscitaram assistirão. Os que não morreram, mas permaneceram vivos e crendo, se acharão lá. Na Ceia daquele dia o número de convivas estará completo, o nosso gozo será completo.
Lázaro era um dos que estavam à mesa (v.2): Foi o mesmo Lázaro, algumas semanas depois de sua ressurreição, sentado à mesa com seu corpo material, gozando de saúde e comendo comida material. Grande foi seu testemunho da obra divina de Cristo. Muitos se envergonhavam de Cristo; Lázaro O recebia, abertamente, em casa.
Naqueles que perecem está o véu (2 Co 4.3);Lázaro tinha visto, tanto pelos olhos do corpo como pelos olhos do coração, as coisas eternas. E dever de todo crente ser um Lázaro (w. 9,11), um exemplo patente perante os olhos do povo, do poder milagroso de Cristo que ressuscitara da morte eterna. 0 Senhor, quem é como tu entre os deuses? quem é como tu glorificado em santidade, terrível em louvores, obrando
(Jesus, ungido em Betânia maravilhas? 0 Israel, quem é como tu? Um povo salvo pelo Senhor, o escudo do teu socorro, e a espada da tua alteza; pelo que os teus inimigos te serão sujeitos, e tu pisarás sobre as suas alturas, Êx 15.11 e D t 33.29.
Então Maria, tomando um arratel... (v.3): Enquanto os outros recebiam dejesus, Maria, que outrora ficava aprendendo aos Seus pés (Lc 10.38-42), foi impelida a manifestar seu amor sacrificando o melhor que tinha. Há ocasião em que nos sentimos mais bem-aventurados em sacrificar do que em buscar, em dar do que em receber, em louvar do que em orar. Um anatei de unguento (v.3): Uma libra, 459 gramas. Ungüento de nardo puro, de muito preço (v.3): Judas calculou seu valor em trezentos dinheiros, v.5. Um trabalhador ganhava um dinheiro por dia, Mt 20.2. O nardo, portanto, que Maria sacrificou representava quase tanto quanto ganhava um trabalhador por um ano inteiro. Não foi um arratel de azeite doce, extraído de azeitonas das oliveiras em redor da casa de Maria. Mas foi um produto importado do oriente,
de muito preço, próprio para oferecer a um imperador. Quanto maior o preço, tanto melhor para servir o anelo de Maria, de demonstrar o amor que ardia no seu coração. E tudo Maria desperdiçou, num momento, no corpo de Cristo. Alguns podiam oferecer ovelha coxa ou servir ajesus quando de folga. Mas Maria dava só a melhor das ovelhas, ofertava tudo que podia ajuntar de precioso servia ininterruptamente ao seu Senhor.
Ungiu os pés de Jesus (v.3): Marta servia ajesus, Lázaro estava à mesa com Ele e Maria se curvava aos Seus pés. Para ela, eram os pés mais lindos que mortal jamais tocou;* quãoformosos os pés dos que  anunáampaz, dos que anunciam coisas boas! Rm 10.15. Para Maria, Jesus era o querido Mestre e o lugar de um discípulo é aos Seus pés. Para ela, Ele era o Senhor de todos, e o lugar de um servo é aos Seus pés. Para ela, Jesus era o Criador, e o lugar de uma criatura é aos Seus pés. Para ela, Ele era o Salvador, e o lugar do pecador é aos Seus pés. Todos nós temos uma vasilha de nardo que podemos derramar sobre os sagrados pés dejesus. A vasilha é nosso coração. O nardo são todos os seus tesouros de amor.
Encheu-se a casa do cheiro do ungüento (v.3): O cheiro do ungüento preciosíssimo penetrou em toda a parte da casa; o ato de sacrifício e abnegação foi percebido, não somente, por todos que assistiam à ceia, mas o suave cheiro já penetrou todas as igrejas e o próprio céu. Compare Êx 8.21; Lv 1.9; Fp 4.18. A vida consagrada a Deus sempre exala um suave cheiro para Cristo e para Seus discípulos. Maria deu o melhor que podia. Queremos fazer menos?
Judas Iscariotes... disse: Por que não vendeu... (v.4): Judas, como um dos doze apóstolos, é exemplo de como é possível se esforçar na obra de Cristo, mesmo dar todos os bens, e ainda não conhecer o verdadeiro amor para com Cristo. O crente não pode consagrar tudo ao Senhor sem encontrar censura. E havia no ato de Maria ungir ajesus, muita oportunidade de censurar: Jesus, pobre como era, não precisava de outras coisas mais necessárias? Com este dinheiro não podiam suprir uma hospedagem muito melhor para Ele? Não era o nardo um presente mais próprio para honrar uma pessoa real, e Jesus não era mui humilde? Não havia muita pobreza em todo o país? O formalismo, em vez de apreciar e querer a espiritualidade, sempre luta com a arma da censura, contra a vida espiritual. Não pelo cuidado que tivesse... (v.6): Os gestos de um dirigente de orquestra devem parecer muito engraçados a uma pessoa completamente surda. Igualmente o ato de Maria parecia um desperdício, ou fanatismo, porque os críticos não ouviram a música na alma que a inspirou. Jesus, porém, a ouvia. Quando queremos uma coisa para os pobres, quem está mais pronto entre nós a contribuir, os Judas ou as Maria? Certo ministro viajava num bonde quando este passou em frente duma grande igreja. Um passageiro disse: Se estes crentes dessem seu dinheiro aos pobres em vez de levantar templos, maior seria o crédito deles. J á ouvi a mesma coisa dita por outrem, disse o pastor. - Pode dizer-me por quem? - Por Judas Iscariotes, foi a resposta. Disse pois Jesus: Deixai-a... (v. 7): Note a defesa quejesus fez de Maria. Não foi a primeira vez que ela fora censurada (Lc 10.38-42), nem a primeira vez que o Mestre fizera a sua defesa.
Para o dia da minha sepultura... (v.7): O ato de Maria não era só o testemunho do amor do seu coração, mas, também, da fé que olhava para o futuro e que iluminava sua vida. Olhava para Jesus não só como seu Senhor, mas também, como seu Salvador; como se Este já estivesse morrendo, e ungia Seu corpo para a sepultura. Parece que ela era a única dos Seus discípulos que compreendia o sentido da Sua vida e morte, e o Senhor aceitou o ato com grande gozo.
Por que não... por trezentos... ? (v.5): Os cálculos de Judas o levaram para sepultar a dum suicídio e para uma eternidade sem Cristo. Maria abandonou-se ao maior desperdício de amor e encontrou-se honrada entre os mais ilustres dos céus. Quem ama a sua vida perdê-la-á, e quem neste mundo aborrecer a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna, v.25. Para... minha sepultura... (v. 7): Jesus entrou em Jerusalém para ser coroado de espinhos e entronizado numa cruz. Mas não Lhe faltaria esta unção de amor para amenizar um pouco essa amaríssima coroação. Maria compreendia aquilo que não entrou na mente dos apóstolos. Não disse, como Pedro: Senhor, tem compaixão de ti; de modo nenhum te acontecerá isso, Mt 16.22. E Jesus foi à cruz com a doce recordação de como, ao menos, uma discípula O ungira. Se Maria tivesse guardado o vaso de nardo fechado naquela ocasião, o seu cheiro suave não teria penetrado, através dos séculos, até nós. Se Livingstone não tivesse “desperdiçdo” o nardo da sua vida sobre os pé de Cristo na Árica, Morrison na China, Judson na Burma, carey na ídia... esses paíes nã teriam hoje esse cheiro de perfume mais precioso. Nã deixemos passar nosso ensejo de “desperdiçr” o nardo de amor ardente do nosso coraçã sobre os pé de Cristo.
Os principais... para matar também a Lázaro (v. 10): grande é a profundeza da cegueira da incredulidade! O inimigo censurou a Maria, mas quis matar a Lázaro. Não é de admirar que são odiados os que testificam, atualmente, de Cristo.
 
 
Resumo Rápido da Lição 6, A Evangelização dos Grupos Desafiadores
I - JESUS ANUNCIA O EVANGELHO DA INCLUSÃO
1. A reação do fariseu, o incluído.
2. A reação da mulher, a excluída.
3. Reação de JESUS, o amor inclusivo.
 
"Veio o Filho do Homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um homem comilão e beberrão, amigo de publicanos e pecadores [...]" (Mt 11.19)
Amigo de publicanos e pecadores. JESUS sempre foi inclusivo. Nunca JESUS despresou a ninguém por causa de seu pecado, pois, para isso mesmo veio, para salvar os pecadores de seus pecados.
Lucas 19.10 - Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.
Mateus 11.28 Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. 1Timóteo 2.4 que quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade
Todos são chamados para a salvação.
E, quando chegaram ao lugar chamado a Caveira, ali o crucificaram, e aos malfeitores, um à direita e outro à esquerda. Lucas 23:33
Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez. E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.
E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso. Lucas 23:40-43
E persegui este caminho até à morte, prendendo, e pondo em prisões, tanto homens como mulheres, Atos 22:4
E, castigando-os muitas vezes por todas as sinagogas, os obriguei a blasfemar. E, enfurecido demasiadamente contra eles, até nas cidades estranhas os persegui. Atos 26:11
Por isso sofro trabalhos e até prisões, como um malfeitor; mas a palavra de Deus não está presa. 2 Timóteo 2:9
Muitas vezes deixamos de visitar os presos pois os julgamos condenados por DEUS. Muitas vezes os prejulgamos. Muitas vezes até gsostaríamso qu houvesse pena de morte em nosso país. Mas o amor de DEUS é infinito. DEUS é um PAI amoroso e misericordioso que procura arrependimento até mesmo no assassino, no estrupador, no pedófilo, no ladrão, no traficante, etc... todos são pessoas que só precisam ouvir o evangelho para deixar o pecado, para se tornarem filhos de DEUS, bençãos nas mãos de DEUS. Se pudéssemos parar para ouvir a história de cada um desses que estão encarcerados como animais numa jaula, quem sabe nos veríamos num deles? Quem sabe escamos de estar ali por um triz. Um descuido com o domínio próprio e pronto...
Paulo foi exemplo de homem que perseguia a igreja, levando muitos a morte. Ele só precisava de um encontro com JESUS a quem ele perseguia. Um encontro só mudou sua vida, sua atitude homicida. De perseguidor virou perseguido. na cadeia clamava por visitas e se sentiu abandonado pelos próprios irmãos.
 
Lucas 7.39 Quando isso viu o fariseu que o tinha convidado, falava consigo, dizendo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora.
Interessante que JESUS, como profeta que era, sabia bem quem era aquela mulher - era uma mulher carente de DEUS, carente de salvação.
O fariseu, ao se comparar com a prostituta, achou-se limpo e merecedor de estar com JESUS enquanto condenava aquela mulher ao inferno. Mal sabia ele que JESUS o mava da mesma forma que amava aquela mulher. Deveria aquele homem receber aquela mulher e a apresentar a JESUS para que fosse salva e não a condenar e lançar sobre ela um fardo mais pesado ainda do que aquele que carregava. Faltava-lhe o amor.
JESUS diz a esse homem que o amor da mulher por ELE era maior do que seu amor e que ela estava justificada por esse amor, enquento ele teria que aprender a amar antes de poder ser aceito.
Lucas 7.47 Por isso, te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama. 48 E disse a ela: Os teus pecados te são perdoados.
Espada Cortante - João: o Evangelho do Filho de Deus Orlando S. Boyer - CPAD
 
II - O EVANGELHO ÀS PROSTITUTAS
1. Por que evangelizar as prostitutas?
2. Como evangelizar as prostitutas.
III - O EVANGELHO AOS HOMOSSEXUAIS
1. Homossexuais em Corinto.
2. Como evangelizar os homossexuais.
Evangelizar Prostitutas e HomossexuaisCom homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é; Levítico 18:22
Porque cova profunda é a prostituta, e poço estreito a estranha. Provérbios 23:27
Por isso DEUS os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro (AIDS seria uma dessas recompensas?). Romanos 1:26,27
Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de DEUS. 1 Coríntios 6:10
Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de CRISTO? Tomarei, pois, os membros de CRISTO, e os farei membros de uma meretriz? Não, por certo. 
1 Coríntios 6:15
Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne.1 Coríntios 6:16 
A evangelização de prostitutas e homossexuais é de suma importância em nossos dias, tendo em vista a quantidade de adeptos dessas práticas e do amor de DEUS para com eles, buscando seu arrependimento e conversão.
Essas pessoas são cegadas em seu entendimento pelo Diabo. Ninguém nasce para ser nem uma coisa e nem outra, mas de acordo com sua criação em casa ou outro local; de acordo com seus problemas familiares ou pela falta de oportunidades em sua vida social, enredam por esse tortuoso e pecaminoso caminho. São pessoas que precisam muito de nosso amor e atitude cristã.
Apesar de muitos pensarem que não vale a pena evangelizá-los, vemos na prática o amor de DEUS dispensado a essas pessoas, na Bíblia.
Esta é a Palavra de DEUS para qualquer pessoa que vive na prática do pecado: “ainda que os nossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, tornase-ão como a lã (Is 1:18).
Quais as motivações Bíblicas para Evangelizarmos prostitutas e homossexuais?
Quando falamos de homossexuais e da AIDS que se alastrou no mundo devido a essas práticas antibíblicas, podemos ver o exemplo de Abraão, que intercedeu por Sodoma (principalmente por seu sobrinho Ló e sua família que ali se encontravam), uma cidade com práticas de prostituição e homossexualismo (Gn 18:23-33). Abraão empregou todos os seus esforços em intercessão a DEUS para que aquele povo não fosse destruído. Infelizmente DEUS não achou ali corações desejosos de se arrependerem e se converterem de seus maus caminhos. Somente Ló e suas duas filhas escaparam com vida desse lugar abominável. 
 JESUS se comunicava com publicanos e pecadores (Mat 9.10; 11:19). Isso nos mostra que devemos ir onde estes estão. JESUS se interessava por grupos de pessoas excluídas da sociedade, como prostitutas, leprosos, aleijados, surdos e mudos, etc...
JESUS aceitou o convite de um dos fariseus para tomar uma refeição em sua casa.
“E rogou-lhe um dos fariseus que comesse com ele; e, entrando em casa do fariseu, assentou-se à mesa. E eis que uma mulher da cidade, uma pecadora, sabendo que ele estava à mesa em casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com ungüento;
E, estando por detrás, aos seus pés, chorando, começou a regar-lhe os pés com lágrimas, e enxugava-lhos com os cabelos da sua cabeça; e beijava-lhe os pés, e ungia-lhos com o ungüento. Quando isto viu o fariseu que o tinha convidado, falava consigo, dizendo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora. E respondendo, JESUS disse-lhe: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. E ele disse: Dize-a, Mestre. Um certo credor tinha dois devedores: um devia-lhe quinhentos dinheiros, e outro cinqüenta. E, não tendo eles com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Dize, pois, qual deles o amará mais? E Simão, respondendo, disse: Tenho para mim que é aquele a quem mais perdoou. E ele lhe disse: Julgaste bem. E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês tu esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; mas esta regou-me os pés com lágrimas, e os enxugou com os cabelos de sua cabeça. Não me deste ósculo, mas esta, desde que entrou, não tem cessado de me beijar os pés. Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta ungiu-me os pés com ungüento. Por isso te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama. E disse-lhe a ela: Os teus pecados te são perdoados. E os que estavam à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este, que até perdoa pecados? E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz Lucas 7:36-50
Ainda vemos JESUS preocupado em salvar as mulheres adúlteras e prostitutas, por exemplo, a mulher samaritana (João 4:1-42). Não era normal um homem conversar, na rua, com uma a mulher, muito menos com uma mulher na situação daquela mulher. Porém, JESUS a levou à conversão e a ser instrumento de DEUS na evangelização de toda sua cidade.
Veja a aceitação de JESUS quanto à salvação de ladrões e de prostitutas – “Qual dos dois fez a vontade do pai? Disseram-lhe eles: O primeiro. Disse-lhes JESUS: Em verdade vos digo que os publicanos e as meretrizes entram adiante de vós no reino de DEUS. Porque João veio a vós no caminho da justiça, e não o crestes, mas os publicanos e as meretrizes o creram; vós, porém, vendo isto, nem depois vos arrependestes para o crer”. 
Mateus 21:31,32
Veja a atitude de JESUS para com uma mulher adúltera pega no ato de seu pecado:
“E, endireitando-se JESUS, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?
E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe JESUS: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais”. João 8:10,11.
Romanos 1.26,27 Mostra o resultado do pecado de homossexualismo, mas não está afirmando que essas pessoas não terão mais chances de se arrependerem e serem salvas. Não, DEUS é misericordioso e ama o pecador, embora aborreça o pecado. Sempre existe a chance de arrependimento e de conversão. A igreja está cheia de casos de ex-homossexuais e de ex-prostitutas que se arrependeram de seus pecados e hoje são servos do DEUS altíssimo. Todos podem ser justificados pela fé, gratuitamente, pela graça de DEUS, em CRISTO JESUS. Isto é, a justiça de DEUS pela fé em JESUS CRISTO para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de DEUS; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em CRISTO JESUS. Romanos 3:22-24. 
IMPORTANTE - Homem e mulher os criou; e os abençoou e chamou o seu nome Adão, no dia em que foram criados. Gênesis 5:2 Ninguém nasce prostituta ou homossexual. DEUS criou Homem e Mulher. Se DEUS tivesse criado o home para ser mulher ou a mulher para ser homem, certamente nós não estaríamos aqui, só existiriam duas pessoas no mundo e após a morte desses a existência humana cessaria.
A criação do ser humano pode influenciar decisivamente na formação de seu caráter e de sua moral. O desajuste moral, psicológico e social de uma pessoa se vê em seus atos ,por isso cada um deve ser  moldado segundo a palavra de DEUS. O corpo não comanda um ser humano, mas a sua alma. Para estar ligado a DEUS precisa de uma alma alimentada pela Palavra de DEUS, de um espírito ligado e em comunhão com o ESPÍRITO SANTO e assim o corpo estará sujeito às normas de DEUS. DEUS ama aos pecadores indistintamente.
Devemos, ao evangelizar homossexuais, prostitutas e lésbicas, não discriminá-los ou ofendê-los, mas, tratá-los como pessoas que são carentes de nosso amor, são gente, e devem ser tratados com dignidade, como possíveis futuros crentes, libertos e salvos por CRISTO.  
Devemos ter em mente que a maioria dos que estão na prática do homossexualismo, lesbianismo e da prostituição não estão assim porque gostam dessa vida. Muitos desejam sair desta vida, mas estão aprisionados por espíritos malignos e muitos por uma situação que não os permite ainda sair desta situação.  Devido aos traumas de infância, ou traumas recentes ou por abuso de adultos inescrupulosos e impiedosos, muitos estão presos nestes pecados contra DEUS e contra a humanidade. 
Como é muito difícil a recuperação total dessas pessoas sem um devido acompanhamento pastoral, é preciso um trabalho sério e de muito amor junto a eles por parte de toda a igreja.
A Igreja precisa sair de dentro das 4 paredes e sair em busca dos pecadores , chamando-os ao arrependimento e conversão a CRISTO com muito amor e desejo de que todos sejam salvos.
 
IV - O EVANGELHO AOS CRIMINOSOS
1. A capelania de Paulo e Silas.
2. A capelania da igreja atual.
 
José, no Egito, prestou um ótimo serviço de capelania tanto na prisão de Potifar como na prisão de Faraó.
Paulo prestou um ótimo serviço de capelania, tanto em Filipos (Carcereiro e presos ouviram o evangelho) quanto em Roma (Toda guarda pretoriana ouviu o evangelho).
 
Lembrai-vos dos presos, como se estivésseis presos com eles, e dos maltratados, como sendo-o vós mesmos também no corpo.
Hebreus 13:3 - Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver. Mateus 25:36
Bom seria Fazendas-presídios, onde os presos pagassem suas próprias despesas e fossem realmente recuperados, piois o trabalho dignifica o homem. A ideia é separar esses presos do convívio com traficantes, crime organizado e aproveitar a mão de obra carcerária na agricultura e pecuária. Eles podem trabalhar na produção de hortifrutigranjeiros e na criação de peixes em cativeiro. O salário que os internos receberem pelo trabalho pode ser repassado diretamente para seus familiares. Além disso, parte da alimentação produzida por eles poderá ser usada para abastecer os presídios de todo o sistema. O presídio-fazenda pode ser numa área degrada, afastada da cidade, para que as atividades desenvolvidas pelos detentos também possa ser direcionada à revitalização ambiental. Em nosso país Presos queimam colchão porque se recusam a comer frango, strononoff ou peixe; existe consumo de drogas em realização de churrascos dentro da cadeia, com consumo de bebida alcoólica e rebeliões violentas. Tentativas de fugas e rebeliões estouram a todo momento nos presídios. Um detento representa para o estado um custo quatro vezes mais alto do que um trabalhador comum, que luta de forma honesta por sua sobrevivência e de sua família. Para se ter uma ideia, um preso custa R$ 2,3 mil por mês, em média em nosso país. Podem os governadores criarem através de um decreto Lei, uma colônia penal agrícola, que ficará subordinada à Secretara de Justiça e Direitos Humanos. Essa Penitenciária Agrícola será a reintegração social dos presos, além de oferecer oportunidade de profissionalização, educação, prestação de assistência jurídica, psicológica, social, médica, odontológica, religiosa e material para os detentos.
Se o governo rersolvesse acabar com as bebidas alcoólicas como fez com o fumo, já teríamos reduzido os acidentes de trânsito em 70% e a pobresa em 30% e os espancamentos das esposas e filhos em 70%.
Se o governo resolvesse acabar com a prostiuição e sexo antes do casamento ao invés de incentivar o uso de camizinhas e erotização de crianças nos colégios como fez com o fumo, já teríamos reduzido a AIDS em 80% e os divórcios em 70% e as DSTs em 90%.
 
O que é Capelania?
Capelania é uma Assistência Religiosa e Social prestada aos serviços Civis e Militares, prevista e garantida pela Constituição Federal de 1988, sob a Lei 6923 art. 5 e inciso VII.
A Capelania ganhou muita força nestes últimos anos, principalmente no Brasil pelas Lideranças Evangélicas, já que os hospitais, presídios, escolas, universidades e outras instituições vem se preocupando com a qualidade no atendimento das pessoas com carências espirituais, afetivas e emocionais, necessitando de uma pessoa de estimulo e entusiasmo.
A especialização em Capelania é um dos Cursos mais procurados pelas Lideranças Evangélicas do Mundo.

Objetivo da CapelaniaO objetivo da Capelania é de oficializar esta atividade dentro das leis do nosso País. Para isso é necessário o treinamento e capacitação do Capelão para desenvolver suas habilidades dentro das áreas Social e Re
ligiosa com Qualidade.

O CapelãoO Capelão é um assistente Religioso e Social. O Papel fundamental do Capelão é cuidar e zelar da sociedade, contribuindo intensamente para a saúde Espiritual e Emocional do ser humano.
O Capelão com suas habilidades poderá contribuir com a saúde da sociedade e desenvolver um trabalho produtivo nas áreas da Pregação e Evangelização.

Você Sabia?Que no Brasil o numero de pessoas internadas anualmente chega a 15.000.000? O que é Capelania?
O Brasil possui mais de 500.000 presos e que direta e indiretamente estao ligados a ele mais de 4.000.000 de pessoas?
Você Sabia que nos Estados Univdos e outros paises da Europa onde se pratica a Capenlania o Evangelho cresce com muita eficácia?
Você sabia que em 2008 o Governo Federal dos Estados Unidos deixou de gastar U$ 1.200.000.000 por causa da Capelania?
 
Quem Pode ParticiparDestina-se a cristãos que desejam se preparar melhor para esse ministério e desejam ser voluntários do trabalho de Capelania Hospitalar, Escolar, Carcerária, Militar e outras. Membros de igrejas evangélicas, profissionais da saúde, pastores e missionários.
http://universidadedabiblia.net/curso-de-capelania/
 
 
 
 
V - O EVANGELHO AOS VICIADOS
1. Viciados libertos.
2. Como evangelizar os viciados.
 
Alccolismo, Fumantes, Drogas, Viciados
Há 1,1 bilhão de fumantes no mundo, segundo a OMS, matando mais que o álcool e drogas ilegais.
O fumo é o maior responsável pelas faringites, bronquites, falta de apetite, tremores, perturbações da visão, diversos tipos de câncer, sobretudo do pulmão e doenças cardiovasculares como a angina do peito e o enfarte do miocárdio.
Além do câncer do pulmão, de que o fumo é maior causador, produz bronquite crônica, enfisema pulmonar, coronariopatias, úlceras do estômago e do duodeno, câncer da língua, da faringe, do esôfago e da bexiga.
A ação da nicotina é exercida pelo sistema sobre o sistema parassimpático e simpático e pela liberação de adrenalina e influi na diminuição do consumo do oxigênio e, além de prejudicar o organismo em geral, vai diretamente ao cérebro, coração e circulação.
Apenas um cigarro é suficiente para contrair todos os vasos sanguíneos do corpo. E a fumaça de um cigarro, é o bastante para contrair os vasos capilares das pernas e dos pés.
O fumante sofre, em cada trago, endurecimento das artérias, fazendo o coração trabalhar mais depressa, enquanto os pulmões absorvem monóxido de carbono, amônio, ácido carbônico, piridina e substâncias alcatroadas que passam a circulação do sangue. O monóxido de carbono também origina dores de cabeça; o amônio irrita as narinas e a garganta, a piridina irrita os brônquios e as substâncias alcatroadas engrossam a língua, sujam os dentes e determinam câncer na boca e na língua.A nicotina, em si, diminui a vitalidade do fumante e de seus filhos.
A fumaça do cigarro provoca uma reação violenta nos centros nervosos, produzindo a degeneração das células do cérebro.
Uma vez que o hábito de fumar conduz o viciado a um estado de intoxicação crônica e o leva a uma dependência física e psíquica, sente o fumante dificuldade em abandoná-lo.
A nicotina é um dos venenos mais ativos. A nicotina e o alcatrão deve-se a maior soma de males acarretada aos fumantes. O fumante médio absorve nos pulmões mais de um litro de alcatrão por ano.
Os venenos do fumo agem no organismo pelas vias respiratórias e pelas vias digestivas. Pelas vias respiratórias, através da traquéia e brônquios, por onde chegam aos pulmões, onde são absorvidos e conduzidos ao sangue e, por este, a todos os demais órgãos. A nicotina, por intermédio da circulação, excita as glândulas supra-renais que segregam mais adrenalina. Conduzida ao sangue, provoca contração das paredes arteriais, ocasionando espamos das artérias. É assim que o fumo aumenta a pressão arterial, favorece problemas coronários e cardiovasculares.
Pelas vias digestivas, boca, estômago e intestinos, pois que, parte do venenos do fumo dissolve-se na saliva e é conduzida ao estômago, ocasionando a diminuição da secreção gástrica, dificultando a digestão, diminuindo o apetite e predispondo o fumante à úlcera gastroduodenal. Do aparelho digestivo os venenos do fumo são conduzidos ao sangue e aos diversos tecidos do corpo.
No fígado, grande parte da nicotina é transformada em ácido úrico, com o que ocasiona o surgimento do reumatismo e da gota.
Prejuízos do hábito de fumar:
1- Entorpecimento mental;
2- Inflamação do estômago;
3- Ineficiência física;
4- Tosse;
5- Angina do peito;
6- Gangrena;
7- Doações de Sangue;
8- Visão, entre outros.
(Fonte: Como agem as drogas, Gesina L. Longenecker,PH.D. Quark books. Ilustrações de Nelson W.Hee)
 
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), droga é toda "substância que, quando administrada ou consumida por um ser vivo, modifica uma ou mais de suas funções, com exceção daquelas substâncias necessárias para a manutenção da saúde normal".Para entender o mecanismo do vício, é preciso compreender os caminhos percorridos pela dopamina no cérebro. A dopamina é o neurotransmissor da dependência. É ela que dispara a sensação de prazer - seja a advinda da ingestão de um prato saboroso, seja a causada pelo uso de um entorpecente. Ao inalar cocaína, por exemplo, o usuário tem seu cérebro inundado de dopamina - daí a sensação de euforia que, em geral, a droga produz. Até pouco tempo atrás, acreditava-se que o vício era processado exclusivamente nas porções cerebrais associadas ao sistema de prazer e recompensa, ativado em especial pela dopamina. Recentemente, descobriu-se que há outros circuitos envolvidos nesse mecanismo e que a dopamina também os integra. "Graças ao aperfeiçoamento dos exames de neuroimagem, constatamos que os efeitos neurobiológicos das drogas ultrapassam os centros de prazer e recompensa do cérebro e se estendem ao córtex pré-frontal, região associada à analise dos riscos e benefícios, na qual se concentram as tomadas de decisão", afirma a psiquiatra Nora Volkow, diretora do Instituto Nacional de Abuso de Drogas, dos Estados Unidos, e uma das principais autoridades mundiais no assunto. Isso significa que o vício se relaciona também à química envolvida nos processos decisórios e mnemônicos. Em outras palavras, ele está associado tanto ao impulso quanto à memória.
Há dois grupos de pessoas bastante vulneráveis ao vício - os adolescentes e os portadores de distúrbios psiquiátricos, como esquizofrenia, depressão e ansiedade. Durante a adolescência, o cérebro sofre mudanças dramáticas. Uma das áreas ainda em maturação é o córtex pré-frontal, associado à tomada de decisões e responsável pelo controle dos desejos e emoções. O uso de substâncias químicas nesse momento de desenvolvimento tende a ter um impacto mais profundo e duradouro no funcionamento cerebral. A maior parte dos dependentes químicos se iniciou no vício - qualquer um deles - na juventude. Entre os usuários de drogas, isso ocorre, em geral, antes dos 21 anos. Quanto aos alcoólatras, antes dos 15.

Os tipos de substâncias
Poucas drogas produzem um efeito tão devastador no organismo quanto a heroína. Quando o dependente tenta interromper o vício, entra em desespero. Durante a crise de abstinência, ele sente dores tão fortes que não consegue realizar atos corriqueiros, como dormir, trocar de roupa ou tomar banho; o coração dispara e corre-se o risco de um colapso. O organismo não consegue mais regular a temperatura e o dependente passa a suar muito ou sentir calafrios. A diferença entre a quantidade necessária para causar algum efeito e a dose fatal é muito pequena - o que explica o número elevado de mortes por overdose.
A cocaína é popularmente encontrada em pó, geralmente branco, obtido de uma pasta feita com folhas de coca, um tipo de arbusto sul-americano que, na década de 80, tornou-se uma coqueluche mundial. A droga prejudica o funcionamento do cérebro como um todo, mas estudos mostraram que ela compromete principalmente o lobo frontal. Essa região é responsável, entre outras funções, pela criatividade, pelo controle da impulsividade e pelo senso crítico, o que explicaria alguns comportamentos muito comuns entre os viciados, como as mudanças repentinas de humor e surtos de agressividade.
O crack surgiu em meados dos anos 80, quando a política de repressão às drogas acabou criando uma nova maneira de se preparar a cocaína. A droga chegou ao Brasil no início dos anos 90 e, dois anos mais tarde, já marcava presença nas maiores cidades do país. As pedras de crack são obtidas pela mistura de pasta de coca, água e bicarbonato de sódio. Tudo isso é aspirado numa espécie de cachimbo. A droga é considerada a forma de cocaína mais capaz de causar consumo compulsivo e dependência. Para os traficantes, o crack é vantajoso por ser mais barato, mais fácil de transportar do que o pó e muito mais potente. O efeito da droga começa quinze segundos após a primeira aspiração. Em um mês, em média, cria-se a dependência.
O princípio ativo da maconha, droga produzida a partir da planta Cannabis sativa, é o THC, sigla de tetrahidrocanabinol. É ele o responsável pelas sensações de relaxamento e desinibição experimentadas por quem fuma a erva. A fome que todo usuário sente depois de fumar - a popular "larica" - também é obra do THC. Na década de 60, um cigarro da erva continha 0,5% de THC. Recentemente, estudos americanos apontaram para níveis de até 5%. Há ainda o skank, a supermaconha desenvolvida em laboratório, com 20% de THC. Por causa dessas altas taxas de princípio ativo, a maconha hoje vicia mais e inflige danos ainda maiores ao organismo. O uso freqüente da droga diminui a coordenação motora, altera a memória e a concentração e pode levar o usuário a crises de ansiedade e depressão. Além disso, aumenta o risco de infecções e inflamações nas vias respiratórias e contém substâncias cancerígenas - o THC é apenas um dos 400 compostos químicos encontrados em um cigarro de maconha.
O LSD (abreviação de dietilamina do ácido lisérgico) foi descoberto pelo químico suíço Albert Hofmann em 1938, que estudava aplicações medicinais de um fungo de cereais. Nos anos 60, a droga popularizou-se e virou símbolo da contracultura. Consumido em pastilhas, ela cai no sangue depois de ser absorvida pelo estômago e chega ao sistema nervoso central, causando alucinações e distorção das imagens. Também aumenta a sensibilidade tátil e auditiva. Seu feito pode durar de algumas horas a um dia e os riscos ao organismo vão de taquicardia, surtos psicóticos à degeneração de células cerebrais e convulsões. Atualmente, a droga costuma vir acrescida de grandes doses de anfetamina, para atender àqueles que querem sacolejar nas pistas de dança.
O ecstasy, ou MDMA, é um tipo de metanfetamina, substância estimulante do sistema nervoso central. Mistura de alucinógeno com anfetamina, é conhecido como "droga do amor" ou simplesmente "E". Sintetizada em 1912, a droga já foi usada como moderador de apetite e até como desinibidor em sessões de psicoterapia, mas acabou proibida nos anos 80. Seu uso causa sensação de euforia, gerada pela descarga de serotonina - neurotransmissor ligado ao prazer e ao bem-estar - que ela produz no cérebro. Mas também acelera os batimentos cardíacos, eleva a temperatura corporal e desidrata o organismo, o que leva o usuário a consumir muita água. Passado o efeito da droga, geralmente ocorre uma sensação de depressão que dura cerca de dois dias. Há casos de usuários que, para evitar essa reação, consomem a droga cada vez com mais freqüência, o que leva à dependência.
O cigarro também é considerado uma droga. Só que lícita, como o álcool. Todos os anos 4 milhões de pessoas no mundo morrem vítimas de doenças associadas ao fumo. O tabagismo está entre os principais fatores de risco para infartos, derrames, diabetes e vários tipos de câncer, entre outros males. Um único cigarro contém 4.700 substâncias, mas apenas uma causa dependência: a nicotina. Depois de uma tragada de cigarro, ela demora apenas nove segundos para chegar ao cérebro e desencadear a liberação de dopamina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer. Isso resulta em dependência química. Pesquisas indicam que mais da metade dos fumantes gostaria de largar o vício: a maioria não consegue pela dependência, mas também pelo hábito. Fumar é um hábito arraigado ao dia-a-dia do fumante.
O álcool não é uma droga para a maioria das pessoas, mas pode ter efeitos desastrosos para até 15% das pessoas, aquelas que se tornam dependentes físicas e mentais da substância. Seu consumo, principalmente na adolescência e na juventude, deixa marcas indeléveis no cérebro. Ao entrar no organismo, o álcool vai direto para o sangue. De lá, migra para o fígado, onde é metabolizado, e para o cérebro. Quando o fígado não consegue desintoxicar-se por inteiro, produz-se a ressaca. E quando é alta a quantidade de álcool que vai para o cérebro, sem passar pelo metabolismo, vem o famoso "porre". Os efeitos a longo prazo são bastante indesejáveis. Eles variam de déficits de aprendizagem, falhas permanentes de memória, dificuldade de autocontrole a ausência de motivação e lesões graves no fígado. O abuso de álcool na juventude faz com que o jovem fique cinco vezes mais propenso a se tornar alcoólatra na idade adulta.

Os tratamentosO uso repetido de drogas muda a forma como o usuário se relaciona com o mundo. Além de alterar as emoções, compromete a capacidade de cognição e os reflexos motores. A boa notícia é que o cérebro tem uma capacidade extraordinária de se recuperar dos danos causados pelo vício. Quanto antes uma pessoa inicia o tratamento, melhor. É mais difícil tratar alguém que foi dependente de cocaína por trinta anos do que quem usa a droga há três. O mesmo vale para outras substância, como nicotina e álcool. Os especialistas são unânimes em afirmar que não existem tratamentos eficazes que durem menos de noventa dias. Os exames de neuroimagem mostram que esse é o período de maior propensão a recaídas, porque o cérebro permanece mais vulnerável ao longo dos três meses seguintes à última vez em que se utilizou a droga.
A luta contra o vício costuma ser marcada por recaídas e fracassos. Alguém que decida parar de fumar, por exemplo, faz, em média, oito tentativas até largar de vez o cigarro. A vareniclina, a mais nova arma de combate ao tabagismo, está longe de ser a solução mágica contra o problema, mas representa um avanço espetacular: se associada à terapia cognitivo-comportamental, sua taxa de sucesso chega a dobrar. A substância atua nos mecanismos cerebrais da dependência, bloqueando a sensação de prazer proporcionada pela nicotina.
O que está comprovado sobre a fumaça ambiental do tabaco:
- é inalada, absorvida e processada por não-fumantes
- é quimicamente similar a fumaça inalada pelo fumante, e esta é carcinogênica
- contém substâncias que causam câncer
- pode causar câncer e lesões genéticas (que originam câncer) em animais de laboratório
- está associada a problemas cardíacos
- causa problemas respiratórios em crianças de até 18 meses
- retarda o desenvolvimento fetal

Estamos vivendo um caos no brasil com relação aos drogados e viciados. estima-se que haja 1 milhão de pessoas viciadas em Crack. isso não s´po acointece nos grandes centros, mas invadiu até as pequeninas localidades dos mais longíquos rincões.

JESUS ainda é a solução - temos comprovado que o maior índice de recuperação está nas clínicas evangélicas, onde não só existem tratamentos humanos sendo empregados, mas principalmente, a oração libertadora, a ministração da poderosa Palavra de DEUS e o agir sobrenatural do ESPÍRITO SANTO no amor do PAI.
Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.
1 Coríntios 6:10,11

 
Temos que recolher essas pessoas nas ruas, pois a maioria delas não têm mais discernimento entre o certo e o errado, entre o divino e o maligno. Muitas não sabem mais como raciocinar. É impressionante o governo querer dar a essas pessoas status de ser humano capaz de raciocinarem e decidirem por si mesmas se precisam e se querem um tratamento para serem libertos desses vícios. Precisamos mudar nossas leis quanto a isso. Só assim poderemos recuperar pelo menos 80 % dos que estão morrendo e destruindo suas famílias.
 
Conclusão
O evangelho de JESUS é inclusivo, todos necessitam de salvação e todos podem e devem ter livre acesso a essa maravilhosa dádiva de DEUS.
Muitos, como o fariseu só se preocupam consigo mesmos e olham para os outros como já condenados, mas JESUS não vê assim. temos que ser discípulos de JESUS e amar indistintamente a todos,
As prostitutas devem ser alvo de nossas orações e amor cristão. Devemos ir até elas munidos de amor de DEUS para resgatá-las dessa vida desumana.
O homosexualismo cresceu muito no Brasil devido a ações malignas do governo e da colaboração de alguns canais de TV, com suas novelas diabólicas, mas devemos amar essas pessoas como DEUS as ama e levar o evangelho do perdão e da misericórdia até elas.
Nas prisões estão muitos desesperados por ouvir a respeito do perdão de DEUS e buscando uma chance de se arrependerem, vamos, pois, a eles levando o amor de DEUS. Paulo deu exemplo de capelania na prisão e as portas estão abertas para nós assumirmos essas capelanias nestes lugares de tanta necessidade da luz de CRISTO.
Os viciados necessitam serem libertos, nós podemos ajudar. Temos as ferramentas necessárias. O amor de DEUS, o poder do ESPÍRITO SANTO, a libertação que o nome JESUS produz.
Vamos à obra, DEUS nos ajudará.
 
 
Referências Bibliográficas (outras estão acima)
Dicionário Bíblico Wycliffe. 4.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009.
Bíblia de estudo - Aplicação Pessoal.
Bíblia de Estudo Almeida. Revista e Atualizada. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2006.
Bíblia de Estudo Palavras-Chave Hebraico e Grego. Texto bíblico Almeida Revista e Corrigida.
Bíblia de Estudo Pentecostal. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida, com referências e algumas variantes. Revista e Corrigida, Edição de 1995, Flórida- EUA: CPAD, 1999.
BÍBLIA ILUMINA EM CD - BÍBLIA de Estudo NVI EM CD - BÍBLIA Thompson EM CD.
CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - Bíblia de Estudos Pentecostal.
VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
www.ebdweb.com.br - www.escoladominical.net - www.gospelbook.net - www.portalebd.org.br/
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/alianca.htm
Dicionário Vine antigo e novo testamentos - CPAD
Manual Bíblico Entendendo a Bíblia, CPAD
Dicionário de Referências Bíblicas, CPAD
Hermenêutica Fácil e descomplicada, CPAD
Revistas antigas - CPAD
Silva, Antonio Gilberto da, 1929- A Prática do evangelismo pessoal / Antonio Gilberto da Silva. - Rio de Janeiro : Casa Publicadora das Assembléias de DEUS, 1983.
Lições Bíblicas - 2000 - 3º Trimestre - Evangelismo e Missões - CPAD - Comentarista - Esequias Soares
ESFORÇA-TE PARA GANHAR ALMAS - Orlando Boyer - Editora Vida - ISBN: 857367153X - Ano: 1975
Espada Cortante - Atos: o Evangelho do ESPÍRITO SANTO - Orlando S. Boyer - CPAD
Espada Cortante - João: o Evangelho do Filho de Deus Orlando S. Boyer - CPAD
Atos - Série Cultura Bíblica - I. Howard Marshall - SOCIEDADE RELIGIOSA EDIÇÕES VIDA NOVA e ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA EDITORA MUNDO CRISTÃO, Rua Antonio Carlos Taconni, 75 e 79, Cidade Dutra, São Paulo-SP, CEP 04810
Os dons Ministeriais - Por A. L. Gill - www.gillministries.com
DE CIDADE EM CIDADE - Elementos para uma teologia bíblica de missão Urbana em Lucas-Atos - Descoberta Editora Ltda - Londrina - PR - Jorge Henrique Barro - 2006
 

Nenhum comentário: